29 de outubro de 2017

DELEGADO BALEADO POR PMS APÓS SER CONFUNDIDO COM CRIMINOSO RECEBE ALTA

O delegado da Polícia Civil Marivan da Silva Souza, baleado por policiais militares após ser confundido com um criminoso, recebeu alta do hospital particular em que estava em Palmas.
 
 
 
 
 
 
 
 
Marivan da Silva Souza levou três tiros, um na mão, um na orelha e outro de raspão na cabeça. Ele perdeu parte de uma das orelhas.
 
 
 
 
Os disparos foram feitos por policiais da Companhia Independente de Operações Especiais da Polícia Militar, que estariam na cidade procurando suspeitos do assalto a um carro-forte na BR-153. Marivan da Silva Souza é o responsável pela delegacia de Colméia, também na região central do estado. O carro em que ele estava ficou com várias marcas de tiros.


 

 
 
 
 
O Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do Tocantins (Sindepol) disse que acompanha o caso e que considera que a ação foi um ato ilegal da Polícia Militar. O sindicato afirma que o delegado estava em baixa velocidade, desarmado e sozinho e que foi abordado por PMs que não se identificaram, estavam sem uniforme e em uma viatura descaracterizada.
 
 
 
 
O Sindepol disse ainda que o caso demonstra que a PM extrapolou suas funções e que aguarda a conclusão da investigação e a condenação dos responsáveis.

 

0 comentários:

Postar um comentário