23 de abril de 2009

CASA DE CULTURA TAMBÉM É ABANDONADA PELO PREFEITO DE JARDIM DO SERIDÓ


Inaugurada no dia 29 de setembro de 2006 em Jardim do Seridó pelo então prefeito Edimar Medeiros Dantas, a Casa de Cultura Popular Poeta Antonio Antídio de Azevedo, que é considerada uma das mais bonitas do Estado do Rio Grande do Norte, encontra-se com muitas dificuldades para seu funcionamento, por falta do convênio com a prefeitura municipal.

Construída no prédio onde funcionava o quartel da policia e a cadeia pública da cidade, a casa de cultura manteve sempre uma parceria entre a Fundação José Augusto e a prefeitura local, mas tudo isto é passado, pois ao assumir o município o atual prefeito cortou todas as ajudas que eram destinadas para a casa, como materiais de limpeza, água mineral, e até mesmo os servidores que lá prestavam serviços.

Hoje a casa de cultura só tem mesmo seu coordenador Antonio Ferreira Dantas Júnior “Júnhão”, que sem a ajuda dos dois ASGs, dois auxiliares, e até mesmo sem o professor de violão, todos tirados da casa pelo prefeito Jocimar Dantas, não consegue fazer a casa funcionar da maneira que nossa população merece.

Após ser procurado várias vezes para firmar a parceria, o secretário de cultura do município, como resposta, e num ato de descompromisso com nossa cultura, passou a transferir o museu da casa de cultura para o sobrado onde funciona a referida secretaria, como também a de educação, e que não oferece a estrutura compatível com a importância do mesmo.

Assim como foi fechada a Farmácia de todos por falta de um simples convênio, onde o município pagaria apenas metade do salário do servidor que lá trabalhava, resta saber quantos órgãos mais deixarão de atender a população do município de Jardim do Seridó, pelo simples de não terem sido conquistados pelo sistema político do atual prefeito.

Vale lembrar que, se for para funcionar só os órgãos ligados ao sistema político do prefeito Jocimar Dantas, só nos resta o hospital da COHAB, que tão bem foi construído pelo seu atual vice, e ex-prefeito Patrício Júnior.





7 comentários:

É simplemente um contrasenso um procedimento dessa natureza. Logo o Padre Josimar que desde a infância, passando pela adolescencia foi sempre ligado à cultura. Já deu muitas provas disso. Sempre foi muito ligado ao culto de assuntos e objetos antigos. Será que o Padre Josimar é um transformista de posições, posturas e atitudes? Ou foi o sucesso que lhe subiu à cabeça? Acho que não, pois quando a gente tem um ideal de fazer alguma coisa, principalmente pela cultura, a gente vai fundo. Isso acredito que seja o perfil dele. Agora, podem ser influências negativas das "forças ocultas", quem vêm obrigando um comportamento desse. Acho que o padre deveria conversar, dialogar com as "pseudas forças ocultas" e se posicionar firme, senão seu Governo e o seu conceito vão por água abaixo. Administrar a coisa pública, não é fácil. É uma faca de dois gumes. Tem que existir muita habilidade, coerência e saber conciliar. Isso como padreéle sabe. Essas ditas "forças ocultas" têm que entender que a casa da cultura, porque foi instalada pelo Dr. Edimar", não deve ser esquecida, isso é pensamento de algum insano. A Casa da cultura é da cidade de Jardim do Seridó. É do povo de Jardim do Seridó, que é realmente o dono da cidade. Josimar, embora bem instruido, talvez não saiba ainda que quem derrubou o Governo do Presidente Jânio Quadros, foram as famosas "Forças Ocultas". É bom que ele pense nisso e reflita. Deixo aqui um recado para ele: padre Josimar, cultura é povo, é o dia-a-dia de uma comunidade, através dos séculos. Repense, reexamine e mude sua decisão quanto ao abandono dessa casa do povo, cuja condução, manutenção e incentivo tem que estar na sua agenda de prioridades. Peça ao seu Secretário de Cultura o Dr. José Renato, que cuide dela com carinho. existe até um ditado comezinho: "se você como administrador, tem amor a sua terra e desfruta de boa convivência com seus munícípes, incentive a cultura.......

Também para quê? ficar nos andares sentados olhando para rua como de costume os que prestavam serviço nesta instituição no anos passados.

PAULINHO, CRIATURA AGORA PRÁ SE COLOCAR FUNCIONÁRIO NESTA CASA DE CULTURA TEM QUE MOSTRAR SERVIÇO, PELO MENOS DO PROFESSOR DE VIOLÃO NÃO SEI, MAS OS OUTROS QUE AÍ TRABALHAVAM COMO O FILHO DE UM CERTO BACURAU DAQUI DE JARDIM SÓ SE VIA ELE NA AVENIDA OLHANDO QUEM PASSAVA PARA O ALTO BELA VISTA. POR CERTO ERA CONTANDO OS CARROS E AS PESSOAS QUE ALÍ PASSAVAM. E TEM MAIS ALÉM DE GANHAR SEM FAZER NADA VOTOU CONTRA O DR. QUE SUA MÃE ATÉ EMPREGO DE COORDENAÇÃO FOI AGRACIADA.

E com certeza será mais um dos prédios públicos desse município, que terá sua energia TAMBÉM cortada...k,k,k,k,k... E o mais interessante é que foram para o matadouro tirarem fotos para uma sonhada reforma?!

já sei, vão dizer que a casa de cultura está fechada para balanço.

é mais se cortar a conta é dona vilma, aí é estadual não federal.

Esse abandono dado à Casa da Cultura de Jardim do Seridó, foi autorizado pelas chamadas "forças ocultas" que atualmente predominam em Jardim do Seridó. Chô Satanáz!!!!!!!!!!!!

Postar um comentário