3 de maio de 2009

IRMÃO DO DEPUTADO FEDERAL JOÃO MAIA, AGACIEL MAIA É ACUSADO DE CHEFIAR ESQUEMA DE CORRUPÇÃO NO SENADO


O ex-diretor-geral do Senado Agaciel Maia chefia um esquema de corrupção nos contratos terceirizados na Casa. A acusação foi feita pelo casal João Carlos e Denise Zoghbi, respectivamente ex-diretor de Recursos Humanos do Senado e ex-diretora do Instituto Legislativo Brasileiro, em entrevista à revista "Época" publicada nesta semana.

Segundo a revista, João Carlos e Denise afirmaram que há corrupção nas contratações no Prodasen (Sistema de Processamento de Dados), na comunicação social, no transporte, na vigilância e no serviço de taquigrafia. O casal diz ainda que Agaciel é sócio de todas as empresas terceirizadas que têm contrato com o Senado.

Após 14 anos como diretor-geral, Agaciel Maia deixou o cargo há dois meses, quando a Folha revelou que ele usou um irmão para esconder da Justiça a propriedade de uma casa avaliada em cerca de R$ 5 milhões.

"Esses anos todos, o Senado tem um dono. Um único dono", afirmou Denise à revista sobre Agaciel Maia.

À revista o ex-diretor-geral negou as acusações e atribuiu as denúncias à uma antiga rivalidade com Zoghbi.

Segundo a revista, o casal Zoghbi não revelou quais os senadores que se beneficiam dos supostos esquemas chefiados por Agaciel Maia.

A reportagem informa que as acusações contra Agaciel foram feitas pelo casal depois que a revista informou, na semana passada, que Zoghbi usou sua ex-babá como laranja de três empresas criadas por ele para administrar contratos com o Senado. O casal solicitou nova entrevista e revelou os negócios chefiados por Agaciel Maia.

Com a publicação do caso da ex-babá, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), determinou que a Polícia Legislativa investigasse Zoghbi, que já respondia sindicâncias por supostamente ter utilizado um apartamento funcional da Casa para acomodar parte da sua família.

Zoghbi, que continuava como funcionário na Casa, pediu aposentadoria ontem para escapar da demissão.

Fonte: Folha Online





FALTA DE ENERGIA ELÉTRICA ATRAPALHA FESTA DO PESCADO EM ACARI

Deveria ser mais uma noite de muita festa no festival do pescado na comunidade Gargalheiras, no município de Acari, se não tivesse acontecido uma falha imperdoável por parte dos organizadores do evento, que mesmo sabendo da possível falta de energia elétrica neste período chuvoso em nossa região, não providenciaram um grupo gerador de energia elétrica para o local da festa.

Mesmo antes de chegar à festa, o constrangimento já era muito grande, uma fila de carros intermináveis, se formou pelo motivo do desvio dos mesmos para um estacionamento, onde só tinha mesmo muita lama, e que cobravam R$ 5,00 antecipados para estacionar um carro a uma distancia muito grande do local onde foi montado o palco, sem falar na demora em ser atendo pelos seguranças do local.

Não podemos dizer que as falhas desta noite de sábado vai tirar a magnitude do evento, mais com certeza os organizadores falharam e muito, e devem usar destas falhas para consertar os erros e melhorar a estrutura do evento, que recebeu milhares de visitantes de todas as cidades do Seridó, e também do sertão Paraibano, na noite de ontem, mas que infelizmente só encontraram muita escuridão.




STF TEM MAIORIA PARA TORNAR JANONES RÉU POR POSTAGENS CONTRA BOLSONARO

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) votou nesta sexta-feira (14) para tornar réu o deputado federal André Janones (A...