31 de janeiro de 2023

GOVERNO FÁTIMA DO PT NÃO PAGA DIÁRIAS OPERACIONAIS À PM DESDE NOVEMBRO DE 2022

Associações e sindicatos que representam policiais militares, civis e bombeiros do Rio Grande do Norte afirmam que o estado está com o pagamento de diárias operacionais atrasado desde novembro de 2022. Nenhuma das entidades estimou qual é o valor total devido pelo governo.

 

Diante do cenário, as associações passaram a orientar seus representados a não se voluntariarem para serviços extras em ações como a Operação Verão e o reforço da segurança no período de carnaval, em fevereiro.

IDOSA MORRE CARBONIZADA EM INCÊNDIO NO SERTÃO DA PB

A idosa, Edivanildes Leite Montenegro, de 61 anos morreu na tarde desta segunda-feira (30), durante um incêndio na casa dela, em Patos/PB. Apesar de os vizinhos perceberam uma fumaça saindo da casa da vítima, e um carro-pipa que passava no momento e tentar ajudar a vizinhança a conter o fogo, não foi possível salvar a vida da mulher. Um idoso que estava em outro quarto da casa não se feriu.

LULA APOIA PACHECO POR FALTA DE OPÇÃO NO SENADO

O presidente Lula tem dito aos mais próximos confiar mais no deputado Arthur Lira (PP-AL) honrando compromissos do que no senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG), acusado de haver traído Michel Temer, que o fez presidente da CCJ da Câmara, e Jair Bolsonaro, decisivo na sua eleição para o cargo. Tanto quanto aliados dos ex-presidentes, Lula não confia em Pacheco, mas confia menos nos rivais ligados ao ex-presidente. No momento, os opositores de Pacheco contabilizavam 35 votos. 

 

Apoiadores de Rogério Marinho (PL) contra Pacheco mandaram recado a Lula: “Mais vale um adversário declarado que um falso amigo”.  

 

Para senadores contra Pacheco, incluindo três correligionários, tão logo suas conveniências o recomendem, o mineiro não hesitará em ‘rifar’ Lula. 

 

No caso de Temer, Pacheco designou o único inimigo do ex-presidente na CCJ para relator o impeachment pretendido pelo PGR Rodrigo Janot.  


Eleito presidente apoiado por Bolsonaro, Pacheco acelerou a derrubada de vetos e não resistiu à curiosa ordem do STF para a CPI da Covid. 

 

 

HADDAD IMPÕE ‘LEI DA MORDAÇA’ À PRÓPRIA ASSESSORIA, NO MINISTÉRIO DA FAZENDA

Fernando Haddad baixou portaria estabelecendo uma “lei da mordaça” na própria assessoria da comunicação do Ministério da Fazenda, como se nã...