6 de julho de 2012

MEU DEUS! SECRETÁRIO FAZ “GOZAÇÃO” COM CANDIDATO A PREFEITO EM SEU FACEBOOK

Uma verdadeira vergonha! É assim que podemos classificar a atitude desrespeitosa e feia do atual secretário de administração de Jardim do Seridó, João Eudes, para com candidato a prefeito pela oposição, Amazan, em seu facebook, mostrando todo seu despreparo para ganhar o dinheiro do povo como funcionário público.

corte 1

Conforme foto acima postada, o secretário “marca” o rosto do candidato com um “X”, e ainda manda o mesmo voltar para campina, como se Amazan fosse forasteiro, haja vista que o mesmo apenas nasceu em Campina, mas foi criado pelas ruas de nossa cidade, estudando nos nossos colégios, trabalhando nos sítios de nossa zona rural, e só aos 19 anos migrou para a Paraíba com intuito de vencer na vida, sem precisar se vender ou babar político.

secretario

Mostrando medo de perder a “teta da viuvinha”, (prefeitura), já que caso Amazan ganhe a campanha o referido funcionário público voltaria a sua função de “vigia”, (guarda municipal), o secretário que se diz “evangélico”, (evangélico de verdade não usa esse tipo de postura) também usa termos chulas, tratando outra pessoa de “sebosa”, faltando com respeito, mostrando sua verdadeira índole.

Esse mesmo secretário também já exerceu cargo comissionado no governo dos “Bicudos”, ao qual o mesmo fingia fazer parte, tendo também traído outro grupo político, e hoje cospe no prato que comeu, esquecendo as perseguições que o mesmo proporcionou aos servidores públicos logo no inicio da atual gestão. Será que os servidores públicos esqueceram?

Por fim, é até cômico ver o “secretário” (vigia) aparecer em fotos em eventos políticos em Jardim do Seridó ao lado do deputado Henrique Alves, que nasceu no Rio de Janeiro, mas que há anos é deputado pelo RN, e não ser suficiente imparcial para manda-lo voltar para o Rio de Janeiro, e querer “expulsar” homem de bem, que foi gerado e criado em Jardim do Seridó.

Do Blog: O amanhã a Deus pertence! Não cuspa para cima, pois pode voltar e cair no seu próprio rosto. Respeite para ser respeitado! Se vocês dizem que estão eleitos, então para quê tantas perseguições, insultos, baixarias e desespero?

GRANDE FINAL DO XVII FESTIVAL DE QUADRILHAS JÁ TEM ORDEM DE APRESENTAÇÃO DE SUAS FINALISTAS

O XVII Festival de Quadrilhas do Trairi está a todo vapor. Após dois dias de intensa movimentação na Vila de Todos, e de 19 apresentações, contando com as entradas especiais das quadrilhas locais Coentão e Chico Ribeiro, hoje (06) é o dia da grande final, de onde sairão seis grupos campeões.

DSC_0099

Ontem (05) aconteceu a apresentação das quadrilhas do grupo tradicional. Ao todo nove quadrilhas empolgaram o público presente. Pela segunda noite consecutiva, o prefeito, Péricles Rocha foi prestigiar o evento promovido pelo Governo Municipal, em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura.

Juntando as classificadas dos dois dias de apresentação, a ordem de apresentação ficou desta forma:

1 – Lampião

2 - Sertão Alegre

3 - Cabaço

4 - Juventude

5 - Annavantur

6 - Festejar

7 -100% Ferroviário

8 - Tradição Junina

9 - Sanfona de Ouro

10 - Vai Mexer com Nóis

Lembrando que a ordem de apresentação está configurada para entrar primeiro uma quadrilha na categoria estilizada, e depois uma quadrilha da categoria tradicional.

Do Blog: Cadê a “Quadrilha Filhos da Terra” do secretário de cultura de Jardim do Seridó, não foi convidada de honra para se apresentar ai também não? Que Peninha!

DURA REALIDADE! AS BANDAS TOCAM ENQUANTO O HOMEM DO CAMPO CHORA!

