7 de março de 2020

MORTOS EM DESLIZAMENTOS SOBEM PARA 33; 45 ESTÃO DESAPARECIDOS


As buscas por desaparecidos nos deslizamentos causados pelo forte temporal que atingiu a Baixada Santista, no litoral de São Paulo, entram no 4º dia nesta sexta-feira (6). O número de mortos chegou a 33, com o resgate de uma vítima no Morro do São Bento, em Santos. Há 45 desaparecidos. Dentre os mortos, estão dois bombeiros que trabalhavam nas buscas em Guarujá. 









Por volta de 1h30 desta sexta-feira, segundo o Corpo de Bombeiros, as casas que ficam no topo do Morro do São Bento, em Santos, tinham riscos de desabamento. Após uma avaliação, um engenheiro da Prefeitura de Santos constatou que há trincas substanciais no terreno do Morro São Bento. 





De acordo com o capitão, as trincas poderiam desabar na parte onde estão sendo feitas as buscas pelas 4 vítimas da mesma família continuam desaparecidas. Esse é o local mais perigoso, segundo a corporação. As equipes tiveram que paralisar os trabalhos.

MPF É CONTRA PRESCRIÇÃO DA PENA DE CONDENADO POR 4 MORTES NO RN

O Ministério Público Federal (MPF) defendeu a rejeição do pedido de prescrição da pena de Francisco das Chagas Teixeira – vulgo "Chagas do Sabão". Ele foi preso, na última terça-feira (3), para cumprir a pena de 62 anos pela participação nos quatro homicídios que sucederam ao chamado "Roubo da Emergência", em que 94 milhões de cruzeiros foram roubados no Rio Grande do Norte.





No mesmo dia da prisão, Francisco das Chagas pediu à Justiça Federal a extinção da punibilidade e sua libertação, alegando que já estaria prescrita a possibilidade de execução da pena, já que teriam se passado mais de 20 anos entre a data do julgamento pelo Júri e a de sua prisão. 





O MPF, entretanto, ofereceu parecer pela rejeição do pedido e manutenção da prisão de Chagas. Segundo Kleber Martins, procurador da República que assina o parecer, o preso não levou em consideração as datas corretas em que a prescrição foi interrompida, com o recomeço de sua contagem. 





Em 10 de novembro de 1982 ocorreram os crimes. Em 27 de maio de 1983 foi pronunciada a sentença. O dia 29 de junho de 1999 marcou a publicação da sentença condenatória recorrível e somente em 30 de junho de 2010 ocorreu o trânsito em julgado da condenação para ambas as partes, começando a contagem do prazo para possível prescrição. Dessa forma, o procurador concluiu que não decorreram mais de 20 anos entre as datas. 





Em 10 de novembro de 1982, uma quadrilha roubou o montante de 94 milhões de cruzeiros, recurso público federal destinado ao pagamento de trabalhadores rurais inscritos no Plano de Emergência contra a Seca. O dinheiro estava sendo transportado na rodovia RN-117, entre os municípios de Caraúbas e Olho D´Água dos Borges. 




Após o roubo, parte da quadrilha assassinou um dos integrantes e outras três pessoas que se encontravam com ele, inclusive um menino de apenas quatro anos de idade. Em 8 de junho de 1999, o Tribunal do Júri da Justiça Federal considerou "Chagas do Sabão" como coautor dos assassinatos.
 


Essa é a primeira vez que Francisco das Chagas foi preso desde que participou, há mais de 37 anos, dos quatro homicídios pelos quais foi condenado.

VÍDEO MOSTRA EXATO MOMENTO QUE JARDINENSE CAPOTA CAMINHÃO NO SERIDÓ POTIGUAR

O passageiro de um caminhão conseguiu gravar um vídeo que mostra outro caminhão capotando no Seridó Potiguar. O vídeo era gravado quando chovia, mas flagrou o acidente.


 

O caminhoneiro “Netinho”, do Povoado Currais Novos, em Jardim do Seridó, vinha sentido Jardim do Seridó/Natal, quando perdeu o controle do caminhão e capotou várias vezes. O acidente aconteceu na BR 427, na Rajada. 





Apesar das várias capotadas do caminhão, o motorista foi socorrido com vida para o hospital de Carnaúba dos Dantas, e felizmente, segundo testemunhas, aparentemente o mesmo não tinha ferimentos graves.



Do Blog: Nesse período chuvoso o perigo é muito grande. Cuidado pessoa!

RONALDINHO GAÚCHO E IRMÃO SÃO DETIDOS NO PARAGUAI NO CASO DOS PASSAPORTES FALSIFICADOS


O ex-jogador Ronaldinho Gaúcho e o irmão dele, Roberto de Assis, foram detidos na noite desta sexta-feira (6) no Paraguai após prestarem depoimento à Justiça. Eles são investigados por entrarem no país com passaportes paraguaios adulterados. 




Ambos foram levados para passar a noite em uma cela da Agrupación Especializada da Polícia Nacional, uma instalação anteriormente usada como cadeia comum, mas que atualmente recebe apenas alguns presos de maior relevância. O complexo é considerado presídio de segurança máxima em Assunção.




O Ministério Público do Paraguai confirmou que pediu a prisão de Ronaldinho Gaúcho e do irmão por uso de documento público de conteúdo falso. Os dois se preparavam a voltar para o Brasil — o próprio juiz que ouviu os brasileiros havia informado que eles tinham livre circulação para retornar. 




Inicialmente, o MP paraguaio havia decidido não acusar formalmente os brasileiros por considerar que ambos "reconheceram o erro". Porém, nesta tarde, o juiz Mirko Valinotti rejeitou a recomendação dos promotores e ordenou que o caso dos dois irmãos continuasse sob investigação das autoridades paraguaias.

MILEI PROÍBE O USO DA LINGUAGEM NEUTRA NA ARGENTINA

O porta-voz da Presidência argentina, Manuel Adorni, afirmou nesta terça-feira (27) que o presidente Javier Milei decidiu proibir a linguage...