29 de novembro de 2021

ENCONTRO DE INFORMÁTICA DURANTE UNALE DESTACA FLUXO DE PROCESSOS NAS CASAS LEGISLATIVAS

Os servidores da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte participaram do Encontro Nacional de Informática Aplicada ao Legislativo. Durante o encontro, foi debatido o fluxo dos processos legislativos e o que pode ser feito para dinamizar ainda mais o trâmite. 

 

O Analista de Sistemas da Diretoria de Gestão Tecnológica da ALRN, Zenon Sabino, destacou que o debate é "fundamental para a dinâmica dos processos fazendo com que eles cheguem mais rápido e com autonomia aos servidores, gabinetes e aos deputados". 

 

Jorge Azevedo, que também é analista de sistemas e participou do encontro, disse que  "essa é uma forma de compartilhar experiências e conhecimento, para levar melhorias no âmbito tecnológico, que possam auxiliar nas rotinas da Casa". 

 

A Assembleia Potiguar contribui com essa autonomia através do sistema e-Legis, desenvolvido pela equipe de TI da Casa e um exemplo de projeto bem-sucedido, com os módulos Administrativo, Gabinete e Plenário. 

 

O primeiro é responsável por tarefas relacionadas aos cadastros iniciais, controle de acesso, gerência de processos e reuniões, além de outras atividades administrativas do fluxo processual. O módulo gabinete, destinado aos gabinetes parlamentares, permite a elaboração de proposições, acompanhamento dos fluxos processuais e controle das subscrições e por fim, o módulo plenário permite o acompanhamento das presenças, votações e deliberações em tempo real durante as reuniões parlamentares. 

 

O e-Legis carrega consigo pilares da gestão moderna como Produtividade, Sustentabilidade e Economia. 

 

A deputada e presidente da Unale, Ivana Bastos, também se fez presente no evento e falou sobre a importância da TI durante a pandemia. "Tem sido uma área de grande relevância para continuidade dos trabalhos da Assembleia durante todo o período de isolamento social, tanto é que os três concorrentes ao prêmio de gestão da Assembleia Cidadã, são oriundos da área de TI",  destacou a deputada. 

 

Para Luciana Lourenço, da Diretoria de Políticas Complementares, que também participou do painel, "o encontro propõe soluções de problemáticas na área tecnológica que podem ser salutares em todo o âmbito de atuação dos processos administrativos nas Casas Legislativas". 

 

Outro assunto que chamou a atenção durante o debate foi a necessidade de fixação de procedimentos para eventual descarte dos documentos criados, assim que finalizado o objetivo ensejador da matéria.

 

"Foram apresentadas as medidas necessárias à Gestão Arquivística de Documentos, com o estabelecimento de Planos de Conservação para a Guarda Permanente. Além de criação de uma Tabela de temporalidade para cada documento o que é de fundamental importância", disse Gustavo Brito, coordenador de Suporte Legislativo da Assembleia Legislativa do RN que representou a secretária Legislativa Tatiana Mendes Cunha. 

 

Também participaram do encontro de informática, os servidores da ALRN Samya Bastos, Luciano Farias, Vinícius Marques, Leopoldo André e Andrea Félix.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MILEI PROÍBE O USO DA LINGUAGEM NEUTRA NA ARGENTINA

O porta-voz da Presidência argentina, Manuel Adorni, afirmou nesta terça-feira (27) que o presidente Javier Milei decidiu proibir a linguage...