Mesmo sendo um dos mais fracos de todos os fracos eventos promovidos pela atual administração pública de Jardim do Seridó, o “João Pedro” (que foi do povo), não deixa de ser uma afronta ao sofrimento do nosso homem do campo, principalmente aqueles que são criadores, e que estão vendo seus rebanhos morrerem de fome e sede, sem nenhuma ajuda do poder público municipal.

SAM_0635

É bem verdade que o antes “São Pedro da Alegria” criado na gestão passada, depois transformado em um tal “João Pedro do Povo” pela atual gestão, trouxe muitos empregos temporários e rendas para o povo Jardinense, mas depois da decadência promovida pela falta de investimentos por parte do poder público, o evento só está servido mesmo para prestigiar bandas e uma empresa de eventos de um correligionário do atual prefeito.

Ademais, a região do Seridó Potiguar, assim como todo o Nordeste brasileiro, passa por uma das maiores secas de sua historia, obrigando quase todos as cidades do RN ter que decretar estado de emergência, entre eles Jardim do Seridó, mas até agora o homem do campo não recebeu nenhuma ação de enfrentamento dos efeitos da seca por parte do poder público municipal.

Quantas pipas d’água dariam para ser destinadas à zona rural com o dinheiro que vai ser gasto com as bandas? Quantos sacos de ração poderiam ser distribuídos para os criadores alimentar seus rebanhos? Quantas cestas básicas poderiam ser distribuídas ao homem do campo? O certo é que enquanto as bandas tocam, o homem do campo chora suas perdas e danos por causa da seca, sem nenhuma ajuda da prefeitura!

Do Blog: Já que não conseguiram fazer nenhum evento compatível com os antes promovidos, deveriam nem ter feito esse “João Pedro” Caldo de Batatas, e usar o dinheiro público para ajudar o nosso sofrido homem do campo!

PIADA DO DIA; MESMA MOEDA!

imagesCAXGOEKO

Um dia, uma menina estava sentada observando sua mãe lavar os pratos na cozinha. De repente, percebeu que sua mãe tinha vários cabelos brancos que sobressaíam entre a sua cabeleira escura. Olhou para sua mãe e lhe perguntou: - 'Porque você tem tantos cabelos brancos, mamãe?' A mãe respondeu: - 'Bom, cada vez que você faz algo de ruim e me faz chorar ou me faz triste, um de meus cabelos fica branco.' A menina digeriu esta revelação por alguns instantes e logo disse: - 'Mãe, porque TODOS os cabelos de minha avó estão brancos?'

PROPAGANDA ELEITORAL FICA LIBERADA A PARTIR DESTA SEXTA PARA CANDIDATOS

A três meses de serem testados nas urnas, candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador de todo o país iniciam nesta sexta-feira (06) a corrida nas ruas e na rede para garantir uma vaga nas eleições municipais. Na largada da propaganda eleitoral, os postulantes a cargos públicos estão autorizados a promover comícios, usar carros de som e tentar atrair os eleitores pela internet. A propaganda em programas de TV e rádio, entretanto, começa só em 21 de agosto.

untitled

Como nas últimas eleições, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vedou nas campanhas anúncios em outdoors, realização de showmícios e mesmo a participação de artistas com o objetivo de animar comícios e reuniões eleitorais.

No rol de proibições nas campanhas constam também práticas como a distribuição de brindes, cestas básicas e outros tipos de vantagens materiais aos eleitores. Da mesma forma, não será tolerado pela Justiça Eleitoral a colagem de propagandas eleitorais em bens públicos, como postes, viadutos, passarelas ou pontes. Quem descumprir a norma sentirá no bolso. As multas irão oscilar entre R$ 2 mil e R$ 8 mil.

O acesso dos candidatos à web, que promete ser uma das vedetes da disputa de 7 de outubro, será limitado. O TSE editou uma resolução para definir o que será permitido no mundo virtual. Segundo as regras da Justiça, está liberada a publicação de sites para fins eleitorais, desde que o endereço eletrônico da página tenha sido informado aos cartórios eleitorais. Também está permitido o uso de e-mail, blogs e redes sociais, como Facebook e Twitter.

