5 de setembro de 2015

GASTOS DO TJRN COM PESSOAL CAEM R$ 4 MILHÕES APÓS AJUSTES

Dr. ClaudioOs gastos do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte com pessoal diminuíram R$ 4 milhões nos últimos quatro meses. É o que mostra levantamento da Secretaria de Orçamento e Finanças do TJ. O total apurado de maio a agosto foi de R$ 345 milhões contra R$ 349 milhões do quadrimestre anterior.

Os números serão oficialmente apresentados ao Tribunal de Contas do Estado (TCE-RN) no final de setembro e apontam, de acordo com a análise da equipe econômica do TJRN, os resultados dos ajustes adotados pela atual gestão, que reduziu gratificações, número de cargos comissionados e apresentou projetos para se adequar à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Os projetos encaminhados pelo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Claudio Santos, e aprovados pela Assembleia Legislativa foram sancionados pelo governador Robinson Faria (PSD), com publicação no Diário Oficial de 22 de julho deste ano.

Uma da das leis complementares estabeleceu que a Gratificação de Técnico de Nível Superior (GTNS) deixou de ser vinculada ao vencimento na forma de percentual, assim como não mais servirá de base para cálculo de qualquer outra vantagem remuneratória.

A Lei Complementar 538 criou o cargo de Chefe de Secretaria, em substituição ao Diretor de Secretaria. Segundo a lei, os cargos de provimento em comissão de Auxiliar de Gabinete de Juiz, bem como 12 cargos de Auxiliar de Secretaria passaram a ser de Chefe de Secretaria.

Além das leis aprovadas, o Tribunal de Justiça contabilizou, até maio, uma economia de R$ 23,5 milhões em relação ao ano anterior, decorrente da suspensão de contratos de terceirização, redução da frota de veículos, entre outras ações de controle de despesas.

“ESTE GOVERNO ESTÁ COMO CACHORRO CORRENDO ATRÁS DO PRÓPRIO RABO”, DIZ ROGÉRIO MARINHO DO GOVERNO DILMA

Presidente de honra do PSDB no Rio Grande do Norte, o deputado federal Rogério Marinho criticou duramente a medida provisória 675, enviada à Câmara pelo governo federal, que prevê o acréscimo da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido das instituições financeiras de 15% para 20%, ou seja, mais um aumento de impostos. Para o tucano, com o projeto, a gestão do PT atinge diretamente a sociedade brasileira.

Rogério discursa no plenário da Câmara

Fala-se da necessidade de se aumentar impostos dos bancos como se essa fosse uma questão corriqueira. O governo do PT parece Nero cantando enquanto Roma pega fogo. Dizer que o aumento dos juros não vai impactar a população brasileira é uma falácia. É evidente que os bancos passarão esse aumento para os correntistas, para quem usa cartão de crédito ou precisa do crédito bancário para empreender”, disse Rogério na tribuna da Câmara nesta quinta-feira (03).

Nero, citado pelo deputado federal e comparado ao governo do PT, é um ex-imperador romano “acusado” de ter colocado fogo em Roma. Os motivos para a atitude são diversos e, até hoje, não há nenhuma versão histórica totalmente comprovada. Alguns dizem que Nero teria ordenado o incêndio com o propósito de construir um complexo palaciano. Outros afirmam que o imperador queria apenas se inspirar poeticamente. Enquanto o fogo consumia a cidade, diz a lenda, Nero contemplava o cenário, tocando uma lira, seu instrumento musical.

Segundo o tucano, os parlamentares que defenderam o aumento de impostos atuaram como “se vivêssemos em uma situação absolutamente contrária à normalidade. Quando se aumenta impostos, quem paga é o cidadão mais humilde”, disse. “A sociedade brasileira não aguenta mais. O governo precisa fazer o seu dever de casa: diminuir o tamanho do Estado, reduzir despesas, diminuir o financiamento às ONGs aparelhadas e pelegas que estão nas ruas da cidade defendendo uma gestão que não tem mais condições de governabilidade”, completou.

Rogério acrescentou que o novo aumento de impostos expõe ainda mais a atitude do governo, que continua se recusado “a cortar na carne e reduzir despesas, continua buscando um atalho, um caminho mais fácil, que é aumentar impostos”. De acordo com o parlamentar do PSDB, “este governo está como cachorro correndo atrás do próprio rabo, buscando soluções fáceis, inexequíveis e enterrando a nossa economia”.

PREFEITA DE EQUADOR ADOTA MEDIDAS E REDUZ O PRÓPRIO SALÁRIO PARA CONTER CRISE NO MUNICÍPIO

SAM_1136 copy_thumb[1]_thumb[1]Visando a redução de despesas para poder enfrentar a crise financeira que vem comprometendo os municípios brasileiros, a prefeita de Equador, Noeide Sabino, adotou várias medidas para minimizar os problemas causados pela de dinheiro nos cofres públicos.

