12 de janeiro de 2019

PISTOLEIRO QUE MATOU ISSAC TORRES ESTÁ SENDO PROCURADO POR MORTE DE EMPRESÁRIO “HENRIQUE DE BARRA”

Odair José Alves, de 42 anos, vulgo, ‘Barata‘, está sendo procurado pela polícia como sendo o principal suspeito de ter assassinado a tiros o empresário Henrique José Gomes Lopes conhecido por “Henrique de Barra“.






Homicídio este ocorrido na manhã deste sábado (12) no distrito de Barra de Santana, que pertence a cidade de Jucurutu/RN.






Moradores daquele distrito disseram a polícia que, durante a fuga ‘Barata‘ disse a várias pessoas que tinham matado o empresário a tiros. “Vão olhar que eu matei Henrique de Barra!”, dizia ele.





Henrique de Barra estava em sua caminhonete, , voltando de um sítio de sua propriedade quando sofreu a emboscada. Ele teria tentado fugir dando ré no carro e chegou a bater a traseira do carro em uma residência que ficou parcialmente destruída.


POLÍCIA APREENDE TONELADAS DE EXPLOSIVOS QUE SERIAM USADOS EM ATAQUES NO CE


A Polícia Civil do Ceará apreendeu neste sábado (12) toneladas de explosivos que seriam utilizados em ataques criminosos no estado. Cinco suspeitos, todos membros de uma facção criminosa com atuação em todo o Brasil, foram presos no local onde o material foi achado, no Bairro Jangurussu, na periferia de Fortaleza. 









Segundo a Polícia Civil, policiais cumpriam na manhã deste sábado mandados de prisão contra suspeitos de homicídio e de ataques ao patrimônio público. No local, a equipe de segurança obteve informações de que o bando escondia o material explosivo, obtido em um roubo em 21 de dezembro do ano passado. 





A estimativa inicial é de que o depósito dos criminosos contém cerca de cinco toneladas de material utilizado para fazer dinamites, de acordo com a Secretaria da Segurança Pública. O material estava contida em embalagens com o símbolo de "explosivo" e o alerta de "perigo" em três idiomas. Um caminhão do Exército recolheu a carga.

JUSTIÇA DECRETA PRISÃO PREVENTIVA DO MÉDICO QUE MATOU IDOSA E ATIRAR NO INTERIOR DO RN


A Justiça decretou nesta sexta-feira (11) a prisão preventiva do médico Wilson Edino de Freitas Jales, suspeito de matar uma idosa e tentar matar o marido dela em Olho D'Água do Borges, interior do Rio Grande do Norte. Além do ortopedista, os três homens que estavam com ele também tiveram prisão decretada pela comarca de Umarizal. 





De acordo com os delegados Sandro Régis e Paulo Nilo, que conduzem as investigações do caso, os quatro já estão detidos no Presídio de Pau dos Ferros, no Oeste potiguar. “Eles foram presos em flagrante e nós pedimos a prisão preventiva à Justiça, que acatou por volta das 14h de hoje (sexta-feira)”, conta Sandro Régis. 





Com a decisão judicial, tanto o médico Wilson Jales, quanto os três homens que estavam com ele no momento do crime permanecem presos durante o transcorrer do processo. 





O casal de idosos caminhava pela RN-078, em um trevo que dá acesso às cidades de Patu e Rafael Godeiro, quando foi alvo dos disparos. O crime aconteceu por volta das 5h da quarta-feira (9). De acordo com o delegado Sandro Régis, o grupo agiu por “pura perversidade”, sem motivo aparente. 





Ainda segundo o delegado, o médico também é suspeito de ter mandado matar outras pessoas na região, incluindo ele próprio. “Ele já mandou matar muita gente aqui, e já disse que ia mandar me matar também”, revelou o delegado. 





O médico, no depoimento aos policiais, usou o direito de permanecer em silêncio e só falar em juízo.

JUÍZA DE JARDIM DO SERIDÓ MANDA PRENDER APENADO QUE ROMPEU E TIROU TORNOZELEIRA ELETRÔNICA

Policiais Civis da delegacia de Parelhas e de Jardim do Seridó prenderam nesta sexta-feira, (11), Edson Dantas de Oliveira, de 21 anos, condenado pelos crimes de furto, roubo, ameaça e porte de arma de fogo, e  que cumpria pena em regime semiaberto, mas rompeu e tirou a tornozeleira eletrônica que usava. 



 

A prisão do apenado foi decretada pela MM Juíza da Comarca de Jardim do Seridó. O condenado agora perde o beneficio da progressão de pena, e vai cumprir pena em regime fechado no “Pereirão”.

BOLSONARO SANCIONA LEI QUE DETERMINA CASSAR CNH DE CONDENADOS POR CONTRABANDO


O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta sexta-feira (11) a lei que cassa a CNH de motoristas condenados que utilizaram veículos em crimes de receptação, contrabando e descaminho (entrada de mercadoria no país sem passar pelos trâmites legais). 






De acordo com o texto publicado no Diário Oficial da União, a punição vale para o condutor que tiver a decisão judicial transitada em julgado. Nesse caso, o criminoso terá seu documento de habilitação cassado ou será proibido de obter a CNH pelo prazo de 5 anos.





Depois desse período, o condutor poderá requerer nova habilitação e passará pelos exames necessários para conseguir o documento. A nova lei entra em vigor a partir da data de sua publicação.

CRIMINOSOS DESTROEM TORRE E DEIXAM GRANDE FORTALEZA SEM ENERGIA

Criminosos derrubaram uma torre de transmissão de energia na madrugada deste sábado (12) em Maracanaú, na Grande Fortaleza, e deixou bairros da região sem energia no 11º dia seguido de ataques coordenados por facções criminosas. De acordo com a Polícia Militar, parte da base da torre foi explodida e o equipamento caiu. Fios de energia ficaram espalhados na via próxima ao local, que está isolado por equipes policiais. 











Por conta do ataque, foram registradas queda e oscilação de energia em bairros de Fortaleza e cidades da Região Metropolitana como Cascavel, Eusébio, Maranguape, Itaitinga e Maracanaú. Policiais contam com apoio de um helicóptero na busca dos suspeitos e para prevenir novos ataques. 






A onda de violência no estado chegou ao 11º dia seguido com 192 ataques confirmados em 43. O Ministério da Justiça confirmou que, desde o início da sequência de crimes, 35 membros de facções criminosas que ordenavam os crimes de dentro da prisão foram transferidos para presídios federais.

STF TEM MAIORIA PARA TORNAR JANONES RÉU POR POSTAGENS CONTRA BOLSONARO

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) votou nesta sexta-feira (14) para tornar réu o deputado federal André Janones (A...