31 de janeiro de 2020

GOVERNO E CABOS E SOLDADOS DA PM ENTRAM EM ACORDO PARA MUDANÇA EM LEGISLAÇÃO


O Governo do Estado acatou solicitação da Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar (ACS) para enviar à Assembleia Legislativa um projeto de lei alterando a Lei aprovada em dezembro que prevê redução de interstício apenas para os quadros atuais, deixando de fora os novos militares. A reunião ocorreu na tarde desta sexta-feira (31) entre o secretário-chefe do Gabinete Civil, Raimundo Alves, o comandante geral da Polícia Militar, coronel Alarico Azevedo, e representantes da ACS.










Com relação à atual legislação, todas as vantagens e redução dos interstícios não foram previstas para os novos Policiais Militares. Com isso, o Governo vai mandar para a Assembleia um projeto de lei estendendo para todos os egressos da carreira.




MULHERES


Durante a reunião também foi abordado o fim do limite de vagas do quadro feminino que existe atualmente na PM, proposta já apresentada pela deputada estadual Isolda Dantas (PT) à governadora Fátima Bezerra. Desde 1990 existe o quadro feminino que limita o número de mulheres na PM. A partir da aprovação do projeto que será enviado à Assembleia Legislativa no início dos trabalhos da Casa, passará a vigorar quadro único na carreira, garantindo igualdade entre homens e mulheres.




De acordo com o coronel Alarico, existe um número máximo de vagas na PM destinado às mulheres. “Não há necessidade de termos um quadro masculino e um feminino. As mulheres exercem as mesmas funções dos homens e essa diferenciação está totalmente ultrapassada, precisamos nos modernizar nessa questão”, afirmou.

0 comentários:

Postar um comentário