28 de setembro de 2017

APÓS CÂMARA REDUZIR, “TAXA DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA” NÃO COBRE CONTA DA ILUMINAÇÃO PÚBLICA DE JARDIM DO SERIDÓ

A atual administração pública de Jardim do Seridó, vem sofrendo as consequências do “antes e o depois” , em relação ao pagamento da iluminação pública, que durante parte da gestão de ex-prefeito Jocimar Dantas, era totalmente paga com o dinheiro arrecadado pela “Taxa de Iluminação Pública”, criada pela câmara municipal, e ainda sobrava dinheiro, mas que agora não é insuficiente nem para cobrir a “conta de luz”.
 
 
 
 
Com as constantes quedas do FPM, e com a redução do percentual de cobrança da referida taxa, aprovada na câmara, o município ainda tem pagar mais de R$ 3 mil mensais para completar os mais de R$ 21 mil da conta da iluminação pública, já que a arrecadação é de R$ 18 mil, quando antes, o dinheiro arrecadado era suficiente, e ainda sobrava para manutenção na rede de iluminação pública.
 
 
 
 
 
Ademais, o município ainda tem uma despesa mensal de energia elétrica em prédios públicos em torno de R$ 18 mil, que somado aos mais de R$ 3 mil excedente da iluminação pública, chega à mais de R$ 21 mensais. “É preciso que a população saiba da verdade, pois nosso esforço é grande perante tamanhas dificuldades. Antes sobrava dinheiro da CIP, agora não dá para pagar a iluminação pública.”, explicou o prefeito Amazan Silva.
 
 

0 comentários:

Postar um comentário