22 de março de 2019

POLÍCIA PRENDE 02 E APREENDE ADOLESCENTES SUSPEITOS DE OCULTAÇÃO DE CADÁVER NO INTERIOR DO RN

A Polícia Civil prendeu nesta quinta-feira (21) dois homens - um de 24 anos e outro de 18 - e apreendeu dois adolescentes suspeitos de terem ocultado o corpo de uma mulher no município de Pau dos Ferros, no Alto Oeste potiguar. A prisão e as apreensões foram resultados de uma ação conjunta dos policiais civis da cidade e de agentes do sistema penitenciário. 




Os quatro também são suspeitos da morte dela. O corpo da mulher foi encontrado às margens de um rio do município em ação que contou com a ajuda do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) e do Corpo de Bombeiros. 




Segundo informações da Polícia Civil, laudos periciais vão confirmar se o corpo é da mulher paraibana que estava desaparecida desde o final de 2018. 


Fonte: G1/RN - Foto: Arquivo.

MARCOLA E MAIS 3 CHEFES DE FACÇÃO SÃO LEVADOS DE PORTO VELHO A BRASÍLIA

Uma operação conjunta dos órgãos de segurança pública do governo federal transferiu, nesta sexta-feira (22), quatro chefes de uma facção criminosa paulista para a Penitenciária Federal de Brasília. Eles estavam na Penitenciária Federal de Porto Velho, em Rondônia, e saíram em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) por volta das 8h30 (horário de Brasília). 











Um dos presos transferidos é o traficante Marco Willians Herbas Camacho (Marcola), que foi condenado a 330 anos por diversos crimes. Os outros são: Claudio Barbara da Silva (Barbará), Patric Velinton Salomão (Forjado) e Pedro Luiz da Silva (Chacal). 





De acordo com o Ministério de Justiça e Segurança Pública, a transferência faz parte dos protocolos de segurança dos detentos de alta periculosidade ou integrantes de organizações criminosas. 





O voo chegou na capital federal pouco antes das 13h30. Os quatro presos desembarcaram da aeronave da FAB sob forte esquema de segurança. 





Algemados, eles foram conduzidos pelos agentes para carros do Departamento Penitenciário Nacional. A Força Nacional de Segurança Pública reforçou a proteção do perímetro das áreas que contornam a Penitenciária Federal de Brasília.

“VIVA”! STJ REDUZ PARA 16 ANOS A PENA DE ELIZE MATSUNAGA, CONDENADA POR MATAR E ESQUARTEJAR MARIDO EM SP


O Superior Tribunal de Justiça (STJ) reduziu para 16 anos e três meses de prisão a pena de Elize Matsunaga, condenada por matar e esquartejar o marido em 2012 em São Paulo. A decisão foi publicada nesta sexta-feira (22).




A 5ª Turma do STJ atenuou a pena da bacharel em direito alegando que ela confessou o assassinato de Marcos Kitano Matsunaga e também que escondeu o corpo. 




Elize contou que baleou a cabeça do herdeiro da empresa de alimentos Yoki para se defender depois de ter sido agredida por ele. O cadáver foi cortado, e as partes foram espalhadas em sacos na mata.
Mas, segundo recurso da defesa de Elize disse ao STJ, esse benefício da atenuante de confissão não foi considerado em 2016, quando ela foi condenada pela Justiça paulista a 19 anos, 11 meses e um dia por homicídio qualificado e ocultação de cadáver. 





Posteriormente, a pena foi recalculada pelo tempo dela na prisão e por trabalhos realizados lá dentro. De acordo com o STJ, ela tinha diminuído para 18 anos e 9 meses de prisão e, agora, foi reduzida em 2 anos e 6 meses pela 5ª Turma. 





“Nos termos do artigo 200 do Código de Processo Penal, a confissão é cindível, e cabe ao magistrado fazer a filtragem da narrativa apresentada, excluindo as alegações não confirmadas pelos demais elementos probatórios e, no caso destes autos, as que não foram acolhidas pelos jurados”, afirmou o ministro Jorge Mussi na sua decisão.




Segundo o advogado Luciano Santoro, que defende Elize, o próximo passo da defesa será o de tentar conseguir que a Justiça conceda a progressão de regime da sua cliente do fechado para o semiaberto.

