2 de janeiro de 2018

JUSTIÇA FEDERAL SUSPENDE USO DE R$ 225 MILHÕES DA SAÚDE PARA PAGAR SERVIDORES DO RN

O juiz Eduardo Dantas, da 14ª Vara Federal do Rio Grande do Norte, suspendeu o uso de uma verba de R$ 225,7 milhões da Saúde para pagamento de servidores estaduais. O recurso, que foi enviado pelo governo federal, teve remanejamento autorizado pela Justiça Estadual último sábado (30). Porém a Advocacia Geral da União entrou com uma ação para impedir o pagamento.
 
 
 
 
 
Por causa do atraso de salários, policiais militares, civis e bombeiros iniciaram uma paralisação no último dia 19 de dezembro. Sem policiamento nas ruas, houve aumento da violência no estado e o governo federal enviou 2,8 mil homens e mulheres das Forças Armadas para reforço da segurança. No sábado (30), o desembargador Cornélio Alves, do Tribunal de Justiça do RN, autorizou o estado a usar os recursos federais para pagar salários. Em decisão do domingo (31), o desembargador Cláudio Santos reforçou a decisão considerando que o Estado deveria priorizar o pagamento dos salários dos policiais e depositar os recursos nesta terça-feira (2).
 
 
 
 
 
Porém a determinação do juiz federal, tomada no plantão desta segunda (1º), é que que os R$ 225 milhões sejam aplicados exclusivamente em ações de saúde de alta e média complexidade - destino original do dinheiro. O magistrado ressaltou ainda que, caso os recursos já tenha sido transferido, a superintendência do Banco do Brasil proceda o remanejamento do valor para a conta de origem, vinculada à saúde.

NO RN, 26 PESSOAS FICAM FERIDAS E 01 MORRE EM ACIDENTES NO FERIADO DE ANO NOVO

As rodovias federais do Rio Grande do Norte registraram 18 acidentes, que deixaram 26 pessoas feridas e uma morta durante a Operação Ano Novo da Polícia Rodoviária Federal, que aconteceu entre a sexta-feira, 29 de dezembro e esta segunda (1º). Houve redução no número de casos, em relação ao ano passado, quando aconteceram 25 acidentes com seis mortes.
 
 
 
 
 
A PRF encerrou a operação a meia-noite desta segunda-feira (01) e, durante esse período, foram fiscalizados 651 veículos e 665 pessoas. Ainda de acordo com a corporação, 429 motoristas foram submetidos ao teste de bafômetro, dos quais 14 foram autuados por dirigirem sob efeito de bebida alcoólica. Outros 395 condutores foram multados por cometerem infrações diversas, sendo 81 multas por ultrapassagens indevidas.
 
 
 
 
 
Além disso, 504 veículos tiveram suas imagens captadas pelos radares portáteis, por transitarem com excesso de velocidade. Oito pessoas foram presas por crimes diversos, das quais três pela prática de assaltos. Quatro veículos roubados foram recuperados durante o feriado.
 
 
 
 
 
Na Operação Ano Novo do ano passado, foi registrado um total de 25 acidentes que resultou em 23 pessoas feridas e seis pessoas mortas.

APÓS DECISÃO JUDICIAL, PMS COMEÇAM A VOLTAR ÀS RUAS NO RN

Após decisão da Justiça do Rio Grande do Norte que determinou a prisão de policiais que promovam e defendam a paralisação iniciada no dia 19 de dezembro, policiais militares começaram a deixar os batalhões da região metropolitana de Natal para fazer patrulhamento, durante a manhã desta terça-feira (2). Algumas equipes permaneceram nas unidades.


 
 
 




 
 
 
A Justiça também determinou multa diária de R$ 100 mil para as associações que representam os militares. Apesar de as associação de militares negarem que haja uma greve, reforçaram que a operação 'Segurança com Segurança' - segundo a qual os militares só devem atuar com carros e equipamentos em condições de uso - continua.
 
 
 
 
 
 
Policiais militares, civis e bombeiros do estado estavam paralisados desde o dia 19 de dezembro, em protesto contra atrasos salariais. Sem policiamento nas ruas, houve aumento da violência. Foram registrados de arrombamentos, assaltos e homicídios. No último final de semana, o governo federal enviou 2,8 mil homens e mulheres das Forças Armadas para reforçar a segurança no estado.
 
 
 
 
 
 
 
 

“ESPERAMOS RECEBER VOZ DE PRISÃO DA DELEGADA GERAL”, DIZ PRESIDENTE DO SINPOL

O presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Rio Grande do Norte (Sinpol-RN), Nilton Arruda, afirmou nesta terça, 2, logo depois da assembleia realizada pela categoria na sede da entidade (e que manteve o movimento de paralisação), que os policiais civis do RN vão se apresentar nesta quarta, 3, na Delegacia Geral de Polícia aguardando receberem voz de prisão da delegada-geral Adriana Shirley.
 
