26 de setembro de 2010

VOX POPULI INDICA SEGUNDO TURNO NO RN

A pesquisa Vox Populi, divulgada na noite deste sábado (25) pela Band Natal, dentro da margem de erro, aponta segundo turno nas eleições para governador do Rio Grande do Norte. Iberê Ferreira (PSB), candidato à reeleição, obteve o maior crescimento em relação à última consulta do instituto, em agosto, subindo de 24% para 29% (o governador tinha 18% em julho). A candidata do DEM, Rosalba Ciarlini, caiu de 49% para 46% - em julho, tinha 53%. Carlos Eduardo (PDT) tinha 11% na última pesquisa e agora tem 10%. Os outros candidatos somam 4%, e os indecisos 7%.

A candidata do DEM tem maioria de 3% em relação a todos os candidatos. Como a margem de erro indicada pelo Vox Populi é de 3,7% (para mais ou para menos), pode-se considerar que há um empate técnico entre a primeira colocada e todos os seus concorrentes. A pesquisa Vox Populi ouviu 700 pessoas entre os dias 18 e 21.


RECEITA DA MAINHA; PEITO DE FRANGO XADRES COM AMENDOIM

Ingredientes:

• 1kg de peito de frango
• 100g de amendoim já torrado (descascado)
• 3 colheres de óleo
• 1 cx de creme de leite
• 1 xícara de massa de tomate
• 1 xícara de cheiros verde
• 2 tomates
• 2 cebolas
• 2 pimentões (pequeno)
• 1 xícara de sacura
• 4 dentes de alho
• ½ xícara de molho inglês
• Sal a á gosto

Modo de Preparar:

Corte o peito de frango em pedaços médios e lave com vinagre e escorra. Coloque na panela de pressão com todos os ingredientes (menos o amendoim) coloque a água que der pra cozinhar. Quando a panela pegar a pressão conte 5 minutos e desligue. Destampe a panela e por último coloque o amendoim e os cheiros verdes. O amendoim pode ser substituído por castanha de caju.


Pronto, bom apetite e até o próximo domingo com mais uma deliciosa receita exclusiva para os internautas do Blog Paulinho Barra Pesada!

Eunice Azevedo da Silva.




HADDAD IMPÕE ‘LEI DA MORDAÇA’ À PRÓPRIA ASSESSORIA, NO MINISTÉRIO DA FAZENDA

Fernando Haddad baixou portaria estabelecendo uma “lei da mordaça” na própria assessoria da comunicação do Ministério da Fazenda, como se nã...