21 de setembro de 2018

PF COMBATE ESQUEMA DE FRAUDES À PREVIDÊNCIA SOCIAL NO RN


A Polícia Federal em parceria com a Força-Tarefa Previdenciária deflagrou na manhã de hoje (21/09), a Operação Vínculos Fantasmas visando desarticular ação criminosa que consistia na inserção de dados trabalhistas fictícios registrados através da Guia de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social (GFIP), com a finalidade de obter benefícios previdenciários, na sua maioria, por "incapacidade".












Ao todo, 12 policiais federais cumprem em endereços residenciais na cidade de Natal, 3 mandados judiciais de busca e apreensão expedidos pela 2ª. Vara da Justiça Federal/RN.






A investigação, que começou em 2014 com a instauração do Inquérito Policial, apurou que a fraude se iniciava a partir da criação de vínculos empregatícios falsos e extemporâneos para que pessoas físicas diversas adquirissem a condição de seguradas do Regime Geral da Previdência Social ou mesmo incremento no tempo de contribuição, possibilitando, assim, o requerimento e concessão do benefício de maneira irregular.






As diligências comprovaram, também que, em apenas seis desses benefícios fraudulentos obtidos pelos suspeitos, o prejuízo causado à Previdência Social alcançou o valor de R$ 1,7 milhão.





Com a deflagração dessa Operação e a continuidade das investigações, a PF acredita que outras concessões irregulares do esquema criminoso venham a ser identificadas.

EXTRATO BANCÁRIO E LIGAÇÕES PODEM LIGAR AGRESSOR DE BOLSONARO AO PCC

A Polícia Federal instaurou novo inquérito para investigar o atentado contra a vida do candidato à presidência, Jair Bolsonaro (PSL), há 15 dias. De acordo com o ministro da Segurança, Raul Jungmann, as apurações vão se aprofundar no que foi descoberto com a quebra do sigilo bancário do autor da agressão, Adélio Bispo de Oliveira, bem como as informações coletadas em computadores que o suspeito teria utilizado.









A PF desconfia que Adélio Bispo poderia estar sendo patrocinado por um grupo. Extratos bancários recolhidos mostraram um rastro frequente de transferências de valores e depósitos em espécie. Conforme informações da revista Crusoé, haveria pistas de que Adélio não foi financiado por partidos políticos para tentar assassinar Bolsonaro, mas sim pelo PCC – grupo criminoso que seria um dos alvos do candidato caso fosse eleito presidente da República.





Durante o primeiro inquérito, foi descoberto, graças à quebra de sigilo telefônico, que Adélio Bispo fazia contatos telefônicos com várias cidades pelo Brasil. Em Juiz de Fora, local onde Jair Bolsonaro fazia ato público quando foi esfaqueado por Adélio, a PF apurou que computadores de uma lan house haviam sido utilizadas pelo autor do atentado para se comunicar. A cada dia, conforme as investigações, Adélio utilizava um computador diferente. As máquinas foram apreendidas e no momento passam por perícia.






Outro fator que causa o estranhamento da Polícia Federal e da população é a contratação de quatro advogados para defender Adélio Bispo. Pedro Augusto de Lima Felipe e Possa, Zanone Manuel de Oliveira Júnior, Fernando Costa Oliveira Magalhães e Marcelo Manoel da Costa formam o time contratado para trabalhar para Adélio. A PF questiona como Adélio teria arrecadado dinheiro o suficiente para contratar quatro advogados. Ao ser questionado, Zanone Júnior disse que a equipe havia sido paga por igrejas evangélicas, o que foi prontamente desmentido pelos representantes delas. Uma das igrejas, inclusive, pediu que o advogado se retratasse pelo que disse.






A Polícia Federal conseguiu, por meio de pedido na Justiça, a prorrogação do primeiro inquérito sobre o ataque a Bolsonaro. As investigações continuarão por mais 15 dias.

