4 de agosto de 2023

JOVEM DE 19 ANOS ESTÁ DESAPARECIDA DE CIDADE DO RN

A jovem Raylla Alves Torres, de 19 anos, está desaparecida desde a noite da última segunda-feira (31), após sair da escola onde estudava, em Touros. A família faz buscas pela estudante e registrou o desaparecimento nesta quinta-feira (03) na Polícia Civil.

SERVIDORA PÚBLICA MORRE ATROPELADA POR MOTO EM CIDADE SERIDOENSE

A idosa, servidora pública, funcionária da 4º Unidade Regional de Saúde Pública (Ursap) de Caicó,  Maria Salete da Silva, de 71 anos morreu atropelada por uma motocicleta na cidade de Caicó, nesta quinta-feira (02). A vítima morreu ainda no local. O condutor da moto fugiu do local sem prestar socorro, e ainda não foi identificado.

PADRE DO INTERIOR DO RN É INVESTIGADO POR ACUSAÇÃO DE ABUSO SEXUAL CONTRA ADOLESCENTE DE 13 ANOS

Um padre é investigado por abuso sexual contra uma adolescente de 13 anos, em uma cidade do Oeste Potiguar.

 

Segundo a polícia, que a denúncia foi realizada há cerca de um mês e está sob investigação. A delegacia não divulgou detalhes sobre as investigações.

SENADO VAI NOTIFICAR STF POR INTERFERÊNCIA SOBRE LEGALIZAÇÃO DAS DROGAS

Demorou, mas o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), acenou contra os avanços do Supremo Tribunal Federal sobre as prerrogativas do Legislativo. No plenário da casa alta, Pacheco se comprometeu a acionar a Advocacia Geral do Senado para provocar o STF sobre o julgamento da descriminalização do porte e do consumo de drogas. 

 

“Houve a partir da concepção de uma lei antidrogas a opção política de se prever o crime de tráfico de entorpecentes, bem como a criminalização do porte para uso de drogas. Há aqueles que defendem que a questão é mais de saúde pública do que penal. Independente disso, o foro de definição para essa realidade é o Congresso Nacional brasileiro”, defendeu Pacheco. 

 

Em sua fala, o presidente do Senado não só estabeleceu limites às prerrogativas dos poderes, mas também definiu sua posição acerca do tema. “Indaga-se: ao permitir ou legalizar o porte drogas para uso pessoal, de quem se irá comprar a droga? De um traficante que comete o crime gravíssimo equiparado a hediondo e isso gera uma perplexidade enorme”, argumentou. 

 

Pacheco que manteve neutralidade sobre assuntos polêmicos até então, reconheceu que as ações do Supremo sobre o legislativo caracterizam ativismo judicial. “A arena política é feita, exatamente, por políticos. Cabe aos juízes guardar a Constituição. Essa interferência indevida estou apontando aqui e reconhecendo em virtude dos poderes a mim investidos”. 

 

Outro objeto do trabalho da Advocacia Geral do Senado será o julgamento relativo ao piso nacional da enfermagem. O chefe da casa de leis especificou que será elaborada uma peça recursal com poderes de embargo de declaração.

JOVEM SERIDOENSE MORRE EM ACIDENTE DE CARRO INDO PARA FESTA EM CIDADE PARAIBANA

Uma colisão entre dois carros na noite do último sábado (22), entre Várzea a Santa Luzia tirou a vida da jovem caicoense Nathália Diniz Régi...