7 de maio de 2018

HELICÓPTERO QUE CAIU COM NOIVA NÃO TINHA LICENÇA PARA TÁXI AÉREO

O helicóptero que transportava uma noiva e caiu em Vinhedo (SP) no fim de semana não tinha autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para pousar no local do evento, um espaço com um castelo cenográfico em um bairro de chácaras no município. De acordo com o órgão, a empresa também não tinha licença para usar a aeronave em atividade remunerada. 








"A empresa envolvida na operação da aeronave não detinha autorização para realizar a atividade de táxi-aéreo nem obteve autorização prévia, com antecedência mínima de 30 dias, para pousar no local do evento, que não é homologado para pousos.




A Anac informou que abriu processo administrativo contra a empresa que, além de eventual sanção administrativa, pode provocar "denúncia ao Ministério Público e à Polícia para que sejam tomadas medidas no âmbito criminal". 




Em nota, o órgão federal explica que "de acordo com o Regulamento Brasileiro de Homologação Aeronáutica (RBHA) nº 91, para manobras em que haja a possibilidade de pessoas (público) próximas à área não homologada ou não registrada, é necessário solicitar autorização da ANAC para o pouso eventual de helicóptero."

0 comentários:

Postar um comentário