Numa mostra do seu compromisso para com o povo equadorense, entre outras medidas, a prefeita Noeide Sabino resolveu reduzir seu próprio salário, contribuindo para minimizar a severa crise econômico-financeiro.

Apesar das medidas, Equador não parou, e várias obras e ações estão sendo executadas, principalmente na área da saúde e infraestrutura.

Do Blog: Parabéns prefeita!

POESIA DO “PRIMO POETA”; UM TEIMOSO NO FORRÓ

 

clip_image002

UM TEIMOSO NO FORRÓ:

Deus traçou o seu roteiro

Simples, porém gracioso,

Muito espirituoso

Artesão e marceneiro.

Era mais um sanfoneiro

Das brenhas do Seridó,

Matuto de casca e nó

Homem de mente simplória,

Um contador de estória

Um Teimoso no Forró.

Por: Primo Poeta.

AUTORIDADES DISCUTEM SEGURANÇA PÚBLICA DE CAICÓ EM AUDIÊNCIA PÚBLICA

Na manhã desta sexta-feira (04), o prefeito Roberto Germano participou de uma importante audiência pública que abordou a questão da segurança no município de Caicó. Na ocasião, estiveram presentes os representantes do Poder Legislativo local, o comandante do 6º BPM, Coronel Romualdo Borges, juiz substituto da 1ª Vara Criminal, José Vieira, promotor Geraldo Rufino e representantes da sociedade civil.

unnamed (2)

Em seu pronunciamento, Roberto ressaltou que a prevenção da violência é um trabalho de todos. “A Câmara está de parabéns em discutir a segurança pública e conseguir unir a justiça, o Ministério Público, a Polícia Militar no intuito de discutir alternativas concretas de combate à criminalidade em Caicó, o que, sem dúvida, é um dever de todos”, disse.

Roberto defendeu a criação do Gabinete de Gestão Integrada e a construção do albergue. “Atualmente, quem cumpre pena no regime semiaberto, infelizmente, está exposto a qualquer tipo de situação indesejada, alguns, inclusive aproveitam a ociosidade para praticar delitos. Nós vamos pressionar o governo do estado para que esta situação seja resolvida o mais rápido possível”, acrescentou.

Enquanto o albergue não é viabilizado, Roberto apresentou como alternativa imediata, a implementação de um convênio que gere ocupação para os apenados do regime semiaberto. “Hoje o município tem uma dificuldade muito grande de contratar mão de obra. Pensando nisso, vamos estudar uma modalidade de convênio em que possamos contratar apenados em regime semiaberto para trabalhar em algumas obras na cidade. Oportunizar estas pessoas é um grande passo para a ressocialização”, comentou.

Até o final da próxima semana Roberto deverá se reunir com o Juiz José Vieira para dar os primeiros encaminhamentos desta parceria.

EXPOSIÇÃO “CASCUDO: EU E O TEMPO” TEM APOIO INSTITUCIONAL DO GOVERNO

O Governo do Estado apoia a realização da exposição “Cascudo: Eu e o Tempo”, que será realizada no Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo, no período de 19 de outubro próximo a 20 de fevereiro de 2016.

04.09 Reunião com representantes do Instituto Câmara Cascudo - Foto Rayane Mainara

A exposição é uma realização do Instituto Luiz da Câmara Cascudo e da Casa da Ribeira. A presidente do instituto e neta do historiador, antropólogo, jornalista, advogado, professor, escritor e folclorista norte-rio-grandense, Camila Cascudo explica que a exposição será multimídia com mostra dos 200 livros escritos pelo autor, dos 20 mil livros de sua biblioteca particular, cardápio da praça de alimentação com receitas da culinária brasileira estudadas por Câmara Cascudo, réplica de locais da residência em Natal onde viveu como a parede onde os visitantes assinavam sua presença e da cozinha.

O diretor da Casa da Ribeira, Edson Santina, registra que o Museu da Língua Portuguesa, ao conceder um período de quatro meses para a exposição reconhece a importância do escritor norte-rio-grandense para a cultura brasileira. Vice-presidente do Instituto Câmara Cascudo, e também neta do historiador, Daliana Cascudo informa que a expectativa é de que a exposição receba 100 mil visitantes.

Câmara Cascudo é uma grande referência para o nosso Estado e para o Brasil, apoiar eventos que ampliem o conhecimento sobre um norte-rio-grandense, um estudioso da história, dos hábitos e dos costumes do nosso povo é fortalecer a nossa identidade e nosso valores”, afirmou Robinson Faria.

DECRETO DE LULA DÁ GOLPE NO DIREITO DE PROPRIEDADE

O presidente Lula (PT) assinou decreto já considerado no campo um golpe contra o direito de propriedade, porque à margem da Constituição amp...