10 de setembro de 2021

BOLSONARO AGRADECE A APOIADORES E CRITICA PRESSA, APÓS 40 ANOS DE ‘LIXO’

Em seu primeiro encontro com apoiadores após as manifestações de 7 de Setembro, o presidente da República Jair Bolsonaro agradeceu hoje (10) pelo que avaliou como trabalho excepcional da multidão que foi às ruas defender suas ideias. O presidente pediu compreensão e criticou o imediatismo de alguns apoiadores que pediam intervenção militar e impeachment de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), ao lembrar que o Brasil convive com o “lixo, de 30 a 40 anos de problemas”.

 

O presidente ouviu a concordância dos apoiadores com quem conversou, que reagir com falas como: “Graças a Deus. Sabedoria de Deus”; “Não vai ser em uma semana que vai resolver (os problemas de 30 a 40 anos)”; “A gente ficou preocupado, porque a gente não teve resposta”; e “Estamos com o senhor, presidente”. 

 

“O que aconteceu três da tarde de ontem, a bolsa foi lá para cima, e o dólar caiu quase… O que acontece? Cada um fala o que quiser. O cara não lê a nota e reclama. Lê a nota, bem curtinha, duas, três vezes. São dez pequenos itens. Entenda. A gente vai acertando. É o acúmulo de lixo, né? De problemas tem 30 a 40 anos. Não dá para… Está tendo… Tá ganhando, tá ganhando. Se o dólar dispara, influencia o combustível, o gás de cozinha. Foi excepcional o trabalho de vocês. O retrato está no mundo todo e aqui também em Brasília. Todo mundo viu o que está acontecendo. Alguns querem imediatismo. Você namorar e casar em uma semana, vai dar errado teu casamento”, declarou o presidente, diante dos apoiadores, ao se encaminhar para o Palácio do Planalto. 

 

A fala vem contexto das críticas que o presidente recebeu de aliados contra a nota de ontem (9), em que o presidente recuou das agressões ao STF, que disse terem sido feitas “no calor da emoção” e pediu conciliação com o ministro Alexandre de Moraes, a quem chamou de “canalha” e avisou que não mais cumpriria suas decisões judiciais. 

 

No encontro com apoiadores, Bolsonaro sugeriu que fez um recuo estratégico dos ataques ao Judiciário, ao justificar os efeitos de suas falas sobre a economia e o preço dos combustíveis e gás de cozinha.

 

EMPRESA INICIA NO RN CONSTRUÇÃO DO MAIOR PROJETO SOLAR NO MUNDO

A Voltalia iniciou neste mês a construção das usinas Solar Serra do Mel 1 (SSM 1) e Solar Serra do Mel 2 (SSM 2) no Rio Grande do Norte. Juntas, elas somam 320 megawatts. As plantas fazem parte do Cluster Serra Branca, maior complexo eólico e solar da companhia no mundo, que possui capacidade total de 2,4 GW e conta com diversos parques eólicos em operação e centenas de megawatts em desenvolvimento. 

 

A previsão é que o comissionamento ocorra durante o primeiro semestre de 2022. Serra Branca é um cluster híbrido e está localizado entre os municípios de Areia Branca e Serra do Mel, região conhecida por concentrar ótimas condições eólicas e solares no estado. 

 

Robert Klein, CEO da Voltalia no Brasil, lembra que "as duas fontes de energia são complementares, uma vez que a produção eólica ocorre, predominantemente, durante a noite". "Com isso, pretendemos aproveitar essa sinergia das fontes, além do compartilhamento da mesma estrutura de escoamento de energia, para desenvolver projetos mais competitivos e rentáveis para o mercado", comentou. 

 

A construção das plantas solares vai gerar centenas de empregos diretos e indiretos na região. A companhia está oferecendo cursos de capacitação para instalação de placas solares, com o objetivo de qualificar moradores para as obras do projeto, formando novos profissionais para o mercado de trabalho.

