10 de abril de 2018

INFORMAÇÕES FALSAS E TROTES ATRAPALHAM INVESTIGAÇÃO EM CASO DE MENINA DESAPARECIDA NO RN

Um caso envolto de mistério vem intrigando a população de Natal e as autoridades. Yasmin Lorena, de 12 anos, está desaparecida desde o dia 28 de março, quando saiu de casa, na comunidade da África, na Zona Norte de Natal. Sua mãe teria pedido que a filha entregasse um pequeno valor em dinheiro para uma vizinha, porém, Yasmin nunca chegou ao seu destino e muito menos voltou para casa.



O caso foi transferido para a Delegacia Especial de Defesa da Criança e do Adolescente (DCA). De acordo com o assessor de imprensa da Polícia Civil, Gustavo Mariano, a polícia vem trabalhando incansavelmente em muitas linhas de investigação que trabalham diversas possíveis situações.



Cerca de 15 pessoas prestaram depoimentos oficialmente. Outras foram ouvidas informalmente em investigações nas proximidades da residência de Yasmin. Buscas são feitas constantemente por pistas que possam levar ao paradeiro da menina.



A polícia também ouviu suspeitos de relação com o desaparecimento, que estão sendo investigados, mas não podem ser detidos por não haverem provas suficientes que os acusem.



De acordo com Mariano, trotes e informações falsas que circulam nas redes sociais vem atrapalhando a investigação da polícia. “A Polícia vai atrás de todas as informações, inclusive essas que depois descobrimos que são informações falsas. ‘A menina foi vista em tal lugar’, ‘olhe, tem um corpo ali’, e a Polícia vai atrás de tudo. Toda informação é relevante”, disse o assessor.

0 comentários:

Postar um comentário