6 de julho de 2019

COMERCIANTE PARAIBANO É CONDENADO A PRISÃO POR TRANCAR FUNCIONÁRIA EM LOJA POR DÍVIDA

Um homem foi condenado a um ano e três meses de detenção, por ter trancado dentro da loja dele uma funcionária, com o objetivo de cobrar uma dívida, conforme divulgado pelo Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB). O caso aconteceu em 2016, no município de Jericó, no Sertão paraibano. A sentença - pelos crimes de cárcere privado, lesão corporal e ameaça - foi da 3ª Vara Mista, em Catolé do Rocha. 




De acordo com o TJ, a denúncia do Ministério Público Estadual aponta que, no momento em que a mulher foi até a porta do estabelecimento para tentar sair, o proprietário a agrediu, puxou pelo braço e a empurrou para que ficasse sentada. Em seguida, ela pegou o celular, mas foi contida pelo patrão, que puxou a bolsa e pegou o aparelho. 




A vítima declarou, em depoimento, segundo o Tribunal, que o acusado era o patrão dela. A funcionária contou que o homem afirmou que, caso ela não pagasse a dívida, ele a expulsaria da cidade, chegando a ameaçar bater nela. Ela explicou ainda que pedia para sair da loja, mas era impedida. 




Já o condenado negou, durante o interrogatório, ter ameaçado ou machucado a vítima. Contudo, conforme o Tribunal, posteriormente ele confessou ter dito que a mulher merecia ser expulsa da cidade, além de tê-la impedido de sair da loja. Entretanto, negou ter ficado com o celular dela. 




Na decisão, o juiz Renato Levi Dantas Jales pontuou que provas confirmaram a versão da funcionária e mostram que o homem trancou a porta da loja, fazendo com que ela permanecesse no local por cerca de 40 minutos. Entretanto, ele ainda pode recorrer da decisão.



Fonte: G1/PB.

0 comentários:

Postar um comentário