 
 
 
 
 
A declaração de Nilton, faz referência a decisão judicial proferida pelo desembargador Claudio Santos no último domingo, 31, quando ele autorizou os líderes das forças de segurança do Governo do Estado a prenderem os membros das corporações que continuarem incentivando a paralisação no Rio Grande do Norte.
 
 
 
 
 
 
Há um interesse nosso em cumprir esta decisão, mas esperávamos ter nossos salários depositados hoje (terça), o que não aconteceu. Sem salário não podemos voltar ao trabalho. Apesar de tudo, consideramos a decisão completamente arbitrária e acreditamos que ela proíbe a liberdade de expressão. Amanhã (quarta) vamos nos apresentar na Degepol e esperamos receber voz de prisão da delegada”, afirmou.




JOVENS DE CIDADE DO RN VÃO AUMENTAR PRODUÇÃO DE MEL COM UNIDADE DE BENEFICIAMENTO

Jandaíra, a 120 km de Natal, leva o nome da abelha nativa sem ferrão que rende aos jovens da Associação de Jovens Agroecologistas Amigos do Cabeço (Joca) o mel de jandaíra. É por meio da extração do mel de maneira sustentável que eles tiram a própria renda e agora se preparam para expandir a produção com uma unidade de beneficiamento certificada, em construção pelo Governo do RN em parceria com o projeto Governo Cidadão, Sethas e Banco Mundial.
 
 
 
 
 
 

 
 
Adeptos do movimento Slow Food e com lugar marcado desde 2008 na Terra Madre Salone Del Gusto, evento que acontece na Itália a cada dois anos, os meliponicultores de Jandaíra querem conquistar no Rio Grande do Norte o mesmo prestígio que já têm internacionalmente. E para isso têm uma meta audaciosa: aumentar a produção que já chegou a 275kg/ano para uma tonelada anual. Só para se ter uma ideia, uma garrafa de 200g custa em média R$ 25. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
"Estamos no processo de multiplicação das colméias e distribuindo nas casas de cada família da comunidade. Nossa ideia é chegar a 100 caixinhas, com cada uma produzindo um quilo de mel por ano", diz o tesoureiro da Joca, Francisco Medeiros, 32. Mas quem pensa que o trabalho é meramente exploratório se engana: os jovens da Associação fazem toda a preservação das abelhas e constroem as próprias caixinhas que servem de enxames, após aprenderem a confeccioná-las em um curso de marcenaria básica. Tudo para preservar a espécie em extinção.
 
 
 
 


A concentração dessa abelha aqui é muito forte e antes as pessoas exploravam de maneira errada. Vendiam de forma irresponsável, só para obter o lucro. Foi aí que começamos a preservar a espécie”, conta a presidente da Joca, Cilene Teixeira, 31. Muito usado como remédio natural e também na gastronomia, o mel de Jandaíra já chegou ao restaurante do chef Alex Atala, em São Paulo, que usou o item no preparo do jantar magno do evento Prazeres da Mesa, em setembro passado.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Com um sabor mais suave, menos doce e de consistência mais líquida, o mel extraído no Povoado do Cabeço teve seu valor agregado atribuído naturalmente, sem necessidade de investimento em marketing. Com a unidade de beneficiamento perto de ficar pronta, eles esperam envolver toda a comunidade no processo e ampliar os horizontes com a criação da cozinha comunitária, onde vai ser possível beneficiar e agregar valor aos alimentos produzidos pela agricultura familiar, transformando-os em geléias, doces, picles, entre outros.
 
 
 
 
 
 

Os produtos hoje são comercializados em um box na Central de Comercialização da Agricultura Familiar, em Natal, mas o objetivo a partir de agora é ampliar este e conquistar novos mercados. "O trabalho realizado em Jandaíra é singular e tem enorme potencial para chegar aos mercados mais distantes. A unidade de beneficiamento vai proporcionar certificação de qualidade e ampliação dessa produção", destaca o coordenador do Governo Cidadão, Vagner Araújo.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
A Joca é composta de jovens de 18 a 35 anos oriundos da agricultura familiar, que aprenderam com os pais e avós a extração do mel. Já foram beneficiados por programas das Nações Unidas e o GEF, do Governo Federal. O projeto do Governo Cidadão visa a reforma de prédios para instalação de unidade de beneficiamento e armazenamento de mel de Jandaíra, cozinha comunitária e espaço de capacitação. Serão fortalecidos a meliponicultura, horticultura, fruticultura e caprinocultura em toda a comunidade de 45 famílias. Os investimentos somam R$ 420 mil, sendo quase R$ 72 mil de contrapartida da associação.