Os políticos que concorrem a assentos em prefeituras e Câmara de Vereadores, por outro lado, estão proibidos de recorrer a qualquer espécie de propaganda eleitoral paga na internet. Anúncios em sites de empresas jornalísticas ou mesmo de entidades ou empresas podem causar multas aos candidatos.

E para proteger os internautas de avalanches de mensagens indesejadas, os chamados spams, o TSE determinou que os e-mails disparados pelos pretendentes a gestores públicos ou parlamentares disponibilizem mecanismos de descadastramento.

Quando o eleitor recorrer ao dispositivo, manifestando que não deseja mais receber as mensagens, os comitês eleitorais terão até 48 horas para retirar o internauta da lista de destinatários. Caso a ação não seja cumprida dentro do prazo, a Justiça poderá aplicar multa de R$ 100 por mensagem enviada ao eleitor insatisfeito.

DESESPERO! CAIXA PRETA REVELA ÚLTIMA CONVERSA ENTRE PILOTOS DO AIRBUS DA AIR FRANCE ANTES DE BATER CONTRA O MAR

Quatro segundos antes do Airbus da Air France bater contra o Oceano Atlântico em 2009, deixando 228 mortos, o copiloto menos experiente, Pierre-Cedric Bonin, de 32 anos, percebeu que o acidente era inevitável e disse: "Nós vamos bater! Isso não pode ser verdade".

asd

A última conversa registrada pela caixa-preta na cabine foi divulgada nesta quinta-feira (05) pelo BEA (Escritório de Investigação e Análises) junto com o relatório final sobre a tragédia do voo AF 447. A investigação concluiu que falhas humanas e técnicas, como o congelamento dos sensores de velocidade pitot, o automatismo do Airbus, além de falhas no treinamento da tripulação e na coordenação da cabine, provocaram a tragédia. Nos segundos finais, Bonin passa o controle da aeronave para o copiloto mais experiente, David Robert, de 37 anos e com 6.547 horas de voo. O comandante de bordo, Marc Dubois, de 58 anos e com quase 11 mil horas de voo, retorna à cabine do descanso durante a crise no voo e não assume os comandos.

Veja abaixo o último trecho da conversa entre os pilotos:

2h11min21 - Robert - Nós ainda temos os motores. O que está acontecendo (...)?

2h11min32 - Bonin - (...) eu não tenho mais os controles do avião. Eu não tenho nenhum controle do avião.

2h11min38 - Robert - Vire à esquerda

2h11min41 - Bonin - Eu tenho a impressão (que temos) a velocidade

2h11min43 - (Barulho de abertura da porta da cabine)

Dubois - O que vocês estão fazendo?

Robert - O que está acontecendo? Eu não sei, eu não sei o que está acontecendo

2h11min52 - Dubois - Então peguem os comandos logo

2h11min58 - Bonin - Acho que temos um problema, que tem muita variação.

Dubois - Sim.

Bonin - Não tenho mais nenhuma indicação

2h12min04 - Bonin - Tenho a impressão que nós estamos numa velocidade maluca, não? O que vocês acham?

2h12min07 - Robert - Não sei, mas não solte (...)

2h12min13 - Robert - O que você acha? O que você acha? O que devemos fazer?

2h12min15 - Dubois - Eu não sei. Está descendo.

2h12min26 - Robert - A velocidade?

2h12min27 - Robert - Você está subindo. Você está caindo, caindo, caindo

2h12min30 - Bonin - Mas eu estou caindo?

Robert - Caindo

2h12min32 - Dubois - Você está subindo

2h12min33 - Bonin - Eu estou subindo? Ok, então vou descer

2h12min42 - Bonin - Quanto subimos?

2h12min44 - Dubois - (...) não é possível!

2h12min45 - Robert - Como está a altitude?

Bonin - Estamos caindo ou não?

Robert - Agora você está caindo

Dubois - Coloque as asas na horizontal

Bonin - É o que estou tentando fazer

Dubois - Coloque as asas na horizontal

2h13min25 - Bonin - O que está havendo... Por que nós continuamos caindo?

2h13min28 - Robert - Tente encontrar um jeito de acionar os comandos lá pra cima, os principais etc.

