19 de março de 2020

PF DIZ QUE HÁ PROVAS DE QUE AÉCIO RECEBEU MAIS DE R$ 64 MILHÕES EM PROPINA


A Polícia Federal informou ao Supremo Tribunal Federal (STF) que encontrou "elementos concretos e relevantes" indicando que o deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) recebeu, enquanto governador de Minas Gerais e senador da República, R$ 64.990.324,00 em "contribuições indevidas" – ou seja, propina ou caixa dois (dinheiro usado na eleição e não declarado). 




O documento foi apresentado na última segunda-feira (16) e tornado público no sistema do STF nesta quarta (18). 




Segundo a PF, há "elementos probatórios concretos de autoria e materialidade para se atestar que estão presentes indícios suficientes" de que Aécio recebeu os valores entre 2008 e 2011. Parte da quantia teria sido entregue fora do período eleitoral. 




O documento classifica a conduta nos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Caberá à Procuradoria-Geral da República (PGR) decidir se Aécio será, ou não, denunciado pelos crimes.

0 comentários:

Postar um comentário