20 de fevereiro de 2024

‘COMO OUSA COMPARAR ISRAEL A HITLER?’, DIZ CHANCELER SOBRE LULA

Declarado persona non grata em território israelense por causa de sua declaração antissemita contra o Estado de Israel, no domingo (18), o presidente Lula (PT) voltou a ser cobrado por uma retratação, nesta terça-feira (20), pelo ministro israelense de Relações Exteriores, Israel Katz. Em seu perfil do X, o chanceler reagiu à crítica do governo petista por ter usado o idioma hebraico na reprimenda ao Brasil, e disse, em português, que a comparação feita pelo presidente brasileiro entre a guerra de Israel contra terroristas do Hamas na Faixa de Gaza e o Holocausto nazista é “promíscua, delirante e um cuspe no rosto de judeus brasileiros”. 

 

Presidente do Brasil @LulaOficial, Milhões de judeus em todo o mundo estão à espera do seu pedido de desculpas. Como ousa comparar Israel a Hitler?”, escreveu o chanceler israelense, marcando o perfil oficial de Lula.

 

A mensagem prossegue citando o que o regime nazista de Adolf Hitler fez, ao matar seis milhões de judeus, na 2ª Guerra Mundial, na Europa. E provocou o petista sobre não ser tarde para aprender história e pedir desculpas, citando que o ditador alemão levou milhões de judeus para guetos, roubou suas propriedades, os escravizou e, depois, com brutalidade sem fim, começou a assassiná-los sistematicamente. “Primeiro com tiros, depois com gás. Uma indústria de extermínio de judeus, de forma ordeira e cruel”, relatou. 

 

O chanceler destacou que Israel faz, em Gaza, o contrário do que Lula disse sobre a reação do governo de Benjamin Netanyahu à invasão do território israelense por terroristas do Hamas, que mataram 1,4 mil civis em 7 de outubro de 2023.

 

“Israel embarcou numa guerra defensiva contra os novos nazistas que assassinaram qualquer judeu que viam pela frente. Não importava para eles se eram idosos, bebês, deficientes. Eles assassinaram uma garota em uma cadeira de rodas. Eles sequestraram bebês. Se não tivéssemos um exército, eles teriam assassinado mais dezenas de milhares”, diz o ministro Israel Katz. 

 

E conclui sua mensagem reforçando a reprimenda contra o presidente Lula: “Que vergonha. Sua comparação é promíscua, delirante. Vergonha para o Brasil e um cuspe no rosto dos judeus brasileiros. Ainda não é tarde para aprender História e pedir desculpas. Até então – continuará sendo persona non grata em Israel!”.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BAIRROS E COMUNIDADES DE MUNICÍPIO DO INTERIOR DO RN SEGUEM ILHADOS

Bairros e comunidade de Ipanguaçu, município na Região Oeste, permanecem com as ruas e casas alagadas mais de 10 dias após as fortes chuvas ...