12 de março de 2019

MP DIZ QUE PM MATOU MARIELLE POR REPULSA ÀS CAUSAS DELA, MAS NÃO DESCARTA CRIME ENCOMENDADO


O Ministério Público disse na tarde desta terça-feira (12) que a vereadora Marielle Franco foi morta por causa de uma "repulsa" do atirador Ronnie Lessa a sua atuação política em defesa de causas voltadas para as minorias. O PM reformado Ronnie foi apontado pela força-tarefa como o atirador.









Essa motivação não inviabiliza, segundo as promotoras, um possível mando do crime. As investigações seguem em sigilo justamente para identificar se alguém eventualmente tenha encomendado a morte de Marielle. 




"Todos os autos de investigação nos autorizam a hoje a afirmar e a colocar e a imputar aos dois denunciados a motivação torpe, decorrente de uma (...) repulsa, de uma reação de Ronnie Lessa à atuação política de Marielle na defesa de suas causas", disse Simone Sibílio , promotora de Justiça e coordenadora do Gaeco. Entre essas causas estão a defesa de "minorias, mulheres negras, LGBT, entre outras". 



Fonte e foto: G1.

0 comentários:

Postar um comentário