19 de abril de 2022

OPERAÇÃO DA PF, COM APOIO DA POLÍCIA CIVIL, POLÍCIA MILITAR E FT-SUSP COMBATE ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA ESPECIALIZADA NO TRÁFICO DE DROGAS E LAVAGEM DE CAPITAIS

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira, (19), em conjunto com a Polícia Civil, Polícia Militar e Força-Tarefa de Segurança Pública SUSP, a Operação Veios, visando dar cumprimento a treze mandados de prisão preventiva e vinte e dois mandados de busca e apreensão expedidos pelo Poder Judiciário do Estado do Rio Grande do Norte. As ordens judiciais estão sendo cumpridas nos municípios de Natal/RN, Parnamirim/RN, João Pessoa/PB e Recife/PE.

 


A investigação, iniciada no final do ano de 2021, objetiva desarticular organização criminosa especializada no tráfico interestadual de drogas e lavagem de capitais que atuava principalmente na região metropolitana de Natal/RN, utilizando como base a comunidade de “Mãe Luiza”.

 


Durante as investigações, foram identificadas as principais lideranças da facção criminosa que domina o tráfico de entorpecentes e de armas naquela localidade, valendo-se de pontos de armazenamento e comércio da substância ilícita, bem como a criação de uma rede estruturada de pessoas voltadas para a traficância. Assim, além dos chefes do grupo, serão responsabilizados, também, os fornecedores e distribuidores da droga.

 


Nesse ponto, a cúpula da organização criminosa, instalada em João Pessoa/PB, adquiriu, tanto naquele estado, quanto no Rio Grande do Norte, diversos bens móveis e imóveis com os lucros obtidos através da atividade ilícita, os quais tiveram sua origem e propriedade ocultados e dissimulados.

 


Os presos nesta operação serão encaminhados para as sedes da Polícia Federal no Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco e responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de integrar organização criminosa (artigo 2º da Lei nº 12.850/2013), tráfico de drogas (art. 33 da Lei n.º  11.343/2006) e lavagem de dinheiro (art. 1º da Lei n.º 9.613/1998), dentre outros em apuração.



0 comentários:

Postar um comentário