3 de dezembro de 2018

II TRIBUTO A JAIME DE MEDEIROS BRITO ACONTECE A PARTIR DESTA SEGUNDA EM JARDIM DO SERIDÓ

O Encontro de Bandas Filarmônicas em Jardim do Seridó que terá início hoje 03 de Dezembro e transcorrerá até o dia 06 do mesmo, é uma justa homenagem a um dos grandes Maestros que fizeram a história da Banda Euterpe Jardinense e consequentemente do Seridó. Neste pequeno texto mostraremos um pouco da história deste grande homem.






 


Jaime de Medeiros Brito nasceu em Jardim do Seridó no dia 1° de Março de 1922, filho do casal conhecido da cidade, o Sr. José de Medeiros Brito e a Sra. Francisca de Medeiros Brito (popularmente conhecida por Chiquinha Brito). Sempre teve incentivo para estudar, e por sua vez, começou seus estudos no Grupo Escolar Antônio de Azevedo tendo terminado no ano de 1937.





Seu gosto musical também foi incentivado desde cedo (SOBRINHO, 2005), e mesmo com a morte prematura de seu pai e com a demanda tida nas ajudas pedidas por sua mãe na condução do Hotel que os mesmos tinham e eram a fonte de renda maior, este aprendeu suas primeiras notas musicais muito cedo, tendo tido como maior incentivador o então Maestro da Banda Euterpe, o Sr. Minervino de Oliveira e Silva (este foi o 16° Maestro da Banda).





Em 1941 o jovem músico começou ainda mais a se dedicar as notas musicais sendo este período o divisor de águas na vida do jovem que já dava seus primeiros passos rumo a maestria. Neste mesmo período fruto de seu amor jovem por uma moça chamada Anitta Costa, Jaime Brito (como ficou conhecido) compôs sua primeira valsa que recebe o nome daquela que ele desposaria 3 anos depois, exatamente no dia 13 de Maio de 1944.





Foi convocado pelo Exército Nacional para servir ainda no período da grande II Guerra Mundial, e sendo bom soldado se destacou ainda mais na música, passando pelas graduações de 3° Sargento, 2° Sargento e em fim, 1° Sargento músico em 1948. O tempo foi passando e entre idas e vindas do Rio de Janeiro para Natal, Jaime Brito fixa morada na capital potiguar e nesse período é convidado para ficar a frente da Banda Euterpe Jardinense, esse período segundo (AZEVEDO, 1988) foi em 1971, porém (SOBRINHO, 2005) cita a data de 1973 como o início da Maestria de Jaime Brito no comando da Banda Euterpe.



Texto: Gabriel Santos.

0 comentários:

Postar um comentário