VANDALISMO E ROUBO DE FIOS E LÂMPADAS DEIXAM BANHEIROS PÚBLICOS SEM ILUMINAÇÃO EM JARDIM DO SERIDÓ

Uma ação criminosa de vândalos, que além de danificarem, roubaram os fios e as lâmpadas dos banheiros do sobrado, que atende ao público que frequenta os comércios próximos a praça Dr. José Augusto, deixaram os banheiros sem iluminação.
 
 
 

 
 
O fato aconteceu neste fim de semana, quando a cidade vivia a festa dos Negros do Rosário. Com a ação criminosa dos bandidos, comerciantes e centenas de pessoas foram prejudicadas.
 
Do Blog: Covardes, bandidos, ladrões pé de chinelo!

ACUSADO DE ESTUPRAR DEFICIENTE MENTAL EM PRAIA DO RN, PESCADOR É SURRADO E PRESO

A Guarda Municipal de Ceará-Mirim, na Grande Natal, prendeu nesta segunda-feira, (01), um suspeito de ter estuprado uma deficiente mental,  na praia de Muriú.
 
 
 
O pescador alagoano, José Antônio de Araújo Lima, de 49 anos, foi linchado por populares, revoltados com o abuso.
 
 

PREFEITO DECRETA LUTO PELO FALECIMENTO DA EX-SECRETÁRIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE CAICÓ

O prefeito de Caicó, Batata Araújo, decretou luto oficial de três dias pelo falecimento da ex-secretária municipal de Educação, professora Francisca Figueiredo. O Munícipio se solidariza com a família e amigos da educadora, neste momento de profunda tristeza e dor. Que Deus conforte seus corações e dê forças para transformar toda dor desta perda irreparável em fé e esperança.
 
 
 
 
Francisca Figueiredo nasceu em 04 de outubro de 1937, em Santa Luzia/PB, filha mais velha dentre os oito irmãos do casal Cazuza Cadete e Maria Justina Alves de Medeiros Cadete.
 
 
 
 
Francisca Figueiredo teve toda uma vida dedicada a educação na cidade de Caicó. Formada em Pedagogia pela UFRN, foi professora da rede estadual de ensino, na Escola Normal de Caicó, diretora da Escola Vilagran Cabrita e da Escola Profissional do bairro Paraíba, professora do Curso de Pedagogia da UFRN do CERES, chefe do 10º NURE (hoje DIRED) e secretária municipal de Educação. Ela foi um exemplo de dedicação ao trabalho e amor à Educação.

RONALTTY NERI FAZ BALANÇO DO PRIMEIRO ANO DE MANDATO COMO VEREADOR DE JARDIM DO SERIDÓ

Chegado o fim de 2017, primeiro ano de mandato como legislador, o vereador Ronaltty Neri fez um balanço e comemorou os resultados positivos de sua gestão parlamentar em 2017. Segundo ele, sua atuação foi voltada em várias áreas importantes, como saúde e educação, por exemplo, sempre focando a população jardinense.
 
 
 
 
 
 
 
Para o vereador, a comunidade, acima de tudo, quer um mandato transparente e voltado para as pessoas. E essa é a plataforma do seu trabalho. Além de defender os interesses da comunidade, e divulgar cada ação de legislativo. “Isso é respeito ao cargo público que ocupo”, ressaltou.
 
 
 
Em suas redes sociais, Ronaltty fez uma prestação de contas com a população jardinense sobre todos os projetos e ações desenvolvidos no decorrer do ano de 2017, confira.
 
 
Clique e veja:
 
 
 
 
 

MILITAR É ENCONTRADO MORTO DENTRO DE ALOJAMENTO DURANTE OPERAÇÃO DAS FORÇAS ARMADAS NO RN

Um militar das Forças Armadas brasileiras foi encontrado morto dentro do alojamento montado pela Operação Potiguar III em um ginásio de Mossoró, na região Oeste potiguar. O caso aconteceu na madrugada desta segunda-feira (1º) e foi confirmado pela comunicação do Exército. Cerca de 2,8 mil homens foram enviados ao Rio Grande do Norte neste final de semana para reforçar a segurança do estado, que enfrenta uma paralisação de policiais e bombeiros desde o dia 19.
 
 
 
  
 
 
 
Em entrevista coletiva no final da manhã desta segunda (1º), em Natal, o ministro da Defesa, Raul Jungmann afirmou que o caso ainda está sendo investigado. "Ainda não temos informações concretas. Mas o que já podemos informar é que não houve um crime", pontuou.
 
