24 de fevereiro de 2023

AÇUDE QUE SANGRA PARA DENTRO DE AÇUDE DE CRUZETA ESTÁ QUASE SANGRANDO

Após as chuvas que caíram no Seridó Potiguar nos últimos dias, o Açude Torrão, maior reservatório da cidade de São Vicente, falta apenas 13 centímetros para transbordar, o que deve acontecer nas próximas horas. 

 

Para alegria de todos, além de encher, ao sangrar, o referido reservatório desaguará para dentro do açude público da cidade de Cruzeta, que também está com sua capacidade muito baixa.

 

Do Blog: Aleluia!

“VIVA”! DURANTE GOVERNO FÁTIMA BEZERRA, CIDADES DO RN ENTRAM NA LISTA DAS MAIS VIOLENTAS DO MUNDO

Natal está entre as 50 cidades mais violentas do mundo, com taxa de 45, 06 homicídios, para cada 100.000 habitantes em 2022. Ocupando a 28º posição do ranking, a Capital não é a única a representar a violência no Rio Grande do Norte, isso porque Mossoró, na região Oeste potiguar, aparece na 11º posição com taxa de  63, 21 homicídios, superior a média de 52,11 e a maior entre as cidades brasileiras presentes na lista. Os dados são do levantamento anual realizado pelo Conselho Cidadão de Segurança Pública e Justiça Criminal AC para avaliar a criminalidade nas cidades, em especial, da América Latina.

 

Ao todo, das 50 cidades com os maiores índices mundiais de violência, dez estão no Brasil. Desse total, além de Mossoró e Natal, outras sete estão na região Nordeste e duas apresentam taxas superiores a capital potiguar: Salvador (56,68), Feira de Santana (50,11); Vitória da Conquista (47,48), Fortaleza (42,63), Recife (39,89), Maceió (39.45) e Teresina (37,30).  

EX-PREFEITO DE CIDADE DO RN É CONDENADO A 5 ANOS DE PRISÃO POR USO DE DOCUMENTO FALSO

A 14ª Vara Federal no Rio Grande do Norte condenou o ex-prefeito de Tibau do Sul Edmilson Inácio da Silva a 5 anos e 10 meses de prisão por uso de documento falso para obter repasse de verbas federais. Edmilson pode recorrer da sentença em liberdade.

 

O valor de R$ 180 mil seria destinado à construção de uma academia de saúde na cidade e recebido em três parcela. O ex-prefeito foi condenado por apresentar registro falso de evolução da obra para receber os recursos das etapas seguintes (entenda melhor mais abaixo).

 

A ação penal foi movida pelo Ministério Público Federal (MPF). Durante a acusação, o ex-prefeito afirmou à Justiça que apenas assinou o certificado de conclusão da obra que estava em sua mesa.

 

Mas a decisão cita que "não convence o argumento de que o réu apenas assinava”, já que "era responsável pelas decisões administrativas da municipalidade, na condição de detentor do cargo máximo do município”. 

 

Além da pena, o ex-gestor também terá de pagar indenização no valor mínimo de R$ 180 mil, a ser corrigido correspondente aos recursos federais liberados para a obra que não foi realizada.

MOROSIDADE DA JUSTIÇA LIVRA PETISTA ARLINDO CHINAGLIA DE DENÚNCIA DE CORRUPÇÃO

A Procuradoria Geral da República (PGR) informou ao Supremo Tribunal Federal (STF) que a denúncia por corrupção e lavagem de dinheiro,  envolvendo o deputado federal Arlindo Chinaglia (PT-SP), prescreveu. 

 

O petista é investigado  por supostamente ter recebido R$8,7 milhões, entre 2008 e 2014, em um esquema com participação da construtora Odebrecht, velha conhecida das páginas policiais por envolvimento no escândalo da Lava Jato,  na construção da hidrelétrica do Rio Madeira, no estado de Rondônia. O acordo teria sido mediado pelo também enrolado Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara dos Deputados. 

 

De acordo com a PGR, idade avançada do parlamentar, que já tem 73 anos, ajudou na prescrição da denúncia. 
 
 
Em relação ao deputado federal Arlindo Chinaglia Júnior – maior de 70 anos de idade- forçoso reconhecer que os fatos ocorridos entre 2008 e 2014 foram alcançados pela extinção da punibilidade em virtude da prescrição da pretensão punitiva“, diz trecho da manifestação da PGR. 

VIVALDO COSTA VOLTA À AL/RN PARA SEU 14º MANDATO NA PRÓXIMA SEMANA

O Papa Jerimum, Vivaldo Costa (PV), assumirá sua cadeira na assembleia legislativa do RN pela 14ª vez.   Vivaldo Costa assumirá a vaga do en...