8 de dezembro de 2017

RN TEM QUASE 9 MIL PRESOS EM 4 MIL VAGAS

Dados divulgados pelo Ministério da Justiça nesta sexta-feira, 8, através do Relatório do Levantamento Nacional com Informações do Sistema Penitenciário (Infopen), apontam que o Rio Grande do Norte possuía, entre junho de 2015 e junho de 2016, 8.809 detentos em seu sistema prisional, muito embora contasse com apenas 4.265 vagas nas unidades do Estado. Deste montante, 2.969 dos presos não possuem condenação e estão detidos provisoriamente enquanto aguardam julgamento. Os números representam taxa de ocupação de 206,5%.
 
 
 
 
 
Ainda segundo os dados divulgados pelo Governo Federal, o Rio Grande do Norte ocupa a 20ª colocação entre os estados brasileiros com maior população carcerária. Em se tratando de Nordeste, a posição ocupada pelo RN é a 6ª, ficando a frente de estados como Alagoas (6.957 presos), Sergipe (5.316) e Piauí (4.032). Ceará (34.566) e Pernambuco (34.556) lideram o ranking regional.
 
 
 
 
 
 
No cenário nacional, São Paulo (240.61) e Minas Gerais (68.354) são os dois líderes. Como “melhor colocado” no Brasil está o estado de Roraima, que possuiu “apenas” 2.339 detentos, apesar de ser considerado grande territorialmente.





PRIMEIRO DIA DE CARNATAL SE TRANSFORMA EM “QUINTA-SUPER”

A noite de estreia da 27ª edição do Carnatal não poderia ter sido melhor. No Corredor da Folia uma mistura de ritmos de axé, forró eletrizado, sucessos dos anos 90 e até brega, os camarotes lotados, arquibancadas dando show em animação, a Arena Elétrica reuniu todos os foliões pós-corredor da folia e o cantor Latino se disse um especialista e em agitar camarote e animando com o mega camarote Skol mostrou porque é um hitmaker e faz sucesso há tantos anos no Brasil. “O Carnatal está massa. É a quinta-super meu rei”, anunciou Bell ainda na concentração do Vumbora! prevendo o que seria a noite de estreia do evento.
 
 
 
 
 

 
 
 
Para Roberto Bezerra, diretor da Destaque Promoções foi a melhor quinta-feira dos últimos 4 anos. As portarias de acesso dos foliões individualizadas por bloco funcionaram perfeitamente, na concentração o palco Uber com Robson Paiva aqueceu a galera para os blocos e a Arena Elétrica cumpriu o papel de acolher a dispersão dos blocos e ampliar a folia num grande encontro de foliões de todos os blocos. Na quinta-feira que animou a Arena Elétrica foi FitDance e Som e Balanço, finalizando a festa a 1h desta sexta-feira (8).
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Foi também uma noite de primeira vez no Carnatal. Foi o caso de Gabriel Diniz, que não se fez de rogado e abriu o primeiro dia de folia no comando do bloco SIIIM, o Bloco do GD e iniciou a festa com muita energia e animação. O cantor é um dos destaques atuais do forró e provou que o Carnatal tem espaço para todos os estilos e ritmos.
 
 
 
 
 
Nos 26 anos do Burro Elétrico, a banda Gota Elétrica e o cantor José Orlando, ambos pela primeira vez no evento deram conta do recado. Gota Elétrica revisitando os grandes sucessos do axé e José Orlando mandando grandes sucessos do brega. “Nunca tinha tocado num trio elétrico. Surgiu a oportunidade e eu agarrei”, disse o experiente seresteiro de canções do amor.
 
 
 
 
 
 
Vumbora! com Bell Marques e Rafa e Pipo Marques na 3ª volta arrebentaram na passagem pelo Corredor da Folia fazendo um show a parte que contagiou os foliões do bloco e os camarotes. Nos 25 anos de Bell como participante do Carnatal o bloco repleto de jovens mostra que a grande atração das Micaretas ainda tem muita lenha para queimar nestes eventos, principalmente no Carnatal. O Vumbora! fez sua primeira noite com mais de 3 mil foliões energizados com músicas da carreira de Bell e mais recentes como “Tô De Boaça”.
 
 
 
 
 
 
No mega camarote Skol, o cantor Latino foi a atração principal do camarote Skol na primeira noite do Carnatal 2017. Aos 44 anos, ele, que tem vários sucessos nacionais como "Festa no AP", "Me Leva" e "Amigo Fura Olho", agitou os foliões ao levantar a camisa durante a canção "Renata Ingrata", que também foi um marco na sua carreira musical.
 
 
 
 
 

Latino ousou nas coreografias junto a um casal de dançarinos. Além das músicas clássicas, ele ainda apostou no axé, forró estilizado e batidas de funk.