 

 
 
 
 
O Tenente Feitosa, do 10º Pelotão do 230 Batalhão de Caçadores do Exército Brasileiro, lotado em Fortaleza CE, chegou a cidade de Mossoró-RN juntamente com cerca de 300 homens, incluindo praças e oficiais, em cumprimento à determinação federal para suprir a falta de policiamento no estado por consequência da paralisação da polícia militar. 
 
 
 
 

ATENÇÃO! AGENDA DA ECON/PARELHAS DE 02 A 06 DE JANEIRO

ECON, (soluções para empresas e pessoas), de Parelhas/RN, divulga agenda de atendimentos, constando datas, e tipos de especialidades dos seus profissionais, de  02  a 06 de Janeiro.
 
 
 
 
 

COM FORÇAS ARMADAS NAS RUAS, RN TEVE MENOS HOMICÍDIOS, DIZ MINISTRO DA DEFESA

O Rio Grande do Norte registrou um réveillon tranquilo, afirmou nesta segunda-feira (1º) o ministro da Defesa, Raul Jungmann. Durante entrevista coletiva realizada em Natal, para falar sobre as ações da Operação Potiguar III, que começou no final de semana, ele apontou redução no número de homicídios registrados no estado. Enquanto na sexta-feira (29), foram contabilizados 18, o número caiu para 11 no sábado (30), dois no dia 31 e apenas um na primeira madrugada de janeiro.
 
 
 
 
 
 
 
 
"A segurança que as Forças Armadas proporciona se espalhou em todos os tipos de delitos", declarou o Jungmann. Ainda de acordo com o ministro, houve uma "queda vertical" nos registros de outros delitos, como arrombamentos.
 
 
 
 
 
Ele ainda pediu que policiais potiguares retomem o trabalho nas ruas. As Forças Armadas foram enviadas ao estado, a pedido do governo estadual, durante paralisação dos policiais militares, bombeiros e policiais civis, que começou no último dia 19 de dezembro.
 
 
 
 
 
Segundo dados apresentados pelo tenente coronel Igor Lessa Pasinato, chefe do Estado Maior das Operações Guararapes (a Potiguar III), cerca de 380 ações, como patrulhamentos e rondas foram realizadas ao longo do período. Entre 90 e 100 viaturas com militares estavam nas ruas durante a noite de virada de ano, conforme o comandante.
"Considerando as milhares de pessoas que estavam nas ruas, o resultado é excelente. Prometemos trazer tranquilidade e cumprimos. Entregamos tudo o que prometemos", declarou o ministro.
 
 
 
 
 
Jungmann, porém, reforçou que a presença das forças armadas não podem ser regra no estado. Esta é a terceira operação de garantia da lei e da ordem no estado, desde 2016. "É uma situação extraordinária, que não pode perdurar. A constituição não permite e é muito onerosa. Cumpre ao estado restaurar a segurança aos cidadãos", declarou.
 
 
 
 
 
O ministro ainda elogiou militares que, segundo ele, deixaram a paralisação para agregar forças às equipes das forças armadas e outras equipes que não estavam paralisadas e reforçou que existem esforços para pagar os salários atrasados nos próximos dias. Também elogiou a decisão da Justiça do estado que determinou a prisão de policiais e bombeiros que incitem ou defendam a paralisação.
 
 

REBELIÃO EM GOIÁS DEIXA 09 MORTOS E 14 FERIDOS

Uma rebelião de presos da Colônia Agroindustrial do Regime Semiaberto, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia (GO), região metropolitana de Goiânia, terminou com nove detentos mortos e 14 feridos na tarde desta segunda-feira.
 
 
 
 
 
 
 

Conforme a Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap), as mortes aconteceram em confrontos entre presos após os detentos da ala C invadirem as alas A, B e D do presídio. Os presos que ficaram feridos no conflito receberam atendimento e já retornaram às celas.
 
 
 
 

O Grupo de Operações Penitenciárias Especiais (Gope) e o batalhão de choque da Polícia Militar retomaram o controle da cadeia por volta das 16h.
 
 
 
 
 
Ainda de acordo com a Seap, os detentos chegaram a incendiar a cadeia durante o motim e alguns corpos ficaram carbonizados. Os bombeiros controlaram o fogo e a Polícia Técnico-Científica está na prisão para identificar os corpos.






Durante a rebelião, 106 presos que cumprem pena no regime fechado fugiram. Até as 19h45 desta segunda-feira, segundo a Seap, apenas 29 deles haviam sido recapturados. O Grupo de Radiopatrulha Aérea (GRAer) da PM faz buscas para localizar os foragidos.

MULHER É MORTA A FACADAS PELO COMPANHEIRO DENTRO DE CASA NO SERIDÓ POTIGUAR

Um crime de feminicídio foi registrando nesta quinta-feira, (11), em Serra Negra do Norte, tendo como vítima, Daiane Silva, que foi assassin...