11 de setembro de 2020

HOSPITAL É CONDENADO A INDENIZAR EM R$ 200 MIL FAMÍLIA DE HOMEM QUE MORREU 1 HORA APÓS ALTA

Um hospital particular de Santos, no litoral de São Paulo, foi condenado a indenizar uma família por erro médico, que causou a morte de um homem de 41 anos, uma hora após a alta. A indenização foi determinada pela Justiça nesta semana, após a perícia constatar que Rodrigo Nicolau Souza Ribeiro dos Santos estava recebendo metade da dose diária de medicamento recomendada.

 

 

Segundo o advogado da família, a internação aconteceu no fim de janeiro de 2019. O paciente deu entrada no dia 29, por conta de um infarto, e ficou até o dia 5 de fevereiro, quando teve alta. 

 

 

Após a morte inesperada, o advogado relata que a família solicitou o prontuário médico ao hospital, e na perícia, foi constatado que os medicamentos aplicados no paciente foram em dosagem inferior ao necessário. Como Rodrigo era responsável pelo sustento da família e tinha um filho de apenas 6 meses na época, foi decidido que, além de uma indenização, eles deveriam receber uma pensão mensal. 

 

 

O hospital deverá pagar uma pensão no valor de um salário mínimo à esposa, até a data em que o marido completaria 65 anos, e ao filho, até seus 24 anos, além do valor da indenização por danos morais, fixado em R$ 100 mil para cada um deles. 

 

Fonte: G1/Santos-SP.

0 comentários:

Postar um comentário