5 de junho de 2020

REPRESENTANTES DE PRAÇAS DA PM DO RN DECLARAM APOIO AOS ALUNOS QUE RECEBERAM AUXÍLIO EMERGENCIAL

As entidades representativas de praças da Polícia e Bombeiro Militar do Rio Grande do Norte declararam apoio aos alunos/soldados que receberam o auxílio emergencial de R$ 600, pago pelo governo federal em razão da pandemia do novo coronavírus.





A corporação afirmou estar investigando 252 alunos que receberam o benefício.  "Resta saber se o cadastro foi deliberado, se cada um fez por conta e risco, ou se o foram vítimas de alguma fraude", ponderou o tenente-coronel Eduardo Franco. Caso fique provada má-fé, o aluno deve responder administrativamente. A punição vai de detenção à exclusão.




No entanto, nesta quinta (4), sete associações publicaram nota conjunta com a justificativa de que alguns alunos já estavam cadastrados em programas assistenciais e, portanto, se enquadram nos requisitos para recebimento do auxílio. 





Além disso, a nota informa que Polícia Militar do estado é remunerada por subsídio, e que na tabela da lei que instituiu essa remuneração não existe a figura do aluno/soldado. Isso acontece porque, segundo as entidades, eles não recebem subsídio, mas sim uma bolsa no valor de um salário mínimo (R$ 1.045).




Os representantes também afirmaram que oferecerão auxílio jurídico aos alunos.



0 comentários:

Postar um comentário