6 de setembro de 2019

MP PROÍBE CAPEAMENTO ASFÁLTICO NO CENTRO HISTÓRICO DE JARDIM DO SERIDÓ

O prefeito de Jardim do Seridó, município distante 247km de Natal, deve se abster de realizar qualquer contrato para a realização do capeamento asfáltico do Centro Histórico da cidade, bem como dar início a qualquer obra que modifique o entorno dos prédios históricos. Foi o que recomendou o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), em ato publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira (5).
 
 
 
 
 
A região conta com imóvel tombado pelo Patrimônio Histórico Estadual, denominado “Sobrado Padre Justino”, além de outros prédios de valor histórico para o Município de Jardim do Seridó, como a Escola Estadual Antônio de Azevedo e a Matriz de Nossa Senhora da Conceição. De acordo com o Município, uma das justificativas para o capeamento asfáltico e sinalização viária seria proporcionar um local mais propício para o tráfego de veículos, como também para realização de eventos.
 
 
 
 
 
O gestor tem 10 dias para informar à Promotoria de Justiça da comarca sobre as providências adotadas, sob pena de serem tomadas todas as medidas legais cabíveis, inclusive a propositura de ações judiciais em defesa do patrimônio histórico.
 
 
 
 
Na recomendação, o MPRN cita a abertura de processo licitatório, destinado à contratação de empresa especializada para o capeamento asfáltico e sinalização viária de ruas do centro do Município de Jardim do Seridó, mais precisamente, trechos da Rua Padre Justino, Rua Dr. Felinto Elísio, Praça Dr. José Augusto, Rua Presidente Vargas e Travessa Luiz Magalhães.
 
 
 
 
Do Blog: O quê tem haver pavimentação com prédios históricos? Será que o calçamento também é tombado? Essa eu não entendi! 

3 comentários:

A politicagem em Jardim do Seridó é uma das mais retrógadas do estado. Sabemos que os motivos do MPRN com tal decisão não atendem à população, mas a interesses escusos e de pessoas que se opõem à administração do prefeito Amazan. O mesmo ocorre em Natal com o antigo Hotel Reis Magos, hoje em ruínas, mas que o MPRN insiste em impedir que a iniciativa privada erga um equipamento moderno que venha a servir aos potiguares. Até quando Jardim do Seridó vai conviver com essa cegueira, em nome de interesses particulares e uma paixão política insana e que beira o rídiculo.

Boa noite Paulinho!!!! porque quando tem alguém querendo melhorar nossa cidade não deixam?

Jardim do Seridó, infelizmente, jamais caminhará rumo ao progresso enquanto o fanatismo político estiver no domínio das rédeas.

Postar um comentário