10 de dezembro de 2016

'BLOQUEADORES DE CELULAR FUNCIONAM', DIZEM PRESOS DE ALCAÇUZ

Em conversa de WhatsApp, preso diz que só consegue usar o celular quando os bloqueadores estão desligados (Foto: Reprodução/WhatsApp)
Ligados desde a quarta-feira (7), os bloqueadores de sinais de celular instalados na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, maior presídio do Rio Grande do Norte, de fato estão impedindo a comunicação dos presos. E quem garante isso são os próprios detentos. Como o equipamento ainda está em fase de testes, em alguns momentos os bloqueadores precisam ser desligados. É nesta hora que os internos aproveitam para trocar mensagens.
 
 
 
 
Em uma troca de mensagens pelo WhatsApp, alguém pergunta a um preso se o equipamento realmente funciona. “Meu fi esses bloqueadores de funcionando não é?” (SIC), questiona a pessoa, que aparentemente está do lado de fora do presídio. “Mano funciona sim. Mas eles estão desligando de vez enquanto. De ontem pra hoje estava desligado. Não tava pegando desde ontem anoite Mano. Veio pegar agora anoite” (SIC), responde o detento.
 
 
 
Os celulares também são usados para o envio de mensagens de áudio. Em uma dessas gravações, um outro detento debocha do Estado. “É só pro governo gastar dinheiro mesmo, parceiro. Porque eles desliga, e depois… desde ontem que não funciona, aí hoje já vai bem com uma hora que tá funcionando tudo. Já faz uma hora que tá funcionando tudo, ó!” (SIC), relata o preso.
 
 
 
 
 
Secretário de Justiça e da Cidadania, Wallber Virgolino confirmou a necessidade de os bloqueadores passarem por ajustes nesta fase inicial de implantação, e que também sabe da existência de aparelhos celulares dentro da penitenciária. Contudo, ele afirmou que ainda nesta sexta-feira (9) será feita uma revista minuciosa em busca de telefones. “Vamos fazer uma operação para pegar esses celulares. Vamos intensificar as revistas não apenas em Alcaçuz, mas em todas as unidades”, garantiu. 

0 comentários:

Postar um comentário