8 de março de 2019

BOLSONARO DIZ ESPERAR QUE REFORMA DA PREVIDÊNCIA NÃO SEJA 'DESIDRATADA' NO CONGRESSO


O presidente Jair Bolsonaro voltou a usar as redes sociais nesta quinta-feira (7) para defender a reforma da Previdência, que é considerada prioritária pela equipe econômica do governo para equilibrar as contas públicas. 




Desde o dia 20 de fevereiro, quando a reforma da Previdência foi entregue pelo governo ao Congresso, o presidente não tocava no assunto em rede social. 





Bolsonaro entregou pessoalmente o texto da proposta de emenda constitucional (PEC) aos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). A proposta começará a tramitar na Câmara dos Deputados. 





"Os avanços que o Brasil precisa dependem da aprovação da Nova Previdência. É a partir dela que o país terá condições de estabilizar as contas, potencializar investimentos, viabilizar uma rígida reforma tributária e enxugar ainda mais a máquina pública, reduzindo nossas estatais", afirmou o presidente em rede social. 





Ele reforçou que a reforma tem como objetivo combater privilégios e incluir todos os seguimentos da sociedade.





"Foi pensando na importância disso que nosso time econômico elaborou um modelo de previdência que segue os padrões mundiais, que combate privilégios como aposentadoria especial para políticos, que cobra menos dos mais pobres, e que incluirá todos, inclusive militares. Seguimos!", afirmou. 




0 comentários:

Postar um comentário