7 de setembro de 2017

DILMA ACUSA PALOCCI DE MENTIR 'PARA SE LIVRAR DA PRISÃO'

A ex-presidente Dilma Rousseff afirmou que o ex-ministro Antônio Palocci mentiu durante o depoimento que prestou ao juiz Sérgio Moro, na quarta-feira (6). Em uma nota enviada nesta quinta-feira (7) à imprensa, ela disse que jamais atuou para favorecer a Odebrecht na concessão de aeroportos, tampouco se reuniu com o ex-presidente Lula para falar sobre benefícios à empresa.
 
 
 
 
 
 
 
 
Durante cerca de duas horas de depoimento, Palocci afirmou que a Odebrecht tinha uma relação fluida com os governos petistas de Lula e Dilma. Segundo o ex-ministro, a relação entre a empresa e o governo federal era mantida a base de propinas.
 
 
 
 
Ele também afirmou que no fim do segundo mandato de Lula, Emilio Odebrecht ofereceu ao petista um pacote de benefícios, que incluia uma conta de R$ 300 milhões para gastos pessoais e partidários e também alguns imóveis. De acordo com Palocci, Dilma foi informada sobre o relacionamento da empresa com o governo durante uma reunião com Lula. Na nota, Dilma diz que o encontro nunca ocorreu.
 
 
 
 
Para exemplificar esse relacionamento e a troca de benefícios, Palocci teria dito que o governo beneficiou a Odebrecht na licitação para a concessão do Aeroporto Internacional Tom Jobim, conhecido como Galeão, no Rio de Janeiro. Segundo ele, a inclusão de uma cláusula que proibia a participação das empresas envolvidas no consórcio que passou a operar no Aeroporto de Guarulhos abria caminho para a entrada da Odebrecht no Rio de Janeiro.

0 comentários:

Postar um comentário