JOÃO MAIA, IRMÃO DE ZENAIDE MAIA, VIRA RÉU POR CORRUPÇÃO PASSIVA E LAVAGEM DE DINHEIRO

O juiz Mário Jambo, 2ª Vara Federal, decidiu pelo recebimento da ação de corrupção passiva, lavagem de dinheiro, peculato, associação criminosa e crime contra licitações, após denúncia feita pelo Ministério Público Federal (MPF), tornando réu o ex-deputado João Maia (PR), que disputa uma vaga na Câmara dos Deputados, e que é irmão da candidata ao Senado Zenaide Maia (PHS). O processo está concluso para decisão desde o dia 13 de setembro.






Com o recebimento da denúncia, o irmão de Zenaide Maia vira réu no inquérito relacionado com a Operação Via Trajana, deflagrada em julho passado pelo MPF, que apura um esquema de corrupção dentro do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) no Rio Grande do Norte. O mecanismo envolvia o recebimento de propinas de empresas do setor de construção civil e ex-integrantes da superintendência do órgão.






Além de João Maia, também são réus Flávio Giorgi Medeiros Oliveira, o “Flávio Pisca”; a ex-esposa e o ex-sogro do deputado, Fernanda Siqueira Giuberti Nogueira e Fernando Giuberti Nogueira; Robson Maia Lins (sobrinho do deputado); Paulo César Pereira (irmão do ex-ministro dos Transportes Alfredo Nascimento); o engenheiro Alessandro Machado; além de pessoas que ajudaram no recebimento da propina, como Wellington Tavares, Hamlet Gonçalves e a ex-esposa e o irmão de Flávio Pisca, Cláudia Gonçalves Matos Flores e Carlos Giann Medeiros Oliveira.






Segundo a denúncia, o esquema perdurou entre 2009 e 2010. O inquérito aponta que João Maia era “o verdadeiro chefe mor de todo o esquema de corrupção operado no DNIT”. De acordo com o MPF, havia um acordo entre os integrantes da autarquia e construtoras em licitações públicas, com o pagamento de propina, que resultava em 4% do valor total de cada obra.







Ainda segundo o MPF, o valor da propina era repartido entre João Maia, Gledson Maia (ex-chefe de engenharia da autarquia) e Fernando Rocha (ex-superintendente do DNIT). Do valor total, 70% era destinado ao parlamentar e os 30% restantes seguiam para os demais envolvidos.






A operação Via Trajana é uma consequência da Via Ápia, deflagrada em 2015. Esta última identificou uma série de ilegalidades relacionadas à execução na obra de duplicação da rodovia federal BR-101. Em 21 de agosto deste ano, o juiz Eduardo Dantas, da 14ª Vara Federal, condenou Gledson Maia e o empresário Arlindo Cavalcanti Filho.






À época, o sobrinho de João Maia recebeu pena de 13 anos de prisão, mas, como firmou acordo de delação premiada, a condenação caiu para 4 anos. Já Arlindo Cavalcanti Filho recebeu pena de seis ano e cinco meses.

PREFEITURA REALIZA AUDIÊNCIA PÚBLICA PARA DEFINIR LEI ORÇAMENTÁRIA 2019 EM JARDIM DO SERIDÓ


A Prefeitura de Jardim do Seridó realizou nesta quinta-feira (20), no plenário da Câmara Municipal, audiência pública com o objetivo de estabelecer metas, prioridades e dispor de critérios e normas que garantam o equilíbrio das receitas e despesas da administração municipal, para a elaboração da Lei Orçamentária Anual (LOA), exercício-2019.








 
Na audiência, a gestão municipal oportunizou a participação da população para questionamentos, obter informações e também expor ideias e posição sobre temas. 




