24 de janeiro de 2009

CARNAVAL DE RUA DE JARDIM DO SERIDÓ AINDA NÃO TEM ATRAÇÃO MAIOR


Com a confirmação da não vinda de Lane Cardoso, que foi uma das grandes atrações do carnaval de rua de Jardim do Seridó em 2008, até agora nenhuma atração de grande expressão foi anunciada pelos organizadores da festa para este ano de 2009.

Esperamos que a atual administração, assim como foi no ano passado, contrate algumas bandas de grande porte para animar o carnaval de rua da Cidade, como por exemplo, Detona da Bahia, Lane Cardoso, Pragandaia também da Bahia, entre outras que animaram a festa em 2008.

O carnaval de rua de Jardim do Seridó cresceu muito nos últimos quatro anos, com a transferência do corredor da folia do canal para a praça Dr. José Augusto, e com os investimentos feitos na festa popular pela administração passada, por isto esperamos que continuem investindo na folia, que é com certeza uma festa que socializa o povo sem distingui-los por poder aquisitivo.

HOMEM MATA ESPOSA POR TER SE DECLARADO SOLTEIRA NA WEB

Segundo a BBC, Edward Richardson, 41 anos, ficou descontrolado após ver no site de relacionamentos FaceBook que sua esposa Sarah Richardson, 26, tinha mudado o status de "casada" para "solteira".

O casal vivia separado há alguns meses, e ele decidiu ir vê-la pois Sarah não respondia as suas mensagens e nem atendia seus telefonemas.

Edward esfaqueou sua esposa na casa dos sogros e depois tentou se matar. Ele foi considerado culpado, condenado a prisão perpétua, sem direito nenhum a revisão da pena em um intervalo minímo de 17 anos.

fonte: Diário de Natal


FRAUDES EM LICITAÇÕES DESVIAM R$ 211 MIL EM CIDADE DO RN, DIZ TCU

Auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) verificou que o ex-prefeito de Boa Saúde (RN) Paulo de Souza forjou documentação para fraudar licitação de equipamentos médicos favorecendo a empresa Edinaldo Batista da Silva. Os supostos concorrentes da licitação para compra dos equipamentos tiveram documentação falsificada pelo proprietário da empresa favorecida com a conivência do ex-prefeito. Paulo de Souza também forjou transações comercias com as empresas Comercial Cavalcante, Comercial Pompéia e Comercial Lima. Além disso, ele não comproou a correta execução de cursos ministrados com verba pública federal. Somados, os valores dos desvios chegam a R$ 211.966,00.

Além de ter que devolver junto com o ex-prefeito os valores desviados atualizados monetariamente, as empresas citadas foram declaradas inidôneas para participar de licitações que envolvam recursos públicos federais pelo período de cinco anos. Paulo de Souza foi multado em R$ 5 mil e Edilson Francisco do Nascimento, Artaxerxes Dias de Aguiar e Valdiram Oliveira Silva, membros da comissão de licitação da prefeitura municipal, foram multados em R$ 3 mil.

Os responsáveis têm 15 dias para comprovar o pagamento dos valores. A cobrança judicial foi autorizada. Cabe recurso da decisão. Cópia da documentação foi enviada à Procuradoria da República no Rio Grande do Norte. O ministro Augusto Nardes foi o relator do processo.

fonte: Diário de Natal

JUIZ ACATA PEDIDO E PREFEITO E VICE DE CURRAIS NOVOS VOLTAM AO CARGO

O Juiz Eleitoral Roberto Guedes assinou liminar com efeitos suspensivos sobre a sentença do juiz da 20ª zona eleitoral que afastou o prefeito de Currais Novos, Geraldo Gomes, e sua vice, Milena Galvão, de seus cargos na última terça-feira. Com isso, os gestores municipais retornam à prefeitura e vice-prefeitura imediatamente. O magistrado afirmou que sua decisão para o recurso impretado na tarde de ontem pelos advogados de Geraldo Gomes e Milena Galvïo seguiu orientação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do próprio Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Apesar da decisão possuir efeito imediato, o prefeito afastado só retorna efetivamente à Prefeitura na segunda-feira. ``A decisão precisa chegar à 20ª zona eleitoral para que tenha efeito. Mas isso será feito ainda hoje de tarde'', frisou. O presidente da Câmara dos Vereadores de Currais Novos, João Neto, ficou à frente da Prefeitura durante os dois dias que o prefeito eleito esteve afastado.


Um dos argumentos utilizados pelo juiz Roberto Guedes para concordar com o retorno do prefeito ao seu cargo foi a manutenção da ordem no município evitando o desgaste da justiça eleitoral. ``Para evitar a troca de administradores, o prefeito eleito permanece no cargo até o trânsito julgado'', frisou. O juiz explicou que um caso semelhante ocorreu no município de Espírito Santo em agosto do ano passado e o prefeito eleito permaneceu até apreciação da matéria. Outros julgamentos realizados pelo TSE seguiram a mesma orientação. Roberto Guedes disse ainda que o prazo médio para julgamento do mérito é de 30 a 60 dias após entrada do recurso no Tribunal Regional Eleitoral.

fonte e foto: Diário de Natal

ZELENSKY DIZ QUE ENCONTRO ENTRE LULA E PUTIN SERIA ‘UM GRANDE ERRO’

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, afirmou nesta quinta-feira (18) que seria “um grande erro” o presidente Luiz Inácio Lula da S...