EM CARTA, BOLSONARO DIZ QUE NÃO TEVE INTENÇÃO DE AGREDIR OS PODERES

O presidente Jair Bolsonaro publicou, nesta quinta-feira (9), uma carta com dez pontos, em tom mais ameno e conciliador, onde esclarece o que foi dito em seus discursos no dia 7 de setembro. Segundo a carta, Bolsonaro “nunca teve a intenção de agredir os poderes” e “todos, sem exceção, devem respeitar” a harmonia.  “Quero declarar que minhas palavras, por vezes contundentes, decorreram do calor do momento e dos embates que sempre visaram o bem comum”, diz o presidente.

 

No instante em que o país se encontra dividido entre instituições é meu dever, como Presidente da República, vir a público para dizer:

 

1. Nunca tive nenhuma intenção de agredir quaisquer dos Poderes. A harmonia entre eles não é vontade minha, mas determinação constitucional que todos, sem exceção, devem respeitar.

 

2. Sei que boa parte dessas divergências decorrem de conflitos de entendimento acerca das decisões adotadas pelo Ministro Alexandre de Moraes no âmbito do inquérito das fake news.

 

3. Mas na vida pública as pessoas que exercem o poder, não têm o direito de “esticar a corda”, a ponto de prejudicar a vida dos brasileiros e sua economia.

 

4. Por isso quero declarar que minhas palavras, por vezes contundentes, decorreram do calor do momento e dos embates que sempre visaram o bem comum.

 

5. Em que pesem suas qualidades como jurista e professor, existem naturais divergências em algumas decisões do Ministro Alexandre de Moraes.

 

6. Sendo assim, essas questões devem ser resolvidas por medidas judiciais que serão tomadas de forma a assegurar a observância dos direitos e garantias fundamentais previsto no Art 5º da Constituição Federal.

 

7. Reitero meu respeito pelas instituições da República, forças motoras que ajudam a governar o país.

 

8. Democracia é isso: Executivo, Legislativo e Judiciário trabalhando juntos em favor do povo e todos respeitando a Constituição.

 

9. Sempre estive disposto a manter diálogo permanente com os demais Poderes pela manutenção da harmonia e independência entre eles.

 

10. Finalmente, quero registrar e agradecer o extraordinário apoio do povo brasileiro, com quem alinho meus princípios e valores, e conduzo os destinos do nosso Brasil.

 


 

 

GOVERNO DO RN ANUNCIA CALENDÁRIO DE FOLHAS EM ATRASO E 13º DE 2021

A governadora do RN, anunciou nesta quinta-feira (09), durante reunião com o Fórum dos Servidores do Estado, o calendário de pagamento das folhas salariais em atrasoDas quatros folhas, totalizando R$ 1 bilhão, duas já foram quitadas pela gestão atual e a terceira, que começou a ser paga em janeiro deste ano, foi antecipada e será concluída no dia 15 deste mês e não mais em novembro, como estava previsto anteriormente. 

 

 

Elaborado levando em conta a situação das finanças estaduais e o momento que o RN atravessa, o calendário agradou à maioria dos sindicalistas presentes virtualmente à reunião comandada pela governadora, pelo vice-governador Antenor Roberto e pelo secretário-chefe do Gabinete Civil, Raimundo Alves.

 

 

 

A última folha em atraso, a de dezembro de 2018, será paga em três etapas. Em 31 de janeiro de 2022 recebem os que ganham até R$ 3.500; em 31 de março os que estão na faixa salarial de R$ 3.501 a R$ 6.000; e em 31 de maio, para os que ganham acima de R$ 6 mil.

 


 

Quanto ao décimo terceiro de 2021, ela disse que um percentual, a ser definido, será pago no dia 30 de novembro a todos os servidores. Em 23 de dezembro será concluído para os que ganham até determinada faixa salarial (também a ser definida), e dia 04 de janeiro de 2022 será concluído aos demais.

 

 


SEGURANÇA É MORTO A TIROS DURANTE ASSALTO EM CIDADE SERIDOENSE

O segurança, identificado como sendo, Juvenal, foi morto a tiro no início da noite desta terça-feira, (27), no centro da cidade de Currais N...