24 de abril de 2019

POLÍCIA CIVIL DESCOBRE HOMICIDA QUE SE PASSAVA POR SURDO E USAVA NOME FALSO EM CADEIA NO RN

Um homem que estava preso por furto na Cadeia Pública de Natal foi identificado como sendo, na verdade, um condenado da Justiça e foragido do sistema prisional. Ele usava um nome falso e fingia que havia perdido a audição, para dificultar a identificação. A mentira foi descoberta nesta terça-feira (23) pela Polícia Civil. 





O delegado Cidórgeton Pinheiro, da delegacia de Macaíba, na Grande Natal, conduziu a ação para encontrar o homem. Segundo ele explica, o preso foi detido em flagrante por um furto em um supermercado na Zona Sul de Natal, em outubro do ano passado. Na ocasião, se apresentou com o nome de José Francisco de Oliveira Filho. Ele dizia que era surdo e que havia perdido os documentos, confirmou isso durante a audiência de custódia. 




De acordo com o delegado, o homem manteve o personagem de deficiente auditivo durante todo o período que passou preso. No entanto, após investigação, os policiais da DP de Macaíba descobriram que se tratava de uma farsa. 





O preso, na verdade, ainda segundo o delegado Cidórgeton, é Amaro José de Oliveira Filho, conhecido por Rabada. “Ele é condenado pelos crimes de homicídio qualificado, tentativa de homicídio qualificado, roubo majorado e furto qualificado”, afirma Cidórgeton Pinheiro. 




Amaro Rabada havia fugido da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, na Região Metropolitana, onde cumpria pena. Após a identificação, a Polícia Civil informou à Justiça o paradeiro do foragido, que permanecerá encarcerado.

0 comentários:

Postar um comentário