11 de junho de 2022

SUBTENENTE DA PM MORRE APÓS VIATURA COM PNEUS “CARECAS” CAPOTAR NO RN

Um subtentente da Polícia Militar morreu na tarde desta sexta-feira (10) após a viatura que conduzia capotar na BR-101, na altura do município de Rio do Fogo, no litoral Norte do Rio Grande do Norte. Um outro PM ficou ferido e foi socorrido para o Hospital Walfredo Gurgel, em Natal.

 

A vítima fatal do acidente foi o subtenente Sérgio Linhares Ferreira, de 53 anos - ele tinha 29 de corporação. O agente de segurança era comandante no município de Pedra Grande.

 

O acidente aconteceu por volta das 13h30. Os policiais seguiam para trabalhar em São Miguel do Gostoso, no litoral Norte.

 

De acordo com a Polícia Civil, a suspeita é de que o subtentente, que dirigia o carro, tenha perdido o controle da direção, batendo no meio-fio dos dois lados da pista e capotando do lado de fora.

 

Com o impacto, Sérgio Linhares Ferreira foi arremassado da viatura e morreu na hora - a suspeita da Polícia Civil é de que ele estivesse sem cinto de segurança.

 

O carro capotou pelo menos duas vezes até parar cerca de 100 metros depois de onde ficou quebrado o meio-fio por conta do impacto.

OPERAÇÃO DA PF COMBATE FACÇÃO CRIMINOSA COM ATUAÇÃO NO INTERIOR DO RN

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira, (10), em conjunto com a FT-SUSP-NATAL/RN e apoio do BOPE/PM/RN, a Operação Passa Nada IV, objetivando prender investigados envolvidos com facção criminosa atuante na cidade de Canguaretama/RN.

 


Cerca de 40 policiais federais e 12 policiais militares cumprem 7 mandados de prisão preventiva e 8 mandados de busca e apreensão expedidos pela UJUDOCRM, nos municípios de Canguaretama/RN e João Pessoa/PB.

 


No decorrer da investigação foram colhidos elementos de prova dando conta de que vários apelidos eram mencionados em determinada “música” que celebrava os oito anos de existência de uma facção, ali citando os investigados e vinculando-os à determinadas localidades de atuação em prol dessa organização criminosa.

 


Tais fatos foram confirmados através da análise de material apreendido em poder de um outro preso em operação da Força-Tarefa SUSP/Natal/RN, sendo que a reunião dos dados permitiu identificar a presença da organização criminosa investigada e caracterizada pela existência de uma base ampla, com afunilamento para o topo, hierarquia, disciplina, regras e funções especificas para cada posto, a semelhança do que pode ser visto no estilo piramidal, sobressaindo do que foi apurado a existência de associação criminosa entre os suspeitos, o que configura como crime previsto no art. 2º da Lei nº 12.850/13.

COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS DA OEA APURA ABUSOS DO STF NO INQUÉRITO DAS ‘FAKE NEWS’

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA) pediu explicações do sobre o “inquérito das fake news”, presidido pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre Moraes.

 

A comissão da OEA já analisa outras denúncias sobre o inquérito criado pelo STF, mas no documento assinado no último dia 30 de maio, a comissão pede que a defesa do jornalista Bernardo Küster forneça informações do processo, detalhes do andamento, assim como os resultados dos recursos no processo.

 

O documento é assinado pelo advogado e doutor em ciência jurídicas Mario López Garelli, paraguaio que é funcionário da OEA desde 1995.

 

O ministro aposentado do STF Marco Aurélio, um crítico do comportamento dos colegas. batizou a iniciativa agora sob investigação da OEA de “inquérito do fim do mundo”.

 

O inquérito foi aberto, em março de 2019, pelo então presidente do STF, Antonio Dias Toffoli, para investigar supostas ofensas aos ministros, com base num artigo do regimento interno do Supremo sobre investigações de crime dentro da sede do tribunal. 

 

Na prática, a comissão internacional não tem poder para interferir nas decisões judiciais no Brasil, que é autônomo e soberano.

 

 

RN TEM SEGUNDA MAIOR DESIGUALDADE DE RENDA DO BRASIL

A desigualdade de rendimento no Rio Grande do Norte em 2021 é a maior desde 2012. A constatação está no módulo “Rendimentos de todas as fontes” 2021, da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua, divulgado hoje (10) pelo IBGE.

 

Medida de desigualdade, o índice de Gini do rendimento domiciliar por pessoa foi de 0,587 no Rio Grande do Norte em 2021, o segundo maior do Brasil e maior da região Nordeste. Neste indicador, quanto mais próximo do número 1, maior é a desigualdade.

 

Em relação a 2020, quando o índice era de 0,512, houve um aumento de 0,075, o maior do país. Além disso, o Gini potiguar foi superior ao índice nacional (0,544).

 

Em 2021, outros cinco estados também atingiram seu próprio recorde de desigualdade: Roraima (0,596); Paraíba (0,562); Pernambuco (0,579); Rio de Janeiro (0,565); e Mato Grosso do Sul (0,496).

 

O Rio Grande do Norte também tem a terceira maior desigualdade de renda do Brasil entre as pessoas com idade de trabalhar em 2021.

 

 

TRAGÉDIA! ACIDENTE ENTRE VAN DE ESTUDANTES E TRATOR DEIXA MORTOS NO SERTÃO DA PB

Um acidente entre uma van, que transportava estudantes, e um trator, na noite desta segunda-feira (22), deixou ao menos duas pessoas mortas,...