BRASIL TEM 726 MIL PRESOS, A 3ª POPULAÇÃO CARCERÁRIA DO MUNDO

Uma nova edição do Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen) divulgada nesta sexta-feira (8) pelo Ministério da Justiça informa que, em junho de 2016, a população carcerária do Brasil atingiu a marca de 726,7 mil presos, mais que o dobro de 2005, quando o estudo começou a ser realizado. Naquele ano, o Brasil tinha 361,4 mil presos, de acordo com o levantamento.
 
 
 
 
 
 
 
 
Do total da população encarcerada, 40% são presos provisórios, isto é, ainda sem julgamento, segundo o estudo, desenvolvido pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública em parceria com o Departamento Penitenciário Nacional (Depen).
 
 
 
 
Dos 726.712 presos em junho de 2016, 94,8% (689.510) estavam nos sistemas penitenciários estaduais. Outros 5% (36.765) estavam custodiados em carceragens de delegacias ou outros espaços de custódia administrados pelas secretarias de segurança pública e menos de 1% (437) em presídios federais.

HOSPITAL DO SERIDÓ RECEBE NOVO APARELHO DE ESTERILIZAÇÃO AUTOCLAVE

A prefeitura municipal de Caicó entregou ao Hospital do Seridó um equipamento de autoclave novo, que foi adquirido através de destinação de emenda parlamentar junto com outros diversos equipamentos.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
O Hospital do Seridó sofria com um antigo já praticamente sem condições de uso. Após a aquisição, desse novo levamos para o Conselho de Saúde que aprovou a destinação para a unidade hospitalar”, disse o prefeito Batata Araújo.
 
 
 
 
 
A autoclave é um aparelho muito utilizado em laboratórios de pesquisas e hospitais para a esterilização de materiais. O processo de autoclavagem consiste em manter o material contaminado em contato com um vapor de água em temperatura elevada, por um período de tempo suficiente para matar todos os microrganismos.

NAVIO DE PESQUISA DA MARINHA ABRE À VISITAÇÃO NESTE FINAL DE SEMANA EM NATAL

Navio de Pesquisa Hidroceanográfico (NPqHo) “Vital de Oliveira”, da Marinha do Brasil, atracou em Natal nesta quarta-feira (6) e será aberto à visitação da população nestes sábado (9) e domingo (10) no Terminal Marítimo de Passageiros, localizado na Ribeira. A comissão, que estava há 22 dias no mar, é integrada por 90 militares, que compõem a Tripulação do NPqHo, e 40 pesquisadores.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
A comissão de militares e cientistas compõe e missão Pirata BR XVII, que faz parte de um projeto realizado por instituições científicas do Brasil, Estados Unidos e França, com a finalidade de estudar as interações entre o oceano e a atmosfera no oceano Atlântico Tropical.
 
 
 
 
O Navio de Pesquisa Hidroceanográfico foi adquirido pela Marinha do Brasil por meio de um Acordo de Cooperação assinado em 2012 com o objetivo de ampliar a infraestrutura para pesquisa científica no Brasil, principalmente quanto ao monitoramento e caracterização física, química, biológica, geológica e ambiental de áreas oceânicas estratégicas. O Navio foi entregue à Marinha do Brasil em 2015.
 
 
 
 
 
O “Vital de Oliveira” é o terceiro navio a ostentar esse nome na Marinha - uma homenagem ao Capitão de Fragata Manuel Antônio Vital de Oliveira, pernambucano que teve seus trabalhos hidrográficos reconhecidos mundialmente.
 
 
 
 
As visitas estarão abertas das 13h30 às 17h. A Marinha ainda alerta que o navio tem limitações (banheiros e bebedouros) e peculiaridades (como existência de escadas para acesso aos compartimentos), e por isso não recomenda o passeio a crianças abaixo de 5 anos e pessoas com dificuldades de locomoção.
 
 
 

Características do navio:


Comprimento: 78 metros
Boca: 20 metros
Deslocamento máximo: 4.200 toneladas
Calado máximo: 6,3 metros
Autonomia: 30 dias
Raio de ação: 7.200 Milhas Náuticas
Velocidade de cruzeiro: 7 nós
Velocidade máxima: 9 nós

