27 de outubro de 2022

MORAES NEGA INVESTIGAR INSERÇÕES DE RÁDIO QUE BOLSONARO RECLAMA

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, negou no início da noite desta quarta-feira (26) o pedido da campanha do presidente Jair Bolsonaro (PL) para investigar possíveis irregularidade em inserções eleitorais em emissoras de rádios, especialmente na região Nordeste.

 

Segundo denúncia, a campanha de Bolsonaro teve 154 mil inserções de 30 segundos a menos que o candidato do PT Lula nas emissoras de rádio.

 

Segundo a decisão de Moraes, o pedido do candidato do PL foi apresentado “sem base documental crível, ausente, portanto, qualquer indício mínimo de prova”. “Os erros e inconsistências apresentados nessa pequena amostragem de oito rádios’ são patentes”, disse o ministro.

 

Não só Alexandre de Moraes negou o pedido, ele determinou ainda que o Ministério Público investigue “possível cometimento de crime eleitoral com a finalidade de tumultuar o segundo turno do pleito”, além de enviar para o corregedor-geral eleitoral, ministro Benedito Gonçalves (STJ/TSE), para investigar “eventual desvio de finalidade no uso do Fundo Partidário” na contratação da empresa Audiency, de auditoria/checagem. 

 

Presidente do TSE, Moraes também mandou o caso da denúncia da campanha para o Supremo Tribunal Federal (STF), no âmbito do inquérito que apura a atuação de uma “mílicia digital” que atenta contra a democracia. 

 

Do Blog: Por muito menos, esse "Deus" do poder, mandou a PF invadir casas de empresários, por um suposto crime de propagação de fake News, mas, quando é favorável ao presidente, ele nega. Deveria logo proibir as eleições, e botar o "santo" de 9 dedos no poder na marra. VERGONHA! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

‘COMO OUSA COMPARAR ISRAEL A HITLER?’, DIZ CHANCELER SOBRE LULA

Declarado persona non grata em território israelense por causa de sua declaração antissemita contra o Estado de Israel, no domingo (18),...