15 de dezembro de 2023

SERVIDOR PÚBLICO DE JARDIM DO SERIDÓ É PRESO CONDENADO A QUASE 12 ANOS POR ESTUPRO DE VULNERÁVEL

O servidor público municipal de Jardim do Seridó, Alex Anjos da Silva, foi preso condenado a 11 anos e 10 meses de prisão, pelo crime de estupro de vulnerável (art. 217-A, do CPB – Código Penal Brasileiro). Após o cumprimento do mandado de prisão feito pela Polícia Militar de Jardim do Seridó, o condenado foi encaminhado para a penitenciária “Pereirão” em Caicó, onde inicia o cumprimento da pena em regime fechado.
 
 

Além de servidor público, Alex Anjos foi Presidente do Conselho Municipal da Juventude de Jardim do Seridó, mas sempre esteve envolvido em polêmicas com denúncias de aliciamento de menores, chegando a ser preso no ano de 2014, acusado de agarrar na marra dois garotos que faziam entregas na feira livre da cidade, mas, foi solto, recorreu, e agora teve uma condenação transitada em julgada, e ficará preso por ao menos 1/3 da pena, ou seja, ficará no regime fechado por 3 anos, 3 meses e 6 dias, caso tenho um bom comportamento que o dará direito à progressão de pena para o regime semiaberto, e posteriormente ao regime aberto.

 

Do Blog: Vai entender! Eu fui condenado por danos morais por criticar a indicação desse meliante para ocupar a presidência do Conselho da Juventude, após o mesmo sair da cadeia por crime contra crianças e adolescentes, e agora, 9 anos depois, vemos ai a realidade de quem estava certo. Aquela velha história da ‘inversão de valores’, eu, na época, Presidente do CMDCA – Concelho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – e um cara preso (na época) por estupro de vulnerável, e eu sou condenado. Mas, apesar do alívio de saber que eu estava certo, não tenho nenhuma alegria nessa publicação, pois, apesar da má conduta do meliante, sabemos que a família sofre com essas coisas. “O Lobo perde o pelo mas não perde o vício”!    

LULA EXALTA DINO E DIZ QUE ESTÁ FELIZ COM 'MINISTRO COMUNISTA' NO STF

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) discursou nesta quinta-feira (14) durante evento da 4ª Conferência Nacional da Juventude, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília. Na ocasião, ele disse estar feliz por colocar um "ministro comunista" no Supremo Tribunal Federal (STF). Lula se referia a Flávio Dino, indicado por ele ao cargo e aprovado em votação no Senado nesta quarta (13).

 

"Vocês não sabem como eu estou feliz hoje. Pela primeira vez na história desse país, nós conseguimos colocar na Suprema Corte desse país um ministro comunista, um companheiro da qualidade do Flávio Dino", completou.

 

No comando do ministério da Justiça, Flávio Dino sempre foi bastante criticado pela oposição e um dos termos mais usados pelos adversários para se referir a ele é "comunista". Dino foi filiado ao Partido Comunista do Brasil (PCdoB) de 2015 a 2022. Depois, se filiou ao Partido Socialista Brasileiro (PSB) — sigla atual.

 

Do Blog: Deus tenha misericórdia do Brasil.

HOMEM QUE MATOU A PRÓPRIA MÃE E FERIU GRAVEMENTE O PAI É MORTO A TIROS POR DESCONHECIDO NO INTERIOR DO RN

O homem que matou a mãe a facadas e também feriu o pai foi encontrado morto nesta quinta-feira (14), na zona rural da cidade de Senador Eloi de Souza. O corpo foi encontrado com várias marcas de tiros, principalmente na cabeça.  Ele teria sido morto por uma pessoa que estava em uma motocicleta, mas, ainda não se sabe a identidade do atirador.

 

Além da própria mãe, o marido dela e também agricultor, de 54 anos, foi esfaqueado pelo próprio filho. A Polícia Civil informou que o crime teria sido motivado porque os pais se negaram a dar dinheiro para que o homem comprasse bebida.

CONGRESSO DERROTA LULA E IMPÕE DESONERAÇÃO E MARCO TEMPORAL

O Congresso Nacional derrubou nesta quinta-feira (13) o veto do presidente Lula (PT) ao projeto que estabelece o marco temporal para a demarcação terras indígenas no país. 

 

Na Câmara, 321 votaram “não” ao veto do petista; 137 deputados votaram a favor do veto; e apenas 1 parlamentar apresentou abstenção; 459 ao total. 

 

 

ASSASSINOS SÃO CONDENADOS POR ASSASSINATO DE ADVOGADO NO INTERIOR DO RN

O Tribunal do Júri Popular da Comarca de Natal, condenou , Ialamy Gonzaga, Francisco de Assis Ferreira da Silva e Josemberg Alexandre da Silva pelo assassinato do advogado Eliel Ferreira Cavalcante Júnior, 25 anos, crime ocorrido em abril de 2022, em Mossoró.

 

As penas impostas a eles pela justiça, juntas somam 70 anos de prisão em regime fechado. Ialamy Gozaga, conhecido como “Junior Preto”, responsável pelos disparos que mataram o advogado, foi condenado a 23 anos de prisão. Josemberg Alexandre da Silva foi condenado a 22 anos de prisão. Já Francisco de Assis Ferreira da Silva, recebeu uma pena maior, ou seja foi condenado a 25 anos de reclusão.

JOVEM SERIDOENSE MORRE EM ACIDENTE DE CARRO INDO PARA FESTA EM CIDADE PARAIBANA

Uma colisão entre dois carros na noite do último sábado (22), entre Várzea a Santa Luzia tirou a vida da jovem caicoense Nathália Diniz Régi...