27 de abril de 2014

CASAL QUE “BRIGA” VIVE MAIS, MAS EXISTEM 10 FRASES QUE NÃO PODEM SE DIZER DURANTE UMA DISCUSSÃO

Cientistas afirmam que segurar suas emoções pode aumentar o risco de morrer cedo. Então, a discussão está liberada. Através de um estudo feito com 192 casais durante 17 anos pela Universidade de Michigan, descobriu-se que casais que brigam vivem mais tempo.

Mas, segundo o psicólogo John Gottman, o problema começa quando os casais atingem os “Quatro Cavaleiros do Apocalipse”: crítica, defesa, omissão e desprezo. Quer viver em paz com seu parceiro? Evite dizer as frases abaixo e garanta um relacionamento tranquilo.

1) “Eu desisto”. Você quer estar certo ou quer estar num relacionamento?

2) “Você não era assim”. As pessoas mudam e fazer esse comentário é “destrutivo – e não construtivo; seu parceiro se sentirá atacado e provavelmente irá retrucar”.

3) “Mas o Dr. Fulano disse que...”. Jamais diga essa frase. É taxativa demais e não vai funcionar soltar uma dessas durante a briga.

4) “Você não vai pedir desculpas?”. “Se você exigir um pedido de desculpas nunca saberá realmente se a pessoa se sentiu culpada”,

5) “Aconteceu igual aquela vez que você...”. “A não ser que seja muito necessário, não levante velhos argumentos”.

6) “Não consigo entender qual é o problema”. Mas é claro que você não consegue, porque você não pensa da mesma forma que seu parceiro. Em vez de jogar isso na cara, diga algo como: “Eu não tinha intenção de te machucar com minhas ações. O que podemos fazer para que você se sinta melhor?”,

7) “(Silêncio)”. Essa opção definitivamente não ajuda a resolver o problema.

8) “Eu odeio você”. Nunca, jamais solte essa bomba. Será difícil desfazer o estrago depois.

9) “...que você se dane!”. Evite ao máximo essa frase também. Ela irá tirar o foco da discussão e seu parceiro ficará na defensiva e, talvez, sendo tão grosseiro como você.

10) “Você é igualzinho minha (meu) ex”. Outra frase que nunca deve ser usada é: “Você é igualzinho ao meu ex” ou “Você é igualzinho a sua mãe”. Essas comparações podem ser levadas a sério e magoar muito a outra pessoa.

PESQUISA MOSTRA VITÓRIA DE SILVEIRA JÚNIOR EM MOSSORÓ

Uma recente pesquisa divulgada pela Gazeta do Oeste, com registro nº 00242/2012, mostra grande vantagem do prefeito interino Silveira Júnior (PSD). O pleito acontecerá no próximo domingo, (04).

gazeta_oeste_2014

MINISTÉRIO PÚBLICO VISITA ADUTORA E APURA ALTERNATIVAS PARA ABASTECIMENTO EM CURRAIS NOVOS

Como parte das providências determinadas pela Promotora de Justiça Mariana Marinho Barbalho para apurar a eficiência do sistema de abastecimento hídrico de Currais Novos, uma equipe técnica visitou, ontem (24), a adutora Serra de Santana com o objetivo de investigar a existência de alternativas técnicas para o abastecimento de água naquele município.

mostra_imagem
A água distribuída pela Caern em Currais Novos é proveniente dos açudes Dourados e Gargalheiras (em Acari). Atualmente o Dourados se encontra seco e o Gargalheiras, com apenas 10,49% de sua capacidade, segundo dados disponibilizados pela Semarh. Se a situação persistir, o Gargalheiras só terá oferta de água até agosto de 2014.

A visita técnica foi realizada por representantes do Ministério Público Estadual, através da 1ª Promotoria de Justiça de Currais Novos, do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça do Meio Ambiente (CAOP Meio Ambiente), e de engenheiro e arquiteta do quadro efetivo do MP; do DNOCS, da UFRN, da OAB, através da subseccional de Currais Novos e da CDL, em nome do movimento SOS Adutora Currais Novos (Seridó e Trairi). A equipe visitou, dentre outros pontos, as estações elevatórias EB1 e EB4, ambas da Adutora Serra de Santana, em Jucurutu e em Florânia.

Há poucos dias o Ministério Público Estadual, por meio da Promotora de Justiça Mariana Marinho Barbalho, instaurou o Inquérito Civil nº06.2014.00002278-1 para apurar a eficiência do sistema de abastecimento hídrico de Currais Novos, incluindo as zonas urbana e rural, bem como acompanhar e controlar as medidas emergenciais de combate aos efeitos da seca no município.