OPERAÇÃO PRENDE QUADRILHA ENVOLVIDA EM ROUBO DE R$ 10 MILHÕES EM CARGAS NO RN

Nesta quinta-feira (07), a Delegacia Especializada em Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (Deprov), a Delegacia Especializada em Combate ao Crime Organizado (Deicor) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) deflagraram a Operação Mercúrio e cumpriram sete mandados de prisão e nove mandados de busca e apreensão contra pessoas envolvidas com desvios de cargas que vinham acontecendo dentro do Rio Grande do Norte. O nome da Operação é uma alusão ao deus romano Mercúrio ligado à venda, lucro e comércio.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
De acordo com as investigações realizadas pela Deprov e pela Deicor, que duraram nove meses, os crimes cometidos por este grupo deram um desfalque aproximado de R$ 10 milhões nas empresas vítimas dos crimes. Durante a ação, que aconteceu na Região Metropolitana de Natal e na cidade de João Câmara foram presos seis homens e uma mulher. O homem considerado líder do grupo, Alcivan Mendes de Moura, já estava preso e recebeu nova voz de prisão, nesta quinta-feira. A Operação Mercúrio contou com o trabalho de 40 policiais civis e de 30 policiais rodoviários federais. “A Polícia Rodoviária Federal está irmanada nesta investigação da Polícia Civil, pois entendemos que quando juntamos nossas forças, o combate a este tipo de crime é mais eficaz”, disse o inspetor Carneiro, chefe de investigações da PRF.
 
 
 
 
 
Além de Alcivan foram presos em cumprimento de mandados de prisão: o casal Edvaldo Silvério e Edinalva Gomes de Medeiros Silvério; Carlos Antônio da Silva; Jailton Damasceno da Silva; Francisco Evaniel da Silva e Willians Huberlan Nascimento de Oliveira. Com os suspeitos os policiais apreenderam diversos aparelhos bloqueadores de sinal via satélite, quantias em dinheiro, pedaços de falsos boletins de ocorrências e chaves de veículo.
 
 
 
 
 
 
O esquema de desvio de cargas envolvia a atuação de um grupo articulado que agia desde a formulação de boletins de ocorrência falsos, captação de motoristas que faziam parte do esquema e pessoas que recebiam as cargas roubadas e as revendiam por preços abaixo do mercado. A investigação da Polícia Civil começou logo após uma prisão feita pela PRF há 9 meses. Um fato que chamou a atenção da Polícia Civil, foi a atuação de um policial militar reformado que produzia os falsos boletins, na cidade de João Câmara. Edvaldo Silvério, com a ajuda da esposa Edinalva, produzia os documentos falsificados passando-se por policial civil e até mesmo afirmando que era delegado. Os motoristas que faziam parte do esquema solicitavam os boletins a Edvaldo, comunicando um furto que não havia existido para as empresas donas das cargas”, detalhou o delegado da Deprov, Licurgo Nunes.
 
 
 
 
 
 
Devido à complexidade da investigação e da quantidade de pessoas envolvidas, a Deicor também entrou no processo de elucidação dos crimes.
 
 
 
 
 
Nós já havíamos prendido o Alcivan Mendes de Moura em outra oportunidade, quando o mesmo havia feito um desvio de cargas de pneus e já sabíamos que mesmo preso, ele continuava exercendo a liderança deste grupo”, detalhou o titular da Deicor, delegado Odilon Teodósio.
 
 
 
 
 
Um dos homens que fazia parte do esquema, Jailton Damasceno da Silva, foi preso pela Polícia da Bahia. De acordo com a Deprov, Evaniel exercia o papel de gerente no negócio criminoso e Carlos Antônio arregimentava motoristas para esquema fraudulento. “Com o decorrer das investigações, nós deveremos autuar o grupo pelos crimes de organização criminosa, furto qualificado, falsificação e uso de documento falso”, comentou o delegado Licurgo Nunes.

ASSEMBLEIA CELEBRA 50 ANOS DE TURMA DE MEDICINA DA UFRN

Em Sessão Solene proposta pelo deputado Vivaldo Costa (PROS), a Assembleia Legislativa homenageou, na tarde desta quinta-feira (7), os 50 anos da turma de Medicina concluinte do ano de 1967 pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). O objetivo foi o de comemorar meio século de formação desses profissionais essenciais para a sociedade.



 

 
 
 
 
 

O deputado Vivaldo Costa, que relembrou algumas histórias com cada um dos companheiros de turma, ressaltou que a ocasião era de muita alegria. “A finalidade é homenagear todos os 25 brilhantes médicos da nossa classe, mesmo os que não estão mais entre nós. E eu espero que possamos celebrar essa data por muitos anos, ainda”, disse o parlamentar.  
 
 
 
 


Francisco Rosenélio de Carvalho, um dos homenageados da sessão, iniciou seu discurso agradecendo a sua mãe, que, de acordo com ele, mesmo com muita dificuldade, conseguiu lhe proporcionar acesso a uma educação de qualidade. Emocionado, Francisco Carvalho também registrou seu apreço pela esposa, a qual, segundo ele, foi essencial na sua formação pessoal e profissional.
 
