23 de julho de 2020

CIENTISTA BRASILEIRA DIZ QUE VACINA DEVE FUNCIONAR PORQUE O CORONAVÍRUS MUDA POUCO


A cientista Ester Sabino, da Faculdade de Medicina da USP, tem mapeado o quanto o novo coronavírus apresentou mudanças desde que chegou ao Brasil. Ela é uma das líderes do estudo que sequenciou 427 genomas do novo coronavírus (Sars-CoV-2) e que foi publicado nesta quinta-feira (23) na revista "Science", uma das mais importantes do mundo. Os genomas foram identificados em 21 estados do Brasil. 


 
Para ela, a publicação do estudo, divulgado no mês passado, é uma conquista. 

 

A médica explicou que o sequenciamento do vírus é importante porque assim foi possível descobrir, por exemplo, que ele sofre poucas mutações, o que facilita a produção de uma vacina.

0 comentários:

Postar um comentário