30 de maio de 2020

CAIXA LIBERA SAQUES DA 2ª PARCELA DO AUXÍLIO EMERGENCIAL A PARTIR DESTE SÁBADO, (30)

Os trabalhadores informais, autônomos e microempreendedores individuais (MEIs) registrados no Cadastro Único ou que solicitaram o auxílio emergencial via site ou aplicativo passam a poder sacar e transferir o dinheiro da segunda parcela a partir deste sábado (30).



Até o momento, o recurso do benefício só estava disponível no aplicativo Caixa Tem, alvo de diversas reclamações entre usuários. A segunda parcela foi paga entre 20 e 26 de maio, mas não podia ser movimentada entre contas ou retirada em espécie.

CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA FEBRE AFTOSA TEM INÍCIO NO RN EM 1º DE JUNHO

O Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do Rio Grande do Norte (IDIARN) inicia nesta segunda-feira (1º) a primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa. Nesta etapa, que segue durante o mês de junho, a vacina é obrigatória para os animais de todas as idades.




O produtor cadastrado junto ao IDIARN deve adquirir a vacina em uma das lojas autorizadas. Após isso, vacinar os animais e declarar o rebanho até 15 de julho em um dos escritórios do próprio IDIARN, EMATER ou Secretarias Municipais de Agricultura.

 


O RN tem hoje um rebanho bovino em torno de 950 mil animais. Na segunda etapa de 2019, realizada em novembro, o Estado imunizou mais de 94,54% do rebanho, mantendo o alto índice de cobertura nas campanhas de vacinação realizadas pelo IDIARN. Os números positivos também permitem que o Estado mantenha o status livre de febre aftosa com vacinação e continue com as ações para a retirada da obrigatoriedade da vacina.

CIDADE PARAIBANA FLEXIBILIZA ABERTURA DO COMÉRCIO, E ESPETINHOS, BARES E LANCHONETES ABRIRÃO COM 50% DA CAPACIDADE


Fábio Tyrone (PSB), prefeito de Sousa, município do Sertão da Paraíba, informou em uma transmissão ao vivo por meio de uma rede social na internet, na noite desta sexta-feira (29), a flexibilização do funcionamento dos serviços não essenciais na cidade a partir da próxima terça-feira (2). A medida será tomada por meio de uma instrução normativa, que ainda não foi publicada pela prefeitura. 




Com a determinação, os estabelecimentos considerados não essenciais podem funcionar entre 7h e 12h. Esses locais devem ser desinfectados duas vezes por dia. No interior deles, deve ser obedecido o distanciamento de um metro e meio por pessoa. 




Já os estabelecimentos que oferecem serviços essenciais como frigoríficos, lojas de conveniência, supermercados, farmácias, postos de combustíveis, lava-jatos, oficinas e borracharias, podem funcionar das 7h às 22h, seguindo orientações de segurança emitidas pelo Procon.




Todos os funcionários devem usar equipamentos de proteção individual (EPIs). Também ficou restrita a entrada de apenas uma pessoa por família em estabelecimentos comerciais. 




Já nas feiras, a distância de uma banca para outra deve ser de cinco metros. Elas devem passar por desinfecções a cada 45 minutos. 




Os salões de beleza, devem funcionar por meio de agendamento para atendimento de um cliente por vez. Já o funcionamento de academias será permitido para até cinco pessoas por vez. 




A instrução também permite o funcionamento de táxis e transportes alternativos intermunicipais com lotação de, no máximo, 50% da capacidade dos veículos, desinfecção periódica do veículo e uso de EPIs. 




A partir da próxima sexta-feira (5), fica permitida a abertura de bares, espetinhos e lanchonetes, com 50% da capacidade e no máximo seis horas por dia, com duas desinfecções diárias. Nesse tipo de comércio ainda fica proibida a exibição de shows e exibição transmissão esportiva. 



A instrução normativa destaca que permanece proibida a abertura de clubes recreativos, associações desportivas e realização de missas, cultos, festas e qualquer outra reunião que promova aglomeração de pessoas.

STF TEM MAIORIA PARA TORNAR JANONES RÉU POR POSTAGENS CONTRA BOLSONARO

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) votou nesta sexta-feira (14) para tornar réu o deputado federal André Janones (A...