4 de abril de 2020

MP INVESTIGA CONTRATO DO HOSPITAL DE CAMPANHA NA ARENA DAS DUNAS

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) abriu inquérito civil nesta quinta-feira (2) para apurar o processo de contrato emergencial feito pelo Governo do Estado, com valor total de R$ 37,1 milhões, para que uma Organização Social (OS) administre o hospital de campanha que será contratado na Arena das Dunas. 





A estrutura vai atender pacientes acometidos com a Covid-19. A investigação será feita pela promotora da Saúde, Iara Maria Pinheiro de Albuquerque, que vai requisitar informações do contrato que será firmado entre o governo estadual e a organização que fi cará encarregada de administrar o hospital de campanha. O Governo do Rio Grande do Norte define nesta quinta-feira (3), apenas dois dias depois de lançar a chamada pública, a Organização Social (OS) responsável pelo hospital de campanha que será montado na Arena das Dunas. 





A estrutura terá 100 leitos e 663 profissionais da área de saúde atuando. O valor global de todo o contrato, durante período de 180 dias, será de R$ 37,1 milhões. Os leitos serão montados na área interna da Arena das Dunas até o fim deste mês de abril. Os serviços serão distribuídos nas áreas da Arena Tour, Zona Mista e de Hospitalidade. Só de médicos serão contratados 244 profissionais. 





A contratação de OS também é alvo de questionamentos pelo Ministério Público do Ceará. A investigação é sobre a instalação de um hospital de campanha no Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza. A Secretaria de Saúde de Fortaleza (SMS) vai contratar uma Organização Social para gerir o equipamento, a despeito da expansão da rede já existente. O contrato global está estimado em cerca de R$ 80 milhões. 




Do Blog: Já imaginaram se esses mais de 37 milhões fossem gastos em hospitais já existentes? Depois ficaria para atendimento à nossa população.  

0 comentários:

Postar um comentário