13 de outubro de 2022

ELEIÇÃO JÁ RENDEU R$153 MILHÕES DO FUNDÃO A ADVOGADOS DE POLÍTICOS

As eleições deste ano têm sido marcadas por várias interferências do judiciário, supostamente para coibir abuso e propagação de fake news. Entretanto, para tomar essas decisões, a justiça eleitoral precisa ser provocada, o que abriu a porteira para uma farra milionária de gastos com caros escritórios de advocacia. Dados oficiais do Tribunal Superior Eleitoral confirmam que já foram gastos mais de R$153 milhões.

 

Com dinheiro de sobra, o União Brasil esbanjou e já transferiu mais de R$27 milhões do bolso do contribuinte para o bolso dos advogados.

 

O PT de Lula gastou menos da metade do União, mas foram R$12,2 milhões, 10% desse valor foi para o escritório de Cristiano Zanin.

 

O PL de Jair Bolsonaro, que disputa o segundo turno contra o petista, foi responsável por mais R$10,4 milhões na conta de escritórios ricos.

 

O Novo, que se recusa a utilizar o fundão eleitoral, gastou R$900 mil com advogados. O PCdoB torrou quase o triplo, R$2,54 milhões.

MULHER DE PRESO É PRESA AO TENTAR ENTRAR COM 110 SELOS DE LSD EM PENITENCIÁRIA DO RN

Uma mulher de 34 anos de idade foi presa ao tentar entrar com 110 selos de LSD na Penitenciária de Alcaçuz, em Nísia Floresta, na Grande Natal, nesta quarta-feira (12). O presídio é o maior do RN.

 

De acordo com a Polícia Penal da unidade, a mulher levantou suspeitas após passar pelo bodyscam, equipamento que usa raio-x para escaneamento do corpo em busca de objetos ilícitos.

 

A mulher ia visitar o marido, que tem 34 anos e está detido no Pavilhão 4 da penitenciária. Ela é cadastrada na unidade prisional como companheira do homem.

 

De acordo com a Polícia Penal, os 110 selos estavam acondicionados em plásticos e escondidos no tornozelo.

 

Após a comprovação do crime, a mulher foi presa e o caso foi encaminhado pela direção da Penitenciária de Alcaçuz para a Polícia Civil, que vai investigar o caso. No primeiro depoimento, ela confessou aos policiais que a droga seria entregue ao marido preso.

ASSEMBLEIA DO MATO GROSSO ANULA HONRARIA A DINO E MORAES

O deputado estadual e presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Mato Grosso, Gilberto Cattani (PL-MT), explico...