14 de setembro de 2017

“LULA” LEVA CARÃO POR TRATAR PROCURADORA DE “QUERIDA” DURANTE DEPOIMENTO

O depoimento do ex-presidente Lula já passava da uma hora de duração na tarde desta quarta-feira, 13. Ao responder a uma pergunta da procuradora da Isabel Groba, o petista se referiu a ela como 'querida'.







 
 
"Não sei, querida, não sei", disse.
 

 
 
A procuradora pediu que Lula não se dirigisse a ela nestes termos. "Pediria que o sr ex-presidente se referisse ao membro do Ministério Público pelo tratamento protocolar devido."

 
 
 
Lula perguntou. "Como seria, Dra.?".

 
 
 
Moro, então, interrompeu. "Sr. ex-presidente, peço escusas, não percebi isso de maneira tão clara. Sei que o sr ex-presidente não tem nenhuma intenção negativa em utilizar esse termo 'querida', mas peço que não utilize. Pode chamar de Dra., Sra. procuradora, perfeito?".
 
 
 
 
"Tá bem", disse Lula.

0 comentários:

Postar um comentário