MOREIRA FRANCO PEDIU PROPINA DE R$ 4 MILHÕES NA CONCESSÃO DO GALEÃO, DIZ MPF


Investigadores da Força-Tarefa da Lava Jato afirmam que há fortes indícios de favorecimento de Moreira Franco para contratação de empresas ligadas a um esquema criminoso. Segundo o MPF, ele teve atuação destacada na solicitação e recebimento de propina que acabou sendo paga pela empresa Engevix, além de ter pedido propina de R$ 4 milhões para favorecer a Odebrecht no contrato de concessão do aeroporto do Galeão. 




O ex-governador do Rio e ex-secretário e ex-ministro dos governos de Dilma Rousseff e Michel Temer, Wellington Moreira Franco, foi preso ao sair do aeroporto do Galeão nesta quinta-feira (21). Na mesma operação foi preso, em São Paulo, o ex-presidente Michel Temer. Moreira foi levado à noite para a Unidade Prisional Especial da PM em Niterói. 





O pedido para favorecimento no contrato de concessão do aeroporto do Galeão teria acontecido em 2014. O processo estava sob responsabilidade da Secretaria de Aviação Civil, na época presidida por Moreira Franco. 




Em sua delação, José Antunes Sobrinho, executivo da empresa de engenharia Engevix, explicou que o coronel João Baptista Lima afirmou, em meados de 2013, que seria necessário pagar propina aos integrantes da cúpula do PMDB, sob pretexto de “doação de campanha”. 





Sobrinho, então, afirmou que não havia margem de lucro no contrato da usina de Angra 3 e sugeriu que a Engevix fosse favorecida em dois projetos da Secretaria de Aviação Civil, comanda por Moreira: a construção do Centro Nacional de Aviação, ao custo de R$ 250 milhões; e um contrato de consultoria para a definição do futuro da área aeroportuária do Brasil, no valor de R$ 16 milhões. 





Moreira Franco levou Sobrinho a um almoço com Michel Temer, em que, segundo o MPF, ficou claro que o papel de Moreira Franco era viabilizar as licitações para que a Engevix pudesse gerar caixa para pagar a propina solicitada.

HOMEM ATIRA 03 VEZES NA CABEÇA DA ESPOSA E DEPOIS COMETE SUICÍDIO NO INTERIOR DO RN

Uma tentativa de homicídio, seguida de suicídio, foi registrada na cidade de Pedro Velho, quinta-feira (21), quando um homem identificado como “Marcelinho”, atirou 3 vezes contra a cabeça da esposa, e depois cometeu suicídio.
 


O corpo de “Marcelinho” foi encontrado sem vida, com a arma do crime e do suicídio na mão. Apesar de muito grave, a esposa, “Tânia” foi socorrida com vida, e encontra-se internada.

MICHEL TEMER E MOREIRA FRANCO PASSAM 1ª NOITE EM PRISÕES NO RJ


O ex-presidente Michel Temer deve depor à Polícia Federal nesta sexta-feira (22). Alvo da Lava Jato do Rio, Temer e Moreira Franco, ex-governador do Rio de Janeiro e ex-ministro, passaram a primeira noite na prisão. 











A defesa de Temer recorreu ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2), que pode julgar também nesta sexta o pedido de habeas corpus. 
 





O ex-presidente está preso na superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro, em uma sala da corregedoria, no terceiro andar do prédio. É uma das poucas salas no edifício com banheiro privativo. O local tem frigobar, ar-condicionado e cerca de 20 m². Será instalada uma TV na sala. 




Temer estava em São Paulo quando foi preso pelos agentes. Logo depois, ele foi transferido para o Rio. 




Já Moreira Franco foi preso nas proximidades do Aeroporto Tom Jobim e ficará detido na mesma unidade em que está o ex-governador Luiz Fernando Pezão, a Unidade Prisional da Polícia Militar, em Niterói.

STF TEM MAIORIA PARA TORNAR JANONES RÉU POR POSTAGENS CONTRA BOLSONARO

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) votou nesta sexta-feira (14) para tornar réu o deputado federal André Janones (A...