 
 
 


Sobre sua profissão, o Dr. Francisco Carvalho concluiu. “Aprendi, sobretudo, que ser médico é amar ao próximo. É se dedicar ao outro como a si mesmo. Por isso, tenho certeza que esses 50 anos têm sido muito úteis e felizes para todos nós”.
 
 
 
 


Já o médico Francisco Floripe Ginani falou das diversas situações enfrentadas ao longo da faculdade e da vida profissional, bem como da evolução da medicina em todo esse tempo. “A relação médico-paciente era a parte mais importante que tínhamos que aprender. Mas de lá pra cá muita coisa mudou. Doenças apareceram, outros tratamentos surgiram, a sociedade incorporou novos padrões. Cirurgias minimamente invasivas, surgimento das imagens, biomédica... E nós tivemos que acompanhar, evoluir e aceitar essa nova sociedade de forma coerente e determinada”, ressaltou o Dr Francisco Ginani.
 
 
 


O padre João Medeiros Filho, que celebrou a Missa de Ação de Graças em homenagem à turma, anteriormente à Sessão Solene, falou da gratidão a Deus pela vida de cada um dos médicos homenageados, bem como, em nome da Igreja, agradeceu o trabalho realizado por todos os médicos em prol do bem estar da humanidade.

  




Homenageados:

Eduardo Afonso Júnior
Francisco Floripe Ginani
Francisco Rosenélio de Carvalho
Geraldo José de Carvalho Silva (In Memoriam)
Iara Cecy Silva Barroso
Iraci Dantas de Oliveira
Iron Idalino (In Memoriam)
José Maria Couto da Silva (In Memoriam)
José Paulo da Costa Silva (In Memoriam)
José Umberto Guedes de Azevedo
Josefa Ferreira da Silva
Lúcia Maria dos Santos
Luiz Dutra Borges
Luiz Rodolpho Penna Lima
Maria de Lourdes da Silveira
Maria da Salete Freitas (In Memoriam)
Marcos Francisco de Assis Fulco
Moabi da Costa Machado (In Memoriam)
Nailsa Bezerra de Brito
Ovídio Fernandes de Oliveira (In Memoriam)
Paulina de Freitas Targino (In Memoriam)
Samy Amim Aby Zayan
Sinval Lopes Pinheiro
Valdemar de Souza Silva
Vivaldo Silvino da Costa

“BACURAU NA GAIOLA”! HENRIQUE ALVES É DENUNCIADO POR LAVAGEM DE DINHEIRO EM OBRAS NO RIO DE JANEIRO

O Ministério Público Federal no Distrito Federal (MPF/DF) denunciou o ex-ministro do Turismo e ex-presidente da Câmara dos Deputados Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) à Justiça, nesta quinta-feira (07), pelo crime de lavagem de dinheiro. Segundo a ação, o político recebeu propina ligada às obras do Porto Maravilha, no Rio de Janeiro, e enviou o dinheiro para paraísos fiscais.
 
 
 
 
 
O caso foi remetido para a 10ª Vara Federal e decorre das investigações da operação Sépsis – feitas pela mesma força-tarefa que coordena as operações Greenfield e Cui Bono. Se a denúncia for recebida, Henrique Alves pode virar réu por lavagem de dinheiro cometida em 2014 e 2015. O ex-ministro já responde pelo mesmo crime e por corrupção passiva nos autos da operação Sépsis, por práticas supostamente cometidas em 2011.
 
 
 
 
 
O político está preso desde o último dia 6 de junho, quando a operação Manus foi deflagrada. Segundo a PF, mesmo na prisão, Alves comandava um esquema de ocultação de bens e fraude em licitações. No último dia 26, dois assessores do ex-ministro e um funcionário do Ministério do Turismo foram presos por relação com esse suposto esquema, em uma operação intitulada Lavat.

 

 
De acordo com a denúncia, o político usou contas em paraísos fiscais para "encobrir a propina paga pela Construtora Carioca, uma das responsáveis pela obra Porto Maravilha, no Rio de Janeiro". O MPF calcula que o valor desviado ultrapasse a cifra de R$ 1,6 milhão.
 
 
 
 
 
Segundo a ação, essas transações foram feitas por uma offshore da qual Alves era beneficiário, chamada Bellfield. O MPF afirma que a propina foi creditada a pedido do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Dados que comprovariam essa movimentação foram obtidos com instituições financeiras internacionais, depois que as investigações dessas contas foram transferidas da Suíça para o Brasil.

MILEI PROÍBE O USO DA LINGUAGEM NEUTRA NA ARGENTINA

O porta-voz da Presidência argentina, Manuel Adorni, afirmou nesta terça-feira (27) que o presidente Javier Milei decidiu proibir a linguage...