25 de janeiro de 2011

PRECAUÇÃO! TÉCNICOS FARÃO VISTORIA EM RESERVATÓRIOS DO RN

A secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos enviou equipes para vistoriar os 46 maiores reservatórios do estado em virtude das últimas chuvas. O objetivo é monitorar o nível de água e as condições estruturais das barragens potiguares.

O roteiro de vistorias contempla, principalmente, as regiões do Agreste, Oeste e Seridó, onde estão localizados os principais reservatórios do Rio Grande do Norte. O trabalho é realizado em conjunto com a defesa civil e demais órgãos da administração estadual e federal com atuação junto às comunidades localizadas nas proximidades dos reservatórios. O objetivo é tomar medidas preventivas para evitar danos sociais e econômicos.

Ontem a secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos enviou técnicos ao município de Tangará por causa do rompimento de um açude particular. A água invadiu a BR e provocou danos na estrutura do reservatório. Os técnicos orientaram sobre as intervenções necessárias para conter as águas, como a ampliação dos sangradouros e a colocação de lonas nas paredes dos açudes para evitar erosões.

A EMPARN, empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte, registrou nos primeiros 23 dias de janeiro chuvas acima da média histórica para o período. Em cidades do Agreste choveu mais de 150 milímetros somente no último fim de semana.


CHUVA DE 140 MM FAZ AÇUDE QUE ABASTECE CIDADE POTIGUAR SANGRAR

O açude Mãe D’água em Campo Redondo, cidade da região do Trairí Potiguar, transbordou com as fortes chuvas que caíram neste domingo (23) na região do Trairi. Segundo informações da Assessoria de Imprensa da prefeitura, foram registrados 140mm.


A cidade ficou sem energia e sem telefonia, além disso, as estradas vicinais ficaram totalmente destruídas. A população ficou apreensiva devido aos transtornos. O prefeito de Campo Redondo, Carlos Lucena (Carlinhos da Apami), visitou os locais atingidos pelas chuvas e montou uma comissão para avaliar os estragos e tomar as providências necessárias.

O açude Mãe D’água tem capacidade para 3 milhões e 500 mil metros cúbicos. A última vez que o reservatório sangrou foi em janeiro de 2010, quando foi registrado uma chuva de 204mm. As águas do Mãe D’água caem no açude Santa Cruz do Inharé, em Santa Cruz.



PACIENTE TERMINAL! SAÚDE DE JARDIM DO SERIDÓ ESTÁ AGONIZANDO

Só um milagre pode salvar a vida do sistema de saúde pública do município de Jardim do Seridó, pois os PSFs não funcionam, não existe distribuição de remédios para população mais carente, além das perseguições contra a única casa de saúde do município, que vive ameaçada de fechamento por falta de ajuda do governo municipal.

A falência no sistema de saúde acarreta uma sobrecarga de pacientes no único hospital da cidade, que de forma voluntária serve o atendimento de consultas do incansável Dr. Iron Lucas, mesmo tendo ele de atender no seu PSF, o único que ainda funciona regularmente na cidade.

As consultas feitas pelo médico Dr. Iron Lucas no centro clínico do HMRM são gratuitas, já que o SUS (Sistema único de Saúde), só paga por internações de pacientes, AIHs (Autorização de Internação Hospitalar), as mesmas que foram tiradas do HMRM pela atual secretária de saúde, Zuíla Coutinho, e enviadas para outros hospitais da região, o que mostra uma das formas de perseguições contra a casa de saúde local.

Resta saber apenas onde andam as dezenas de médicos (todos vestidos de branco) que participaram de uma grande passeata na campanha do atual prefeito, Jocimar Dantas, que prometia mais PSFs, médicos nos Bairros da cidade, remédios para toda população carente, mas terminou mesmo só nas “Orações”, no “Copo de Água Benta no Rádio” e na venda de “Remédios Milagrosos” de uma tal de “Flora pura”, que é vendido por um preço absurdo para enganar os "abestalhados".

