2 de junho de 2022

OPERÁRIOS ESTÃO PRESOS APÓS EXPLOSÃO INTERDITAR SAÍDA DE MINA NA COLÔMBIA

Desde segunda-feira (30) há 14 operários presos em uma mina de carvão na cidade de Zulia, na Colômbia, porque uma explosão interditou a saída do local. O acidente foi causado pelo acúmulo de gases.

 

O governo tenta retirar os trabalhadores do local. "Avançamos 70% em termos de distância do ponto onde se presume que estavam os trabalhadores", disse Catalina Gheorghe, que lidera a operação de buscas da estatal Agência Nacional de Mineração (ANM).

 

Quase 50 socorristas tentam descer cerca de 200 metros debaixo da terra para encontrar os mineiros que ficaram presos. Gheorghe avalia que vão chegar na quinta-feira.

 

"Estamos buscando pessoas com a esperança de que estejam vivas. Mas foi uma explosão muito forte na qual houve altas temperaturas, pressões muito altas e elevadas concentrações de monóxido de carbono", disse a encarregada do resgate.

 

As causas do acidente ainda são investigadas. Por enquanto, a principal hipótese é a de que a concentração de metano no interior da mina provocou a explosão, um incêndio posterior e um desmoronamento, segundo Jhon Olivares, secretário de minas de Norte de Santander, departamento onde fica a cidade de El Zulia.

 

Um dos trabalhadores que estava fora do buraco na hora do acidente morreu nesta quarta-feira com queimaduras graves. A vítima era a pessoa encarregada de puxar os vagões que vêm do interior carregados de carvão.

 

"A explosão e as chamas da entrada da mina" chegaram até a torre externa, disse Olivares.

0 comentários:

Postar um comentário