11 de setembro de 2017

PRESOS, JOESLEY E SAUD SERÃO TRANSFERIDOS PARA BRASÍLIA NESTA SEGUNDA-FEIRA, (11)

O empresário Joesley Batista, um dos donos do grupo J&F, e o executivo da empresa Ricardo Saud deverão ser levados de São Paulo para Brasília nesta segunda-feira (11) pela Polícia Federal. Eles estão presos desde o início da tarde de domingo (10) na sede da PF em São Paulo, onde passaram a noite.
 
 
 
 
 
 
 
Presos por ordem do ministro Edson Fachin e a pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, Joesley e Saud deverão viajar em um avião da PF e prestar depoimento em Brasília. Eles também devem fazer exame de corpo de delito para verificar em que condições foram detidos e permaneceram encarcerados em São Paulo.
 
 
 
 
 
Como Fachin determinou a prisão temporária dos dois, eles devem permanecer detidos ao menos por mais quatro dias em Brasília. No decreto, o ministro determinou que a prisão ocorresse com "máxima discrição e com a menor ostensividade", de modo a preservar a imagem dos executivos. Também recomendou que eles não usassem algemas, por não se tratarem de "indivíduos perigosos".
 
 
 
 
As prisões temporárias (com prazo de cinco dias no total) ainda poderão ser convertidas em preventivas (com duração indeterminada).
 
 
 
 
 
A defesa de Joesley e Saud considera a prisão desnecessária, alegando que eles "cumpriram rigorosamente tudo o que lhes era imposto" desde a assinatura da delação.

0 comentários:

Postar um comentário