18 de fevereiro de 2023

“BONZINHO”! HOMEM É PRESO APÓS AGREDIR E AMEAÇAR CORTAR A LÍNGUA DA PRÓPRIA MÃE

Um homem foi preso em flagrante, nesta sexta-feira (17), em Natal, após agredir a própria mãe e ameaçar cortar a língua dela. As informações foram confirmadas pela Polícia Civil.

 

A mãe do homem, vítima do crime, é uma idosa de 63 anos, que ficou com várias escoriações no corpo por causa das agressões físicas. Além disso, segundo a polícia, o autor ameaçou cortar a língua dela com uma faca.

 

Foto: Ilustração.

MPF RECOMENDA QUE MUNICÍPIO SERIDOENSE REAVALIE SITUAÇÃO DE FAMÍLIAS CONTEMPLADAS PELO PROGRAMA CASA VERDE E AMARELA

O Ministério Público Federal enviou, nessa quarta-feira (15), nova recomendação ao prefeito de Caicó (RN), Judas Tadeu Santos, e à secretária municipal do trabalho, habitação e assistência social, Waldymary Costa, acerca dos cadastros realizados no Programa Casa Verde e Amarela no município. No documento, a procuradora da República Maria Clara Lucena Dutra recomenda que os gestores reavaliem a situação de famílias contempladas pelo programa, a fim de que irregularidades sejam sanadas e que os imóveis sejam destinados às famílias que realmente necessitam.

 

No período de inscrições para o programa de moradia surgiram denúncias de que muitas pessoas declaradas aptas ao programa já possuiriam imóveis, incluindo “mansões”. Após as suspeitas de fraude, o MPF fez diligências presenciais e apurou que 3 das 10 famílias visitadas estão com irregularidades nos cadastros. Entre elas, informações falsas sobre idade dos filhos.

 

Para a procuradora da República, é “significativo e preocupante que 30% das famílias visitadas pelo MPF estejam em situação cadastral cujas irregularidades identificadas lhes poderão render a desclassificação do programa”.

 

Diante desse fato, o MPF recomenda que a prefeitura e a secretaria municipal visitem as famílias, de acordo com cronograma apresentado pelo MPF, a fim de reavaliar a situação dos cadastrados.

 

Segundo Maria Clara Lucena Dutra, essa avaliação é necessária tendo em vista que existem muitas famílias suplentes que, embora realmente necessitadas de um dos imóveis do Programa Casa Verde e Amarela em Caicó, “sejam impedidas, em razão da má-fé de terceiros e da falta de uma fiscalização eficiente por parte do município, de acessar o constitucionalmente assentado direito à moradia”.

 

Desde os primeiros indícios de possíveis fraudes nos cadastros realizados, o MPF vem acompanhando o processo de definição dos beneficiários das 200 moradias do programa no município. Em agosto do ano passado, enviou recomendação cobrando a prorrogação do prazo de inscrições para os interessados em concorrer aos imóveis oferecidos pelo programa, diante da pouca divulgação sobre o fato. À época, a representante do MPF advertiu que a população-alvo do programa não foi devidamente orientada pelo município sobre como e quem pode acessar essas moradias.

 

O prefeito e a secretária municipal do trabalho, habitação e assistência social têm o prazo de 10 dias para informarem ao MPF se acatam as novas medidas recomendadas. Em caso de ausência de resposta, será considerado acolhimento tácito da recomendação, e eventual omissão pode gerar medidas administrativas e ações judiciais contra os responsáveis.

 

 

O MPF também informa que visitará novas 10 famílias, selecionadas aleatoriamente, para aferir se, de fato, foram visitadas por representantes do município de Caicó, em conformidade com a recomendação.

 

EUA INVESTIGAM CORRUPÇÃO NO GOVERNO LULA QUE STF ‘DESCONDENOU’

Poucos dias após a visita de Lula (PT), o Departamento de Justiça do governo Joe Biden e o FBI anunciaram a abertura de investigação de um esquema de corrupção (pagamento de suborno e lavagem de dinheiro) envolvendo empresa americana e funcionários da Petrobras, durante os governos Lula, Dilma e Temer. Se no Brasil o Supremo Tribunal Federal (STF) “descondenou” e viabilizou sua candidatura presidencial, nos EUA toda corrupção é punida com rigor, aplicando-se a Lei Anticorrupção contra empresas americanas que atuam de forma desonesta no exterior. 

 

Documentos judiciais apontam que Glenn Oztemel e o ítalo-brasileiro Eduardo Innecco pagaram propina para obter contratos na Petrobras.

 

A dupla representa empresas que atuam na comercialização de petróleo e gás, e deitaram e rolaram na ladroagem petista.

 

Os pagamentos de propina eram “disfarçados como supostas taxas de consultoria e comissões”, disse o Departamento de Justiça.

 

Os envolvidos usaram linguagem codificada para se referir a subornos, nomes fictícios e aplicativos de mensagens criptografadas, diz o DOJ.

VIVALDO COSTA VOLTA À AL/RN PARA SEU 14º MANDATO NA PRÓXIMA SEMANA

O Papa Jerimum, Vivaldo Costa (PV), assumirá sua cadeira na assembleia legislativa do RN pela 14ª vez.   Vivaldo Costa assumirá a vaga do en...