Cadê o PSF do Bairro Bela Vista que seria inaugurado no primeiro mês de 2009? Cadê o hospital que foi até batizado de Hospital Aluísio Alves, e que segundo promessas de Henrique Alves e Jocimar Dantas, ficaria pronto em dezembro de 2009? Cadê o conselho de saúde do município? Tá fazendo o quê? Aonde tá indo o dinheiro que deveria servir para pagar os médicos dos PSFs? Será que os médicos das passeatas estão atendendo no hospital Aluísio Alves na COHAB? (grande obra do vice-prefeito de Jocimar Dantas, seu colega Patrício Júnior). Cadê os vereadores da cidade? Se bulam, se mexam, avie, cuidem, senão os urubus vão comer vocês pensando que vocês estão mortos!



PREVENÇÃO! AÇUDES DE TANGARÁ FORAM VISITADOS POR TÉCNICOS DO ESTADO

O prefeito de Tangará, Jorge Eduardo, preocupado com o possível rompimento de açudes da região, esteve reunido na manhã de ontem, (24), com o secretário de Estado de Justiça e da Cidadania, Thiago Cortez e com o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Cel. Elizeu Dantas. Neste encontro, o prefeito relatou a situação dos açudes, que segundo ele, ameaçam romper.


Logo após a reunião, uma comissão formada por engenheiros da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos - SEMARH e do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas – DNOCS, além do comandante-geral do Corpo de Bombeiros e representante da Defesa Civil do município foram realizar uma vistoria no local, acompanhados pelo prefeito.

A vistoria foi realizada no açude Guarita, que sangrou na madrugada desta segunda-feira, e no açude Gaspar. Os dois reservatórios são abastecidos pelo Rio Trairi e pelo Rio do Chapado. De acordo com os engenheiros Otacílio de Freitas (SEMARH) e Flávio Madureira (DNOCS), medidas preventivas podem ser tomadas para evitar o rompimento dos reservatórios, como a ampliação dos sangradouros e a colocação de lonas nas paredes dos açudes para evitar erosões.

A prefeitura de Açu já viabilizou dois tratores, que se deslocaram para o local para realizar dessas medidas preventivas. “A situação é de normalidade, não há motivo para alarde. As medidas preventivas já estão sendo executadas” informou o Cel. Elizeu Dantas, ressaltando a importância do monitoramento constante nos dois açudes.





CHUVA DE 200 MM DEIXA RASTRO DE DEVASTAÇÃO NO TRAIRÍ POTIGUAR

As chuvas deste domingo (23) causaram diversos transtornos à população de Santa Cruz. Vários pontos da cidade, a maioria nas proximidades de galerias pluviais, foram alagados e diversas famílias foram prejudicadas pelas águas que entraram em algumas residências, além do rompimento de um trecho da rodovia BR 226 que foi rompida pela força da enxurrada.



Ao todo foram quase oito horas de chuva na cidade. O pluviômetro da EMATER registrou 190 mm, mas em outros locais, o índice ultrapassou os 200 mm.

Em alguns pontos da cidade, partes de casas foram destruídas. Pela manhã as pessoas estavam fazendo o trabalho de limpeza nas residências e improvisando pequenos obstáculos para impedir que a água da chuva entre novamente nas residências.


O açude Santa Cruz do Inharé, que recebe águas do Rio Trairí, e corta a cidade, já está sangrando com um volume de água bem acima do que se vê costumeiramente.



Conforme informações do corpo de bombeiros e da PRF, apenas o caso do preparador físico do Santa Cruz, Edson Barros, que teve o carro arrastado por uma enxurrada quando passava pela BR 226, em Tangará, na madrugada da segunda-feira (24), e que foi encontrado com vida após passar várias horas desaparecido, e mais duas vítimas feridas, não há informação de feridos como conseqüência das chuvas no Trairí, mas o tempo continua nublado e a previsão é de mais chuvas na região.

Fotos: Aldenise Reny.


DECRETO DE LULA DÁ GOLPE NO DIREITO DE PROPRIEDADE

O presidente Lula (PT) assinou decreto já considerado no campo um golpe contra o direito de propriedade, porque à margem da Constituição amp...