23 de outubro de 2019

JUSTIÇA OUVE PERITOS NO CASO DO ASSASSINATO DA UNIVERSITÁRIA ZAIRA CRUZ


Três peritos criminais e um médico legista foram ouvidos nesta quarta-feira (23) pela Justiça, no caso que apura o assassinato da estudante Zaira Cruz, no carnaval de deste ano na cidade de Caicó, Seridó potiguar. A audiência aconteceu no Fórum Miguel Seabra Fagundes, em Natal. O sargento da Polícia Militar Pedro Inácio Araújo de Maria, de 36 anos, é o acusado do crime.




 
Durante as oitivas, os peritos e o médico foram questionados sobre a perícia criminal. Para a advogada do réu, Andreia Oliveira, a audiência foi proveitosa. Ela afirma que os peritos entraram em contradição e que a defesa vai atuar em cima dessas “falhas”. 





Do outro lado, a assistente e acusação, advogada Kalina Medeiros, sustenta que o sargento da PM é o responsável pelo crime. “Ele não tá sendo julgado por quem ele é, mas pelo q ele fez. Pedro Inácio torturou, estuprou, perdeu a cabeça e matou a universitária dentro do carro dele, tem que pagar pela barbaridade que fez”, disse. 





A universitária Zaira Dantas da Silveira Cruz, de 22 anos, foi encontrada morta, asfixiada, dentro de um carro no sábado de carnaval em Caicó, dia 2 de março deste ano. O sargento Pedro Inácio, que já havia se relacionado com ela, está preso no quartel da Polícia Militar, acusado de tê-la estuprado e matado. 





Após a audiência de hoje, uma testemunha de defesa ainda será ouvida através de carta precatória, em Porto Alegre. Isso porque ela mora no Rio Grande do Sul. Por fim, será o interrogatório do acusado, mas ainda não data marcada para que ele seja ouvido. Somente depois disso é que a Justiça de Caicó decidirá se o sargento Pedro Inácio irá ou não a júri popular.

0 comentários:

Postar um comentário