Tida como parâmetro administrativo, a LOA é um dos três instrumentos de planejamento da Administração Pública, ladeada pelo Plano Plurianual (PPA) e pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

INCRÍVEL! GUARDA MUNICIPAL QUE APARECE EM VÍDEO AGREDINDO JOVEM EM LAGOA SALGADA JÁ FOI PRESO SE PASSANDO POR PM


Após a grande repercussão da matéria exclusiva do ‘Blog Barra Pesada’, mostrando guardas municipais  agredindo um jovem na cidade de Lagoa Salgada, recebemos várias denúncias envolvendo guardas municipais da referida cidade, entre elas, uma que é quase inacreditável.

 


Segundo post, um dos guardas que aparecem no vídeo agredindo o jovem, identificado como sendo, José Augusto Dantas, já foi preso no ano de 2013, por se passar por PM, usando até uma farda da PM.







Segundo informações, na época do fato, o falso PM, que é natural da cidade de Baia Formosa, mas que reside em Lagoa Salgada, foi preso em flagrante na cidade de Monte Alegre, onde estava se passando por Policial Militar.




Com isso, fica claro que para ser um guarda municipal em Lagoa Salgada, não há necessidade de ter bons antecedentes criminais, pois, além da prisão por se passar por PM, o guarda também responde à processo por violência doméstica.



Do Blog: E para ser guarda municipal não teria que ser “ficha limpa”? Estranho!





Clique e relembre o caso: http://www.blogbarrapesada.com/2018/09/absurdo-jovem-e-agredido-por-guardas.html

BOLSONARO POSTA NOVO VÍDEO APÓS PASSAR POR DRENAGEM EM HOSPITAL

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, foi submetido nesta quinta-feira (20) a uma drenagem após exame de tomografia indicar a presença de líquido ao lado do intestino, segundo informou o boletim médico do Hospital Israelita Albert Einstein. Em sua conta no Twitter, o candidato postou um vídeo caminhando após passar pelo procedimento. 






De acordo com o centro médico, devido à elevação da temperatura (37,7 °C), foi realizada uma tomografia computadorizada de tórax e abdômen "que evidenciou pequena coleção de líquido ao lado do intestino". O político passou por uma "drenagem guiada por imagem, sem intercorrências. Está com dreno no local e evolui sem dor". 





No vídeo postado no Twitter, o candidato caminha sozinho, mas acompanhado de uma mulher ao seu lado. Ela empurra um carrinho de hospital do tipo que comporta soro e medicamento. Uma voz masculina, de quem filma o vídeo, afirma: "dia 20 do nove, cinco e 33 da tarde, após uma pequena drenagem. Já está caminhando novamente... Tá forte, hein, cara".





Bolsonaro sinaliza que sim com o polegar e comenta: "Me aguarde, hein. Primeiro turno, hein, pessoal". Junto do vídeo, o candidato postou a mensagem: "Tentaram nos tirar da disputa na covardia, mas o esforço de cada um, mesmo no momento mais crítico, só nos ergue ainda mais". 










"Estamos mostrando que é possível vencer sem vender a alma, sem mentiras, e isso ninguém vai apagar! Vamos em frente! Chega de facções comandando o Brasil!", completa o post.

TRAGÉDIA! 03 MORREM EM COLISÃO ENTRE CARROS NO INTERIOR DO RN



Uma colisão frontal envolvendo dois veículos no início da noite desta quinta feira, (20), na BR 110, que liga a cidade de Mossoró a Upanema  deixou 03 vítimas fatais.









Segundo informações, Pedro Tertuliano da Silva, natural de Caraúbas e Jenildo Gerônimo da Silva, natural de Mossoró, morreram ainda no local do acidente. A terceira vítima, que estava sem documentos, morreu no hospital da cidade de Upanema.

TRAGÉDIA! ACIDENTE ENTRE VAN DE ESTUDANTES E TRATOR DEIXA MORTOS NO SERTÃO DA PB

Um acidente entre uma van, que transportava estudantes, e um trator, na noite desta segunda-feira (22), deixou ao menos duas pessoas mortas,...