22 de outubro de 2021

GOVERNO JÁ ADMITE SAÍDA DE GUEDES, INCLUSIVE ‘ATIRANDO’, COMO MORO

A demissão de dois secretários e dois adjuntos do Ministério da Economia, nesta quinta (21), reforçou a expectativa de demissão do próprio Paulo Guedes. As apostas no governo são de que ele pode sair “atirando”, como o ex-ministro da Justiça Sergio Moro, acusando o governo de se render ao populismo. Ele está amuado desde sábado (16), quando o presidente Bolsonaro o chamou e disse em tom grave: “Paulo Guedes, decidi que o valor do benefício será de 500 reais por mês, no mínimo 400. Se você não gostar, paciência. A decisão está tomada”. 

 

 

LBV CONVOCA POTIGUARES EM PROL DA CAMPANHA “UM BRASIL QUE SE ALIMENTA E OUTRO QUE NÃO”

A insegurança alimentar agravou ainda mais nesse período da pandemia da Covid-19, elevando para um crescente número de famílias que vivem em situação de vulnerabilidade social.  Diante desta realidade, a Legião da Boa Vontade – LBV, não tem medido esforços no amparo às famílias impactadas socioeconomicamente pela pandemia. 



E para garantir a segurança alimentar de dezenas de famílias em Natal, a Instituição realizou na última quarta-feira, 20 de outubro, a entrega de benefícios para 70 famílias inseridas no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos da Entidade, no Bairro Dix Sept-Rosado. Cada família levou para seus lares uma cesta recheada com ingredientes necessários à mesa como arroz, feijão, óleo de soja, açúcar, macarrão, farinha de mandioca, fubá, extrato de tomate, sal e 4 litros de leite, além de uma cesta verde reforçada com frutas, legumes e verduras. 

 

Já o kit de limpeza com sabão em pedra, água sanitária, detergente, sabonete e álcool em gel 70%, somando mais de 2 toneladas em alimentos e itens de limpeza entregues. 



Para as crianças e adolescentes do serviço da LBV, Criança Futuro no Presente!, elas receberam saborosos sanduíches distribuídos pelas empresas DD Burger, Anena Pães e BomFrigo Alimentos que se mobilizaram em uma ação solidária em parceria com a LBV. Representando a hamburgueria Vanessa Muniz, falou da felicidade em oferecer um dia diferente às crianças da LBV, “esse momento enche o nosso coração de alegria e gratidão. O trabalho que vocês fazem é a certeza de que essas crianças não estão só. Parabéns”, declarou.  



Aos 43 anos, mãe de três filhos, Elaine Lima Soares, fala dos desafios que vem enfrentando junto com o esposo que não tem trabalho fixo, ela conta com a LBV na garantia da alimentação para os filhos.  A rotina alimentar foi alterada, a carne muito cara, foi substituída por alimentos processados que cabem no orçamento familiar, já que a renda familiar provém do auxílio do Governo Federal. “Quero agradecer a todos os doadores e a LBV, por sempre chegar na hora certa com a ajuda que tanto precisamos, só gratidão”, afirma.



Para que mais famílias do nosso Estado, possam ser assistidos pelas campanhas humanitárias promovidas pela Instituição no enfrentamento a fome e à Covid-19, ela conta com a sua doação.  
     
SAIBA COMO AJUDAR:     
Acesse www.lbv.org.br e doe qualquer valor. Se preferir, faça uma transferência bancária pelo PIX oficial da LBV: pix@lbv.org.br.  

EX-PM É CONDENADO A 31 ANOS DE PRISÃO POR MORTE DE PROMOTOR DE JUSTIÇA NO RN

O ex-soldado da Polícia Militar Wilson Pereira de Alencar foi condenado nesta quinta-feira (21), no fórum de Pau dos Ferros, a 31 anos e seis meses de prisão pelo assassinato do promotor de Justiça Manoel Alves Pessoa Neto. O crime aconteceu no dia 8 de novembro de 1997.

 

Ele era o único dos três acusados que ainda não havia ido a júri popular. A denúncia foi feita pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN).

 

O promotor foi assassinado dentro do próprio gabinete no fórum de Pau dos Ferros. O vigia do fórum, Orlando Mari, também morreu baleado no local.

 

O pistoleiro Edmilson Pessoa Fontes foi réu confesso do crime. Ele se entregou à polícia meses depois dos crimes e admitiu ter matado o promotor a mando do juiz da própria cidade, Francisco Pereira de Lacerda.

 

A execução foi encomendada pelo juiz, porque o promotor seria testemunha de acusação contra o magistrado numa denúncia que um advogado da cidade pretendia fazer sobre irregularidades no fórum.

 

Pelas denúncias do pistoleiro, a Justiça entendeu que a morte também foi encomendada pelo ex-PM Wilson Pereira, que era cunhado do juiz Lacerda.

 

O juiz Lacerda, que sempre jurou inocência, foi condenado a 35 anos de prisão no dia 16 de agosto de 1999. Ele já faleceu.

PAI, FILHO E PILOTO MORREM APÓS QUEDA DE AVIÃO NA BA

Três pessoas morreram após um avião cair na cidade de Barreiras, no oeste da Bahia, neste sábado (2). O acidente aconteceu em uma área de ve...