PAPAS JOÃO PAULO II E JOÃO XXIII SE TORNAM SANTOS

Cerimônia realizada neste domingo (27) na Praça São Petro, no Vaticano, e acompanhada por milhares de fiéis canonizou os papas João Paulo IIe João XXIII na Praça São Pedro, no Vaticano. Ambos são santos.

A canonização dupla reuniu, em um único evento, o Papa Francisco, e o Papa emérito Bento XVI.

Cartazes anunciam a canonização dos papas João XXIII e João Paulo II no Vaticano (Foto: Filippo Monteforte/AFP)

Os dois santos têm caminhos que se entrelaçam. João Paulo II, por exemplo, se encarregou de decretar as "virtudes heroicas" e a beatificação de João XXIII. Juntos. Os dois simbolizam a abertura para o mundo e a confiança de ser católico.

Ambos os pontífices, cuja bondade e carisma fizeram com que após a morte fossem solicitadas suas beatificações por aclamação, atravessaram nos últimos anos um complexo processo de canonização, requisito “sine qua non” para se tornar um santo católico.

João Paulo II foi canonizado apenas nove anos após sua morte, em 2005. O segundo milagre atribuído ao polonês Karol Wojtyla, que nasceu em 1920 e liderou a Igreja Católica entre 1978 e sua morte, foi reconhecido pelo Vaticano em julho do ano passado. Já João XXIII, que foi papa entre 1958 e 1963, foi canonizado com apenas um milagre comprovado.

Bispos esperam pela missa de canonização dos papas João XXIII e João Paulo II, na Praça São Pedro, no Vaticano. (Foto: Andreas Solaro / AFP Photo)

A cerimônia de canonização teve os mesmos moldes de uma missa e foi mais simples, sóbria e sem extravagâncias, segundo o Vaticano. Em 2011, a beatificação de João Paulo II, feita por Bento XVI, durou três dias e custou cerca de US$ 1,65 milhão, reunindo 1,5 milhão de fiéis na praça e arredores, segundo a polícia de Roma.

Francisco concelebrou missa solene com cinco prelados, entre eles o bispo de Bergamo (cidade natal de João XXIII), Francesco Beschi, e o ex-secretário particular do papa João Paulo II e arcebispo de Cracóvia, Stanislaw Dziwisz.

As autoridades locais estimam que até 3 milhões de pessoas foram ao Vaticano neste domingo - entre moradores e os 800 mil peregrinos que devem viajar até Roma. Os poloneses - conterrâneos de João Paulo II -, foram os estrangeiros mais numerosos. Trens especiais foram colocados em circulação para a viagem desde a Polônia.

Até agora, foi confirmada a presença de 19 chefes de Estado, 24 primeiros-ministros e 23 ministros de diversos países, segundo o governo italiano.

A cerimônia do lado de fora da Basílica de São Pedro permitiu que mais pessoas participassem do evento. Telões foram espalhados na Praça e pela cidade de Roma, que teve esquema especial de trânsito para a celebração, com bloqueio de ruas e reforço nos transportes públicos.

COM REGISTROS CASSADOS, DUAS CANDIDATAS AINDA TEIMAM EM CONCORRER À ELEIÇÃO SUPLEMENTAR EM MOSSORÓ

imagesCATUR16WA eleição suplementar da cidade de Mossoró está a uma semana da votação, que ocorrerá no dia 4 de maio, mas ainda permanece com o quadro indefinido, já que duas das candidatas estão com o registro negado. Larissa Rosado (PSB) se mantém em campanha, mas não teve o pedido de candidatura aceito pela Justiça Eleitoral e aguarda o julgamento do recurso no Tribunal Regional Eleitoral.

Claudia Regina (DEM) se define como candidata, mas além do registro negado, está proibida pelo juiz Herval Sampaio, da 33ª zona eleitoral, de fazer qualquer mobilização de campanha. A deputada estadual Larissa Rosado (PSB) também foi negativada pela Justiça Eleitoral, mas foi liberada de fazer campanha. Ambas as candidatas aguardam o julgamento dos recursos que foram impetrados no Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte.


Outros três postulantes ao pleito mossoroense estão com o registro deferido: o prefeito em exercício Francisco José Júnior (PSD), Gutemberg Dias (PC do B), Josué Moreira (PSDC) e Raimundo Nonato (PSOL). Com as negativas da Justiça Eleitoral para Larissa Rosado e Claudia Regina surgiram informações, nos bastidores da política de que os partidos das duas candidatas estariam articulando substituições. No entanto, o DEM e o PSB negam, contundentemente, que pretendam fazer substituição.

ASSEMBLEIA DO MATO GROSSO ANULA HONRARIA A DINO E MORAES

O deputado estadual e presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Mato Grosso, Gilberto Cattani (PL-MT), explico...