2h13min36 - Bonin - Nove mil pés

2h13min39 - Robert - Sobe, sobe, sobe, sobe

2h13min40 - Bonin - Mas eu estou empinando já há algum tempo

Dubois - Não, não, não, não suba mais

Robert - Agora caindo

2h13min45 - Robert - Então me passe os comandos, me dê os comandos

2h13min46- Bonin - Siga, você tem o controle

2h14min05 - Dubois - Atenção, você está subindo.

Robert - Estou empinando?

Dubouis - Você está subindo

Bonin - Bem, é o que nós devemos fazer, estamos a 4 mil pés

2h14min18 - Dubois - Então puxa. Agora, tire!

2h14min19 - Bonin - Puxa, puxa, puxa, puxa

2h14min23- Bonin - Nós vamos bater! Isso não pode ser verdade...

2h14min25- Bonin- Mas o que está acontecendo?

2h14min28 - Fim das transmissões.

FALHAS EM HOSPITAL DE MOSSORÓ LEVAM A DESCREDENCIAMENTO DO SUS

Uma Ação Civil Pública ajuizada pelos Ministérios Públicos Federal e Estadual em Mossoró levou a Justiça Federal a determinar a rescisão do convênio firmado pela Associação de Assistência e Proteção à Maternidade e à Infância de Mossoró (Apamim) e os gestores do Sistema Único de Saúde (SUS). A partir de agora, o hospital não poderá oferecer pelo SUS os atendimentos de alta complexidade cardiovascular e ainda terá que pagar R$ 2 mil de multa por irregularidades na prestação do serviço.

PRISO_~2

A ação surgiu após denúncia realizada por um médico vinculado à Apamim que verificou falhas na prestação de serviço e não cumprimento das normas estabelecidas para o credenciamento da associação privada junto ao Sistema Único de Saúde. Uma auditoria realizada pelo Departamento Nacional de Auditoria do SUS verificou, dentre outras irregularidades, a inexistência de atendimento ambulatorial no pré e pós operatório em alta complexidade cardiovascular, ausência de acesso à urgência/emergência aos usuários do SUS e até falta de materiais de higiene e alguns equipamentos em setores do hospital.

A partir dos fatos expostos, o juiz da 8ª Vara da Justiça Federal, André Dias Fernandes, considerou procedente o pedido do MPF, determinando a rescisão do convênio e o pagamento de multa. Os serviços de alta complexidade em cirurgia cardiovascular aos pacientes do SUS em Mossoró e demais municípios do Oeste do estado estão sendo realizados pelo Hospital Wilson Rosado, em contratação emergencial, devidamente autorizada pela Justiça. Para a contratação definitiva dos serviço, a Justiça determinou a abertura de procedimento licitatório.

JUSTIÇA ABRIGA RETIRADA DE NOME DE PREFEITO DE PRÉDIOS PÚBLICOS DE CIDADE DO RN

O TJ/RN manteve, em parte, uma condenação sobre a prefeita do município de Pedro Avelino, no que se relacionou à prática de um suposto ato de improbidade administrativa, previsto na Lei nº 8.429/92.

normal_Pedro%20Avelino-RN%20(2)

O TJRN, sob a relatoria do desembargador Aderson Silvino, manteve a sentença no item relativo à retirada das placas, em prédios públicos, que levavam o nome do prefeito anterior, ainda vivo, bem como o pagamento da multa civil fixada.

No entanto, a decisão em segundo grau extraiu da condenação a suspensão dos direitos políticos, como também a proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios pelo prazo de 3 anos.

Segundo a decisão, as provas juntadas aos autos comprovam a violação de princípios da administração pública, como o da impessoalidade e o da moralidade, por causa do nome do administrador nas placas do Palácio da Justiça e do Hospital Público Municipal.

JOVEM SERIDOENSE MORRE EM ACIDENTE DE CARRO INDO PARA FESTA EM CIDADE PARAIBANA

Uma colisão entre dois carros na noite do último sábado (22), entre Várzea a Santa Luzia tirou a vida da jovem caicoense Nathália Diniz Régi...